Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

INTRODUÇÃO

- 1 de janeiro de 2007
Este Blog é dedicado à minha filha Flavia, em coma vigil há 9 anos, por causa de um acidente quando ela teve seus cabelos sugados pelo ralo da piscina do prédio onde morávamos no bairro de Moema – Zona Sul de S.Paulo. Flavia estava com 10 anos. O sistema de sucção da piscina, estava ligado e superdimensionado, o que mais tarde seria provado pelo Laudo Técnico emitido por perito designado pela 8ª.Vara Cível do Foro Central da Capital – Comarca de São Paulo, devido aos processos que abri contra o condomínio do prédio onde morávamos, - Condomínio Edifício Jardim da Juriti, contra a empresa fabricante do ralo - Jacuzzi do Brasil Indústria e Comércio Ltda e contra a seguradora do condomínio - AGF Brasil Seguros S/A.

Meu objetivo ao fazer este Blog, é levar ao conhecimento das pessoas, tenham elas passado ou não por uma experiência dolorosa como a minha, de como sobrevivi à dor de ter de uma hora para outra minha filha, até então com saúde perfeita, com a infância e a vida interrompidas. Só existem duas saídas: Desabar ou lutar. Esta última sem dúvida é a melhor opção, pois se desabamos estaremos abandonando essas pessoas queridas e especiais que por algum mistério da vida, lhes sucedeu algo tão terrível – ter a vida tragicamente interrompida ou modificada por um acidente. Essas pessoas, sejam elas, filhos, mãe, marido, mulher, irmão, precisam de nós e não temos, portanto o direito de nos entregar ao sofrimento e deixar que o luto permanente nos anule e diminua ou até mesmo anule nossa capacidade de cuidar deles. Por mais difícil que seja, temos que sair do luto e ir à luta.

Através deste Blog tenho também a intenção de alertar as pessoas sobre o perigo existente em ralos de piscina, estejam esses ralos instalados em piscinas de residências, prédios de apartamentos, clubes, etc. Há anos estou à espera de uma sentença judicial justa para Flavia, de um final, senão feliz, pelo menos digno. Passados longos 9 anos, o processo judicial pelo acidente com minha filha ainda não terminou. Flavia segue em coma. E a Justiça brasileira também.

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

10 comentários

  1. Paulo Kubota02 janeiro, 2007

    Odele,
    Como teu ex-colega de trabalho eu pouco sabia sobre o que se passou com a Flavia. Fiquei muito feliz pela sua coragem de lutar e buscar intensamente um final digno para com ela. Em tempos mais recentes nossa amizade fortaleceu através de e-mails e certamente junto-me para lhe dar coragem e seguir lutando em sua causa, por Flávia. Estarei acompanhando a sua luta e se uma luz me permitir ajudá-la certamente estarei pronto.
    Coragem!

    ResponderExcluir
  2. Kelli Resende02 janeiro, 2007

    Conheci a história da Flávia há mais de 8 anos, antes mesmo de conhecer a Odele.
    Apesar de trabalharmos na mesma empresa, só a conheci pessoalmente alguns anos depois.
    Na época, minha filha Júlia nem estava nos meus planos.
    Mesmo não sendo mãe ainda fiquei muito chocada e emocionada também, pois nunca esperamos que algo assim aconteça com alguém que amamos.
    Desde então, tenho acompanhado um pouco da luta da Odele ...
    O que vi e senti após conhecê-la, pra mim, é um exemplo de vida, de força, de não-conformismo e não-resignação. E de como a vida continua ...
    É um exemplo de como uma mãe pode amar seus filhos e fazer tudo por eles !
    Quando ela me disse que estava escrevendo um livro sobre a história da Flávia, contou que, apesar de todo o sofrimento, o livro não é triste ou deprimente.
    Pelo contrário, é uma história contada para ajudar pessoas que passaram ou estão passando por momentos difícieis ...
    Espero que o livro seja publicado e que ajude muita gente !!!
    Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  3. Um a um vim lendo os teus artigos à procura da história da Flávia.
    Finalmente cheguei aqui.
    Obrigado por partilhares connosco o drama de Flávia. O TEU DRAMA!

    Aceita a minha admiração.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  4. Seu blog acaba de ganhar um prêmio de um blog de Lisboa, Portugal, e isso demonstra mais uma vez seu acerto em lutar e usar o blog como mais uma ferramenta para compartilhar sua experiência, trágica, com todos, num sentido claro de alerta e prevenção. Fiquei muito comovido com a história de sua filha. Todo pai sabe o que é passar pelo que estão passando. Meus respeitosos cumprimentos e sorte para ela, o que mais se pode desejar!
    O blog que deu o Prêmio é o da ISABEL : //isabelfilipeartdesign.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. ola d.odete...nao a conheco e fikei xocada com o k li... th apenas 16anos i nao desejo mal a ng..spero k a sua filha melhore...

    ResponderExcluir
  6. Que Deus te dê força e que Nossa Senhora das Candeias esteja com vc.
    E que a fé que vc tem em Jesus Cristo, cure a sua filha, e que vc duas viva novamente a felicidade completa.

    ResponderExcluir
  7. Odete
    Como Mãe e de tanto amar, é doído saber da sua dor. Deus já me mostrou seu poder durante o processo que passei de um tumor na região do tronco cerebral, que não era câncer, mas que estava me fazendo perder todos os movimentos, inclusive respiratórios...Como diz meu médico, neurocirurgião Roberto Parente Jr, de Maringá: Agradeça a Deus por vc estar assim, recuperada. E é o que tenho feito a cada dia. Nesta fé, quero dizer que vc estará sempre presente em minhas orações. Você é admirável. Sua família é linda, pq o AMOR a move. Nem quero fazer qualquer comentário mais longo sobre pessoas que não entendem o pq deste blog. Vc resume em sua fé e perseverança o verdadeiro amor. Deus é contigo.
    Abracinhos de paz, fé e amor.
    Sue

    ResponderExcluir
  8. Odele
    Voltei para fazer a correção do seu nome...
    Abracinhos
    Sue

    ResponderExcluir
  9. Odele, estou em estado de choque. Conheci este blogue hoje a partir do blogue do Nuno de Sousa (Portugal).

    Já equacionaram denunciar o caso (atraso na Justiça com represcussões trágicas no atraso do tratamento da vítima) ao Tribunal Internacional de Justiça ou Corte Internacional de Justiça?

    Não sei se é possível, mas nada melhor do que perguntarem ao vosso advogado.

    Um abraço e... CORAGEM!

    ResponderExcluir
  10. Odele
    Na tua dor ainda és uma mulher rica porque capitalizaste afectos e porque muitas são as vozes que se erguem por Flávia. Eu estarei sempre contigo e este replay é da maior utilidade porque através dele vamos colmatando as nossas falhas de informação em relação ao caso.
    Beijo para ti e outro para Flávia

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails