Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

Um poema português para os 24 anos de Flavia

- 16 de dezembro de 2011
Flavia, meu mais belo presente de aniversário.

Hoje Flavia completa 24 anos, dos quais, 14 anos vivendo em coma vigil. Quando penso no que minha filha deixou de viver  por ter sofrido um acidente que poderia ter sido evitado e que por negligência,  continua a acontecer em nosso país, fico triste. Conforta-me o carinho dos amigos, aqui presente neste poema de António Peciscas de Portugal que me inclui em seus versos porque também faço aniversário hoje. 

"O DIA CERTO 

Podíeis ter nascido em outro dia qualquer, 
dia em que já tinha nascido homem ou mulher 
que o marcou com fama e glória 
porque haveria de entrar na História. 
Beethoven, Jane Austen, Bilac e quantos mais 
nasceram neste dia e entraram nos anais. 
Mas que interessa se a dezasseis (*)
nasceram sábios ou reis 
se neste acaso invulgar 
há porquês por deslindar. 
E poderia ser outro o dia 
que tanto para o caso fazia 
Poderia ser mais longe ou mais perto 
mas teria de ser o dia certo. 

Gerado em trama de amor que pode parecer coincidência 
mas que, afinal, vem de uma outra evidência, 
que mesmo assim nem bem se explica 
porque há coisas em que pela razão não se fica. 

Há quem lhe chame magia 
Há quem lhe chame milagre 
Há quem lhe chame alquimia 
Afinal mesmo quem sabe? 
Quem pode saber sem falhar 
como é que a vida se tece? 
Quem poderá desvendar 
aquilo que desconhece? 

Mãe e filha assim unidas 
num mesmo e só calendário 
ficariam impedidas 
de seguir caminho vário. 

Em coisas de coração 
quem manda é a Natureza 
e tem sempre uma razão 
quando acontece beleza. 

Nesse dia houve uma estrela 
que num canto do céu sorriu 
Mandou criar história bela 
 e a Natureza cumpriu. 

Foi uma mãe que recebeu 
o seu mais fino presente 
quando nos braços acolheu 
o calor do novo ente. 

Ali mesmo se escreveu 
esse pacto de ternura 
que a todos nos envolveu 
numa aura de candura 

Sempre ligadas estareis 
isso já está descoberto. 
Porque o dia dezasseis 
era mesmo o dia certo. 

16 de Dezembro 2011 

António Peciscas "

(* dezasseis = português europeu

Obrigada António.

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

19 comentários

  1. Odele, minha boa amiga, nestas alturas nem sabemos o que dizer, também sou mãe mas não consigo imaginar a sua dor e revolta. O dia 16 de Dezembro nunca mais foi festejado com a alegria merecida, nem por si, nem por Flávia. Os culpados não têm perdão!

    Beijinho de parabéns para si e Flavinha.
    Ana Martins

    ResponderExcluir
  2. Odele
    Meu carinho para vc e Flavia.
    Abracinhos no coração
    Sue, Sueny e Bruna

    ResponderExcluir
  3. Odele,
    Novamente, nesta situaçao, retomo uma das máximas de minha mãe: "Ue ni mo shita nimmo kiri ga nai" (Não há limites para cima ou para baixo). Você, mulher inteligente, culta e sensível, entenderá. Parabéns, então, por TUDO que você é! Por tudo que você fez e faz. E parabéns a Flávia pela lição de VIDA que tem dado ao mundo. Tudo tem uma razão de ser. Tem sim!

    Suely

    ResponderExcluir
  4. Quanta delicadeza e sensibilidade tem o Antonio! Um presente para toda a vida esse poema!
    Parabéns para você e Flavia, com todo meu carinho!

    ResponderExcluir
  5. Olá Odele! Visito diariamente o blog da Flavia para saber noticias dela... Tenho 22 anos e as vezes me pego pensando em como seria a vida da Flavia se esse crime não tivesse acontecido(considero crime o que aconteceu com ela e os culpados deveriam não só pagar em dinheiro mas com pena prisional. Flavia está em meus pensamentos TODOS os dias e mando muita energia positiva pra ela... Tenho um sonho guardado dentro de mim de um dia acessar o blog e ver vc falar que a Flavia tá despertando... Desejo a vcs duas Feliz Aniversario!

    ResponderExcluir
  6. Querida Odele, tudo o que posso fazer, é pedir a Deus que te conforte e fortaleça, todos os dias,
    peço por você...peço por Flávia...mas sei que, mesmo sem que eu peça qualquer benção a Ele, Ele se faz presente em suas vidas. Hoje eu peço que Ele permaneça ao lado das duas e de toda a família e sei que Ele será Fiel em sua luta. Abraços

    ResponderExcluir
  7. Odele

    Parabéns para a Flávia.
    Ela merece tudo.
    O que não merecia era ter caído no tal acidente cheio de negligência.

    Um beijinho para ambas.

    P.S. - Excelente o trabalho do António Peciscas.

    ResponderExcluir
  8. Um magnífico poema do nosso amigo e junto-me a vós neste dia do vosso aniversário e lê para Flavia o que de bom lês por aqui. Sei que não é fácil, mas toma aquele abraço que gostaste:)

    Beijos para ambas e FORÇAAAAAAA!

    ResponderExcluir
  9. Acompanho seu blog e hoje quero desejar lhe muita sabedoria, paz, fé e esperança. Sou mãe de um menino especial. Até os 7 anos Gabriel era como uma criança comum.
    Abços

    ResponderExcluir
  10. Tentei dizer naquilo que hoje publicas o que que nunca pode caber em palavras.Por isso fica sempre muito mais por exprimir, num dia como este.Ternura, sim, mas desgosto. Carinho, sim, mas revolta.Solidariedade sim, mas indignação.Apoio sim, mas denúncia.
    Neste dia que deveria ser só e só de alegria, porque mãe e filha se juntam num só aniversário, há lágrimas que se choram e não são de alegria.
    Quem, ainda hoje, tenta fugir a responsabilidades que geraram todo este infortúnio, não tem perdão.
    Este aniversário já foi festivo.Se hoje já não o pode ser, que fique, pelo menos, a nossa presença amiga junto de vós.

    ResponderExcluir
  11. Olá,quero parabenizá-la pela força e coragem,perdi uma filhinha a nove meses,ela tinha apenas 1 ano e 11 meses,ela era e continuará sendo a minha vida,não sei o que é pior se é a dor da perda total ou a dor de ver uma filha amada no estado que a sua está,não sei se suportaria.As datas comemorativas não tem mais alegria, os dias se tornaram mais longos,é difícil conter as lágrimas diante de uma criança e de uma música...Não sei nem o que te dizer...que Deus lhe dê forças para continuar em sua caminhada.Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  12. António é uma pessoa admirável! Um amigo que sempre está oferecendo sua ajuda, mas esse poema foi tudo!! Que sensibilidade!!
    Parabéns, Odele e Flávia!! Mesmo atrasadinha venho deixar beijus e abraços! Que você continue Odele, não fraquejando, seguindo sua meta e procurando forças, Deus sabe onde!! Que você viva muito! Flávia precisa de você! Beijus,

    ResponderExcluir
  13. Querida Odele... eu sempre venho ler suas atualizações, seus lindos comentários e noticias sobre a Flávia.
    Tava aqui pensando....quem mais seria capaz de tanto amor? acho que só Deus.
    Você é uma mãe incrível...e acredito muito que de alguma forma a Flávia percebe isso. Afinal,mesmo desse jeitinho peculiar...ela continua a luta para estar viva.
    Como cristã,creio na vida eterna através de Jesus Cristo e a possibilidade de vc voltar a ouvir a 'voz de sino' da Flavinha, porém transformada, cheia de saúde e vigor.
    Odele, não sei como pode suportar essa dor...nem sou mãe ainda,tenho 29. Mas como filha que sou, te admiro imensamente.
    Que Deus abençoe vc, sua família e em especial a Flavinha.
    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  14. Olá Odele. Tenho um blog hospedado no Blogspot e por acaso, ao clicar na NavBar em 'próximo blog' veio o seu.
    Sinto muito pelo que aconteceu e certamente Flávia adoraria agradecer por tudo que tem feito por ela, inclusive por este blog, que é muito bonito apesar de triste.

    Deus nunca nos dá a cruz mais pesada do que podemos carregar, e aí está você, firme e forte ao lado da sua filha.

    arianelilih.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Sem palavras que expressem a tristeza que sinto por essa vida que a Flávia deixou de viver, deixo um abraço e os Parabéns para as duas ainda que atrasados.
    Terno abraço.

    ResponderExcluir
  16. Odele.. mais um acidente: http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2011/12/crianca-morre-afogada-ao-ficar-presa-em-bomba-de-piscina-em-brasilia.html
    Desde que conheci esse blog não me desespero qdo vejo esse tipo de noticia. Até qdo, meu Deus????

    ResponderExcluir
  17. Infelizmente mais uma criança!!!

    23/12/2011 17h37 - Atualizado em 23/12/2011 17h38
    Criança morre afogada ao ficar presa em bomba de piscina, em Brasília
    Menino ficou cerca de 20 minutos dentro da água, segundo bombeiros.
    Acidente aconteceu por volta de 14h no Clube da Aeronáutica.


    http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2011/12/crianca-morre-afogada-ao-ficar-presa-em-bomba-de-piscina-em-brasilia.html

    ResponderExcluir
  18. Odele, não pude deixar de lembrar de Flávia ao ler mais esta notícia: http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2011/12/crianca-morre-afogada-ao-ficar-presa-em-bomba-de-piscina-em-brasilia.html
    Como sei que as divulga aqui, achei que devia lhe avisar. Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Que Deus abençoe as duas. Almas gemeas, aniversariantes da mesma data.
    Beijos no coração

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails