Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

EXPOSIÇÃO? FAZ PARTE DA LUTA.

- 4 de abril de 2007
Após a reportagem do Jornal da Record do dia 27.03.07, sobre LENTIDÃO NOS PROCESSOS JUDICIAIS, em que eu e Flavia fomos filmadas e eu entrevistada, algumas pessoas me contataram por e-mail ou telefone, dizendo que apesar da reportagem ter sido boa, e de ter sido explicado o porquê da lentidão no julgamento dos processos judiciais, principalmente em São Paulo, isso não deixou de ser também uma exposição para mim e para Flavia. Perguntaram se essa exposição não me incomodava.

Quero agradecer às pessoas que demonstraram preocupação comigo e com minha filha, mas existem outras coisas que me incomodam bem mais do que dar uma entrevista para a televisão como fiz, para protestar contra a lentidão da justiça em conceder uma indenização adequada à gravidade dos danos sofridos por Flavia, no acidente que a mantém por tantos anos em coma.

Eu me incomodo mais é com a falta de respeito de alguns, que mesmo sabendo que são culpados por acidentes que devastam vidas, fogem às suas responsabilidades, sem qualquer pudor. Para esses, a lentidão de nossa justiça, claro, corre a favor.

Eu me incomodo mais é por saber que a situação de Flavia não é a única e nem a pior. Alguns casos jamais chegam à justiça, seja porque são decorrentes de acidentes acontecidos com pessoas que não têm acesso a bons advogados, seja porque quem sofreu o dano, por falta de instrução e informação, sequer sabe de seus direitos e portanto, não exerce a sua cidadania.

Eu me incomodo com o passar do tempo, com esses processos lentos sem soluções para problemas graves e urgentes. E me incomoda, me incomoda muito, a indiferença com situações aflitivas, o descaso com o sofrimento, e com a banalização da dor.

Exposição? Pode até ser, mas pode ser também, que de alguma maneira isso possa contribuir para agilizar o julgamento do recurso por uma indenização que permita à Flavia ter a qualidade de vida que ela precisa. Vale tentar.

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

6 comentários

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de ter a sua coragem.

    ResponderExcluir
  3. Querida Odele, como dói ler isso ... a nossa justiça ainda está longe de ser justa ... vamos continuar a ter fé ... a única coisa que nos resta ... grande beijo no seu coração, Cláudia

    ResponderExcluir
  4. Naty Spinola05 abril, 2007

    Oi Odele!!! Puxa qto tempo que eu não passava aqui... Estava fazendo uns cursos, mais estágio e tava td mto corrido... Queria ter visto a reportagem na TV, pena que não sabia q ia passar... Mas vc tem total razão em lutar por justiça!!! Espero que esteja td bem, estou com saudades de conversar com vc, mtos bjos e Feliz Páscoa!!!

    ResponderExcluir
  5. Oi Naty. Obrigada pela visita ao BLOG de Flavia. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Beth Lucchesi31 julho, 2007

    Parabéns pela coragem e determinação!
    Não há palavras para externar minha solidariedade e respeito por você e sua luta diária.
    Quanto aos comentários de que vc. se expôs à mídia, esqueça-os!!!
    Você deve mesmo gritar aos quatro cantos e aparecer na mídia sempre que tiver oportunidade, para que se abram os olhos de muita gente a respeito da nossa " Justiça".
    Um beijo com o maior respeito e admiração!
    Beth Lucchesi
    Santos/SP

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails