Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

Ralo de piscina.O acidente em Portugal

- 11 de agosto de 2007
Flavia está há mais de nove anos em coma vigil, porque quase se afogou quando teve seus cabelos sugados pelo ralo de uma piscina, funcionando de forma irregular. Este é um fato provado nos laudos do processo que há quase nove anos transmita na justiça paulista. Os juízes de S.Paulo, ignorando as provas apresentadas e a gravidade do acidente, por duas vezes concederam à Flavia, uma indenização muito pequena, considerando-se os danos irreversíveis causados por este acidente. Recorri das duas sentenças e agora, quase nove anos depois de ter sido iniciado, o processo em última instância, segue para Brasilia, onde espero conseguir para minha filha uma indenização adequada e condizente com a gravidade do acidente que lhe destruiu a vida.

Este outro acidente com ralo de piscina que agora documento, ocorreu em Portugal no ano 2002, portanto, há cinco anos. Também lá, como aqui no Brasil, a justiça tem se mostrado lenta em condenar os culpados pela negligência que, se nada for feito a respeito, continuará fazendo vítimas de ralos de piscinas, na sua maioria crianças. Também lá como aqui no Brasil, os juízes parecem ignorar as evidências de que os acidentes foram causados pela força de sucção dos ralos das piscinas e deixam por anos a fio, as vítimas desses acidentes entregues à sua própria sorte, numa demonstração lamentável de desrespeito aos direitos humanos.

Vejam o caso de Portugal. A notícia na íntegra poderá ser lida no link assinalado.

Nota:  Revendo os posts deste blog, (em junho de 2011)  percebi que os links aqui fornecidos, deixaram de funcionar. Mas ainda é possível saber mais sobre estes acidentes, com uma pesquisa no Google.

(os negritos são meus)
Leiria: Ministério Público pede absolvição de dona de piscina onde jovem quase se afogou.Fonte: Lusa

09-07-2007 14:41:31 - Portugal - ( acidentes ) – Lusa
Leiria, 09 Jul (Lusa) - O Ministério Público pediu a absolvição da proprietária de um ginásio com piscina de Leiria onde uma criança de oito anos quase se afogou após ficar submersa cinco a sete minutos, sugada por um ralo que estava a puxar água.O ralo, com 15 centímetros de diâmetro, estava a puxar água para o sistema de aquecimento da piscina.

O acidente sucedeu em Fevereiro de 2002 e, ao longo do julgamento, vários peritos apontaram várias deficiências no sistema de aquecimento da piscina, que recorria, em conjunto com outra solução, a um ralo para retirar a água, provocando um efeito de sucção que se veio a revelar quase fatal para o jovem.

A criança esteve em coma durante bastante tempo mas já recuperou parcialmente do acidente e agora a proprietária é acusada de ofensas corporais na forma negligente.No entanto, a procuradora Lídia Almeida considerou hoje nas suas alegações finais que o tribunal deveria absolver a arguida, já que ela entregou a responsabilidade técnica da Leiria.

As causas do acidente terão sido a sucção provocada por um ralo que estava a retirar água quando a criança estava a treinar uma técnica de mergulho que consistia em manter o corpo próximo do fundo da piscina.O menor ficou preso no fundo e só vários minutos depois, quando os responsáveis desligaram o quadro eléctrico, é que a criança pôde ser retirada do fundo da piscina.

"A piscina destinava-se ao uso dos condóminos e não a utilização pública" num ginásio, considerou Margarida Varela, recordando que o equipamento tinha vários problemas em manter a água quente, obrigando a administração a introduzir duas bombas de aquecimento com dois sistemas, um deles através da sucção de água pelo ralo.Numa das sessões, o delegado municipal da protecção civil explicou que a pressão da sucção (um metro por segundo) era superior ao recomendado.
A advogada revelou ainda que a família tenciona accionar judicialmente a empresa que executou as obras na piscina.A leitura da sentença está agendada para o próximo dia 31 de Julho, às 10:00 da manhã.

Este acidente também foi notícia no Diário de Leiria e pode ser lida no link abaixo.
http://www.diarioleiria.pt/12383.htm
E o Jornal Correio da manhã, noticiou:
Portugal 2007-08-01 - 00:00:00Leiria:

Criança sugada por ralo de piscina.....

....o Tribunal de Leiria a convocar mais duas testemunhas e a adiar a leitura da sentença do processo em que é arguida a proprietária do ginásio Fisicoleiria, onde uma criança de oito anos sofreu ferimentos graves ao ser sugada pelo ralo da piscina, em 2002.

O acidente aconteceu em Fevereiro de 2002 na piscina do Ginásio Fisicoleiria

Ao proferir a sentença, o juiz tem que fundamentá-la com a prova produzida em sede de julgamento. E eu não tenho elementos certos e seguros quanto ao conhecimento da arguida relativamente à fonte de perigo, que era o ralo”, justificou o juiz Gil Vicente.Perante a falta de dados, o magistrado convocou dois monitores do ginásio para voltarem a depor e aproveitou para interrogar de novo a arguida, Deolinda Antunes, sobre eventuais reclamações relacionadas com o funcionamento da piscina.“Só havia reclamações que a água era fria e nunca ninguém chamou a atenção por o ralo estar a puxar de mais”, afirmou a arguida. Deolinda
Antunes revelou ainda que o estabelecimento não possuía livro de reclamações por não ser exigido por Lei nessa altura.O acidente ocorreu em Fevereiro de 2002. O menino estava a fazer ‘golfinhos’ numa aula de natação quando se imobilizou no fundo da piscina, sugado pelo ralo de aspiração de água. Ficou submerso entre cinco a sete minutos e só depois de ser desligado o quadro eléctrico é que o monitor o conseguiu tirar para fora da água.A criança já recuperou parcialmente, mas ficou com lesões neuro-psicomotoras. Após o acidente, o ginásio foi encerrado pela Autoridade de Saúde de Leiria.

A proprietária é acusada de um crime de ofensa grave à integridade física por negligência. A próxima sessão está marcada para dia 10 de Agosto.

Francisco Pedro, Leiria

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

9 comentários

  1. Você já leu sobre um estudo que foi feito (não sei te dizer especificamente a onde mas foi numa instituição de respeito) em que eles tentam provar através da leitura do cérebro que a pessoa em coma vigil, não consegue responder, mover, ou expressar qualquer tipo de emoção, mas está alí escutando e vendo tudo que se passa? Dê uma procurada na internet é um estudo interessante. Eles relataram isso através de perguntar que faziam para uma pessoa normal. Tinham alterações no cérebro. E faziam para uma pessoa em coma, essa outra tinha as mesmas alterações só que não consegui demonstar isso, achei muito interessante. Até porque se isso acontecer seria super chato falar certas coisas ou ficar triste perto da sua filha né? Pois ninguém sabe, ela pode estar sabendo tudo. E se esse estudo for adiantado, quem sabe você possa entender melhor o estado dela e tentar resolver o que seria o melhor pra ela. Mas achei muito legal o modo como você c

    ResponderExcluir
  2. ...uida dela. Mesmo depois de tanto tempo. Um abraço forte pra você e pra ela. :)

    ResponderExcluir
  3. Olá Odele,
    vim cá por indicação da Teresa Gonçalves que tem divulgado o seu blog. Admiro-a pela sua força, pela sua perseverança e pela dedicação à sua filha. Farei o possível para divulgar este seu cantinho, este espaço de luta que a finca à vida e à justiça.
    Um abraço para si e para a Flávia.

    ResponderExcluir
  4. Que todo o mundo tenha conhecimento, para que casos como o da Flavia não se possam repetir.

    Justiça Brasileira: ACTUE!

    Um bjnh para ambas.

    Jorge G - O Sino da Aldeia porque avisar é preciso

    ResponderExcluir
  5. Infelizmente, em Portugal a justiça demora e a culpa morre muitas vezes solteira!!!

    Bj grande para si e as melhoras da Flavia

    ResponderExcluir
  6. passei por aqui para deixar um beijo.
    saudações amigas

    ResponderExcluir
  7. Essas noticias sao tremendamente tristes e é importante o seu trabalho nesse blog, mostra uma realidade que até pouco tempo eu mesma desconhecia.
    Obrigada pela informaçao querida Odele.
    Big Kiss

    ResponderExcluir
  8. Olá, conheci seu site pelo blogstar, comecei a ler e não consigir parar, me emocionei a cada post. Cada leitura me levava um sentimento específico, tive raiva da impunidade desse pais onde um juiz corta o valor intregue a uma pessoa que foi prejudicada, onde pessoas ficam impunes perante a sua irresponsabilidade, me emocionei com a história da Flávia, e acima de tudo me senti mais proximo da humanidade vendo sua garra, carinho e convicção na luta em prol da saúde de bem estar da sua filha.
    A um ano aproximadamente, por motivos futeis de minha parte, acabei entrando em como profundo, foram poucos dias, 10 para ser exato, mas havia uma lesão importante e médicos acreditavam que seria impossível a minha sobrevivencia, e hoje estou aqui vivo e saudável, praticamente sem sequelas, tirando uma perda parcial de memória. Durante o coma eu recebia várias visitas no CTI, minha mãe sempre conversava comigo, me dava carinho mesmo sendo por poucos minutos, felizmente eu fui uma das parcelas das pessoas que conseguiram ouvir, e tenho certeza que isso foi importante para minha recuperação, nao me lembro de tudo, mas me lembro de várias situações durante meu coma. Portanto continue conversando com sua filha, coloque músicas suaves, alegres, e tenha sempre esperança e Deus no coração, pois para ele nada é impossivel.
    Vou ajudar na divulgação do blog, afinal vc nao esta em busca apenas dos direitos da sua filha, mas sim numa luta para que isso nao se repita, como incompreensilvemente ja aconteceu em vários países.
    Mais uma vez parabéns pela sua força de vontade e amor, que Deus te ilumine.

    ResponderExcluir
  9. Odele, continues com tua força.

    Faça mais conhecido o perigo dos ralos de piscinas.

    Divulgue descaso ao teu direito de cidadã de ter teu processo julgado pela justiça brasileira.

    E continues amandoi a Flávia e nos ensinando como se ama.

    Beijos e boa semana

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails