Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

Janeiro de 1998, Janeiro de 2014. Dezesseis anos depois e nada mudou em relação à falta de segurança nas piscinas do Brasil

- 6 de janeiro de 2014
 
Tampa FSB - um dos dispositivos de segurança que evita a sucção dos ralos. No Brasil hoje existem ao redor de 40 mil piscinas que já têm instalado esse dispositivo de segurança.Mais informações com a empresa Sodramar.

No dia 06 de Janeiro de 1998, minha filha Flavia sofria um gravíssimo acidente que a deixaria em coma vigil irreversível. Quem acompanha este blog sabe que Flavia teve os cabelos sugados pela sucção da piscina onde nadava. O motor que fazia a sucção da água estava super dimensionado e os cabelos de Flavia ficaram emaranhados no ralo, ela não conseguiu se desvencilhar e se afogou. Flavia teve a vida devastada por um acidente que poderia ter sido evitado, se a piscina onde ela nadava estivesse funcionando dentro dos padrões de segurança. E ao contrário do que foi dito no jornal da Band deste sábado, e conforme já publiquei neste blog, não perdi na justiça. Mesmo com toda a lentidão de nosso judiciário, o condomínio e a empresa seguradora do condomínio foram condenados pelo acidente ocorrido com Flavia. Apenas a empresa Jacuzzi do Brasil, fabricante do ralo da piscina onde Flavia se afogou saiu ilibada de culpa.

Janeiro de 2014. Dezesseis anos depois, nada foi feito para tornar as piscinas mais seguras e o mesmo tipo de acidente continuou a causar acidentes graves e fatais nas piscinas de nosso país sem que as autoridades tenham se comprometido com a questão da segurança nas piscinas.

A partir da criação deste blog, - Janeiro de 2007, projetos de segurança em piscina começaram a surgir em alguns estados brasileiros, mas nenhum desses projetos mencionava a necessidade dos dispositivos de segurança que evitam a sucção dos ralos. Por isso, busquei assessoria técnica de Augusto Araújo, Diretor da ANAPP Associação Nacional dos Fabricantes Construtores de Piscinas e Produtos Afins e Lawrence Doherty, executivo americano da área de equipamentos de segurança de piscinas.

Augusto Araújo além de ser Diretor da ANAPP é também um empresário do setor de piscinas e um dos poucos que vejo ter a preocupação com a segurança dos produtos que fabrica e comercializa. Lawrence Doherty foi assessor da Lei de Segurança de Piscinas dos Estados Unidos - a Lei  VGB - e assessorou também a elaboração da Lei Colombiana, esta considerada a melhor Lei de Segurança de piscinas já existente. Juntos, eu e os dois peritos, elaboramos um texto para uma Lei Federal de Segurança para as Piscinas do Brasil, colocando no texto a necessidade da obrigatoriedade das piscinas terem instalados dispositivos de segurança que tornariam as piscinas seguras, principalmente os dispositivos que evitam a sucção dos ralos. Em agosto de 2011, viajamos para Brasília e entregamos o texto nas mãos do Deputado Federal Darcisio Perondi que se comprometeu a levar a Lei à votação até o final daquele ano, o que infelizmente não aconteceu. Também não consegui mais contato com o Deputado Perondi para fazer follow up do assunto.

Estou certa de que se o Projeto de Lei para Segurança em Piscinas que entregamos ao deputado Perondi tivesse sido levado a votação, aprovado e colocado imediatamente a funcionar com fiscalização e punição dos infratores, muitas tragédias de 2011 pra cá teriam sido evitadas.

No Brasil, temos hoje 1.800.000 (um milhão e oitocentos mil) piscinas e a cada ano 65.000 (sessenta e cinco mil) novas piscinas são construídas. (Não se incluem aqui as piscinas de plástico). Fonte desta informação: Augusto Cesar Araújo, Diretor da ANAPP. Ora, se não tivermos uma Lei Federal para Segurança em Piscinas fiscalizando e autuando os locais onde houver negligência com a segurança,  as tragédias causadas pela sucçao dos ralos, continuarão ocorrendo pelo Brasil afora.

É lamentável que dezesseis anos depois do acidente que deixou Flavia em coma vigil irreversível, nada tenha mudado em relação à segurança nas piscinas do Brasil. Até quando teremos que conviver com tragédias como as que ocorreram nos últimos dias, quando quatro acidentes causados pela sucção dos ralos de piscinas levaram à morte crianças que estavam apenas buscando lazer em uma piscina?! Até quando?!

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

8 comentários

  1. Força, Odele. Um dia sua voz será ouvida! Um dia vc verá que seu trabalho silencioso, que parece de formiguinha, terá resultado. Bastará UM responsável por piscinas escutar seu grito, mesmo que o governo nada faça ainda.
    Suely

    ResponderExcluir
  2. Odele, olha o que acabei de ler:

    http://g1.globo.com/espirito-santo/noticia/2014/01/menina-morre-apos-ter-cabelos-sugados-em-piscina-de-casa-no-es.html

    Lembrei do seu blog na hora...

    ResponderExcluir
  3. querida Odele, quero te ajudar nessa causa. Tenho filhos em situação de risco e já escrevi no meu Facebook sobre isso dizendo que pessoas com cabelos compridos deveriam usar toca para minimizar o risco. O descaso é enorme, mas somos nós que temos de lutar. Vc é um exemplo de cidadania e o Brasil está assim por conta das respostas q você ouviu de pais que, mesmo tendo sofrido o mesmo, se acomodam em uma atitude extremamente individualista. EU não me acomodaria e posso te ajudar a encontrar caminhos. Me escreva por email. forte abraço.

    ResponderExcluir
  4. Olá Odele, li a materia no site da globo, e gostei que vc falou que vc está lutando por um causa para fazer sentido onde não há, parabéns! De tudo na vida tem que ter um sentido, se o que gostaríamos foge das nossas mãos o jeito é fazer o que é possível, e fazer de coração, de justiça, fazer valer todo o sacrifício. Desejo sucesso à sua luta, se Deus quiser você vai vencer, pelo bem de todos. E o amor lhe dá muitas força, que bonito. Beijo na sua filha. Fiquem com Deus.
    Ana Carolina

    ResponderExcluir
  5. Daniel Neves09 janeiro, 2014

    Prezada Dona Odele, primeiramente quero lhe dizer que sua história. Não tenho palavras para demonstrar meus respeito e admiração. Desejo-lhe muita força e paz.

    Sei que é algo fútil, mas como percebo que a senhora escreve muito bem, achei bom bem lhe dizer que a palavra é "vígil" e não "vigil". A sílaba tônica é a primeira (VI) e não a segunda (GIL).

    Novamente, receba minha estima e respeito.

    ResponderExcluir
  6. Me chamo norton.
    Moro em Caicó _RN
    Vi o seu caso,e sua causa.
    Deixo aqui total apoio a sua iniciativa,e torço pela sua vitória !
    Força odele !
    Acabei de ver na record.

    ResponderExcluir
  7. INFELIZMENTE O GOVERNO ESTA MAIS PREOCUPADO EM FAZER BONITO EM COPA,QUANDO NOS BRASILEIROS SOMOS TRATADOS COMO FANTASMAS,APOIO EM SUA LUTA COMO TANTAS OUTRAS.

    ResponderExcluir
  8. Ola.. odete eu moro em minas gerais e a pouco tenpo atras a conteçeu hum açidente com uma colega minha na piçina desde este dia praca procuro... a judar.. amigoss e outrotrass pessoass a tomar cuidado na hora de mergunhar em piçina.. ese e meu cometari. hum abraço..

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails