Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

Ralo de piscina: "Policia indicia seis pessoas pela morte de criança em clube de SP"

- 27 de março de 2011
Título, texto e foto, copiados integralmente do site do G1.

O garoto João Paulo morreu ao ser sugado
durante esvaziamento de piscina no interior de
São Paulo (Foto: Reprodução/EPTV)

Este acidente com João Paulo, foi divulgado no blog de Flavia, neste post:

Ralo de Piscina, infelizmente outra vítima já em 2011

Hoje, saiu esta notícia no G1:

“João Paulo, de 5 anos, morreu após ser sugado por tubulação de piscina.

Caso aconteceu na cidade de Taquaritinga, a 334 km de São Paulo.
Cinco funcionários e o presidente do Clube Náutico de Taquaritinga, cidade a 334 km de São Paulo, foram indiciados pela morte do garoto João Paulo de Jesus Maria, de 5 anos. No dia 30 de janeiro deste ano, a criança foi sugada pela tubulação da piscina do clube. Os seis irão responder por homicídio culposo, ou seja, quando não há intenção de matar.

A conclusão do inquérito, que durou dois meses e interrogou 18 pessoas, foi encaminhada nesta sexta-feira (25) ao Ministério Público.
Entre os indiciados pelo crime estão os responsáveis pela drenagem da piscina - que foram ouvidos como testemunhas - e os responsáveis pela colocação da grade de proteção e pela segurança dos banhistas. De acordo com o resultado da investigação, o presidente do clube vai responder por negligência, e os demais, por imprudência.

A polícia confirmou que, no momento do acidente, além de João Paulo, outras quatro pessoas estavam na piscina. Ainda foi apurado que o duto de 40 centímetros estava sem proteção e que as fendas dos parafusos que prendiam a grade estavam enferrujadas. O desgaste foi interpretado pela polícia como evidência de que a tubulação teria ficado aberta várias vezes
Faltou, por parte da presidência, do gerente, das pessoas que têm a incumbência de fiscalizar, que impedissem essa conduta dos funcionários, já que isso coloca em risco a integridade dos banhistas”, afirmou delegado de Taquaritinga, Claudemir da Silva.

Afogamento
No dia 30 de janeiro, João Paulo foi sugado pela tubulação da piscina quando funcionários acionaram o esvaziamento. Dois bombeiros, que estavam de folga, tentaram reanimar João Paulo, mas ele morreu no local. Os pais e outras testemunhas disseram que ninguém avisou que a piscina seria esvaziada.

Quase dois meses depois do acidente, o Clube Náutico de Taquaritinga continua funcionando, mas a piscina está interditada. O presidente do clube, João Henrique Barros, não foi encontrado pela reportagem da EPTV.”

Como vemos, a negligência com a segurança das piscinas continua fazendo vítimas, na sua maioria crianças. “Ainda foi apurado que o duto de 40 centímetros estava sem proteção e que as fendas dos parafusos que prendiam a grade estavam enferrujadas. O desgaste foi interpretado pela polícia como evidência de que a tubulação teria ficado aberta várias vezes”

Como podem esvaziar uma piscina sem conferir se há pessoas dentro dela?! E quanta negligência e descuido com a manutenção desta piscina. Infelizmente isto também ocorre com frequência.

NEGLIGENTES! Os que descuidam da segurança das piscinas, têm que ser punidos exemplarmente. E sem demora. Não como no caso de Flavia que mesmo tendo sido vítima deste tipo de acidente, e tendo eu travado uma penosa batalha judicial, minha filha teve que esperar - em coma vigil - mais de 12 anos para ver a justiça ser feita de forma incompleta.

Quero ver se essa gente vai continuar a descuidar da segurança das piscinas, quando a LEI FEDERAL que está a caminho cair sobre eles, com o necessário e implacável rigor.

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

12 comentários

  1. Quanta negligência e impunidade ainda irá haver até que se tome medidas drásticas e sem desculpas de um blá, blá onde escapam sem beliscadura penal?

    Infelizmente mais um...mas que os pais vejam e sintam rapidamente "justiça feita" e não como tu que só viste e incompleta doze anos depois.

    Beijos meu doce e vamos continuar a lutar contra os criminosos versus ganânciosos de espaços de lazer!

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente vão continuar a acontecer acidentes destes e a culpa vai morrer sempre solteira :)

    Um beijo

    ResponderExcluir
  3. Odele
    Impunidade é por isso que tragédias continuam acontecendo.........nada é feito tudo é lennnnnto.........
    Uma linda semana para vc e para Flávia.

    ResponderExcluir
  4. Quantas crianças terão que morrer para a justiça ser feita??!!!
    Sinceramente q desanimo..
    Beijokas na Flavia!! e em vc tb!!!

    ResponderExcluir
  5. Infelizmente, Odele, aqui no Brasil quase tudo é no rítmo da justiça, muuuito vagarosa. Mas quem não acerta na justiça dos homens, um dia se ajusta com Deus.
    Bjim pra ti e pra Flavinha.

    ResponderExcluir
  6. Odele,
    É inacreditável a lerdeza que tudo acontece no Brasil. Brasil, País da impunidade!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Esta notícia que aqui reportas aponta para dois factos relevantes.
    Por um lado, continuam os terríveis acidentes em piscinas, resultantes de incúria e grosseira negligência.
    Por outro lado, também será de destacar uma maior rapidez na identificação e pronunciamento judicial dos responsáveis pelo crime. O que contrasta singularmente com o imenso tempo e as imensas diligências processuais implicadas para que fosse feita uma justiça parcial (como bem dizes) no caso da Flavia.
    Mas estou convicto de que esta actuação agora mais rápida tem muito a ver com a tua luta, persistente e empenhada, na denúncia, não só daquilo que tem acontecido com a tua filha, como, em geral, com as restantes situações que envolvem a segurança nas piscinas.
    E que essa lei federal venha bem depressa, para que, cada vez mais se evitem esses acidentes ou, no mínimo,se atemorizem os responsáveis pelo funcionamento dos equipamentos de modo a que ganhem consciência dos seus deveres.

    ResponderExcluir
  8. Mais uma família Brasileira que sofre por conta da negligencia e impunidade! Espero que essa lei federal chegue logo, antes que mais pessoas sejam vitimadas! Beijus,

    ResponderExcluir
  9. Odele,
    mais um trágico e fatal acidente. Até quando os responsáveis pela segurança nas piscinas vão agir tão irresponsavelmente. Têm que pagar sim, tratam-se de vidas humanas, é urgente que a justiça seja implacável.

    Beijinho para si e Flavinha,
    Ana Martins

    ResponderExcluir
  10. Oi Odele . Saiba que eu sou muito sendível à causa da Flavinha, acompanho sempre o seu blog, ainda que não deixe comentários, tanto é que ele faz parte dos meus favoritos . Vou divulgar o seu blog lá no meu cantinha tá ? Para que mais pessoas assim como eu possam assinar a petição e ajudar a completar a obra de se justiça paro caso Flavinha . Saiba que sua luta não é em vão. Um dia estava na piscinha com miha sobrinha e ela colocou a mão num ralo de sucação e disse : olha minha tia, aqui a água puxa "gostosinho", coisa de criança, vc sabe ... Aí ei chamei-a e expliquei-a que isso era muito perigoso. Ela tem 9 anos , mostrei a ela seu blog e ela prometeu avisar todos os coleguinhas para ter cuidado com ralos de piscina. Sei que em meio à dor , vc tem ajudado milhares de pessoas . Com sua utorização e devidos créditos, vou copiar o vídeo da Ana Hickmann e colocar no meu blog fazendo menção à sua pessoa. No meu blog já tem uma postagem sobre a Flávia, faz bastante tempo que acompanho vcs. Viste meu blog se desejar : http://autismo-licaodevida.blogspot.com
    Beijos
    Silvana, mãe de João Pedro, Autista de 07 anos .

    ResponderExcluir
  11. Lastimável a cada caso novo que surge, é muito triste acidentes continuarem acontecendo, mas compartilhando informações sobre o assunto ajuda demais, temos que ficar sempre atentos

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails