Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

Fisioterapia, indispensável em pessoas acamadas

- 9 de novembro de 2020

Já escrevi, tempos atrás, sobre a importância da Fisioterapia em pessoas acamadas ou com mobilidade reduzida.  Este é um tratamento de fundamental importância, para a qualidade de vida da pessoa sem mobilidade ou com mobilidade reduzida.

Desde o momento em que deu entrada no Hospital, em janeiro de 1998, Flavia faz fisioterapia diária, com exceção dos domingos.

Claro que nada substitui nosso caminhar, nosso erguer espontâneo de braços e pernas, mas a fisioterapia ajuda - e muito - a reduzir a perda da massa muscular, tão comum em pessoas acamadas.

E o que é possível fazer, a gente segue fazendo. Algumas vezes, é verdade, sinto uma imensa impotência com relação ao que ainda eu poderia fazer para melhorar a qualidade de vida de minha filha, melhorar sua condição em geral, a fim de diminuir seu sofrimento, principalmente causado pela espasticidade decorrente do dano cerebral sofrido no acidente de afogamento na piscina, em janeiro de 1998, passando Flavia desde então a viver em coma vigil. Quase 23 anos. Mas o amor de mãe, ao contrário do que eu pensava, não tem, como justo seria, super poderes.

Diante desta impotência, sigo fazendo o que me é possível fazer, usando, além da fisioterapia e atendimento multidisciplinar, um recurso disponível a todos nós. Amor. Por isso, sigo cuidando de Flavia, com todo o amor que cabe em meu coração. Qualquer que seja o caso, a situação, vamos praticar o amor. Sem moderação.

Um abraço carinhoso pra vocês.

PS. Nas fotos, os dois fisioterapeutas que atendem Flavia, há mais de 5 anos. Diego e Fábio, dois queridos.



6 comentários

António Moreira disse...

O teu amor pela Flavia não tem limites e se não te dá superpoderes dá à tua filha um cuidado amoroso e desvelado que todos admiramos. E assim,apesar da sua condição, ela tem mantido uma qualidade física que sendo,como sabemos, limitada,é, ainda assim, surpreendente.

Branca disse...

Gosto sempre destas tuas publicações Odele, onde além de transparecer muito amor, nos podes também ensinar muito, pois todos estes cuidados podem um dia ser importantes para qualquer um de nós.
Obrigada pelas tuas partilhas.
Beijinhos para ti e para Flávia
Tudo de bom também para Fernando.
És uma super-mãe.
Gosto muito de ti, da pessoa e da amiga que és.
Talvez me reforme da minha profissão até Julho de 2021, depois vou ter mais tempo para conversar contigo e me dedicar a algumas questões informáticas que quero aperfeiçoar para estar mais perto. Um abraço apertadinho.

Fatyly disse...

És de facto uma mulher e mãe com "M" grande e de uma doçura tremenda. Cuidar é amar e sempre que escreves dás uma lição de vida a quem te lê e segue.

Jamais me esqueço de ti e da tua/nossa Flávia.

Beijos amiga e mil em Flavia de sempre e para sempre

Fatyly disse...

Amiga não sei se irás ler mas deixo aqui os meus sinceros parabéns pelo dia de hoje a ti e à tua/nossa Flavia e mais ano se passou e também que desejo que estão bem porque as notícias que vejo daí são pouco animadoras em termos de pandemia.

Beijocas e mil em Flavia

Unknown disse...

Parabéns pela sua força e por todo esse amor ❤️

Inter disse...

❤️

Related Posts with Thumbnails