Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

Tempo e amor para um filho autista.

- 8 de setembro de 2010
Viviana  Gilardi é mãe de quatro filhos, um deles com autismo, Danko, com ela na foto.
Danko é um jovem peruano de 23 anos. Ele é autista. A família de Danko criou um blog chamado EDUCANDO A MI HIJO para relatar e compartilhar experiências e informações sobre o autismo. E o blog de Danko tem recebido atenção da mídia  peruana e  internacional e tem levado o cotidiano do autismo com amor, a várias partes do mundo.

As informações que existem no blog de Danko, são preciosas porque  ajudam a melhor entender a questão do autismo. O blog EDUCANDO A MI HIJO é portanto, um blog de utilidade pública.

E Danko, com seu blog sobre autismo está concorrendo ao prêmio “HISTORIAS DE TIEMPO” e está entre os finalistas, na categoria FAMILIA. Convido os leitores do blog de Flavia para que cliquem neste link http://www.historiasdetiempo.com/Concurso/DetalleHistoria.aspx?id=60. Vejam o pequeno vídeo (1.36) com Viviana, a mãe de Danko. EL TIEMPO VALE MÁS QUE EL DINERO. No lado direito da tela, clicar em VOTO POR ESTA HISTÓRIA. Depois,  basta confirmar o voto através do e-mail que nos enviam. (se o e-mail não chegar, poderá estar na pasta do lixo eletrônico)

Junto com sua família, Viviana, a mãe de Danko, faz parte daquelas pessoas que acreditam que não  importa em que situação estejamos, sempre podemos ajudar outras pessoas.
E eu acredito que se nossa experiência, mesmo que dolorosa, puder ser de utilidade para outras pessoas, o nosso sofrimento passa a ter um sentido.

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

11 comentários

  1. Voto confirmado Odele...

    Fiquem com Deus, menina Odele e Flávia.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Oi odele...

    quanto tempo hein? Saudades de vcs entao estive olhando tudo e vejo que tem ajudado bastantes com seu blog.Bom saber q as pessoas estao preocupadas e querem construir piscins seguras...Bonitinhos seus filhinhos na foto abaixo(carinhas lindas de sonhos).Adorei o ritual da centopéia(lindinha por sinal).É, Flávia era uma menina especial(Flávia é uma menina especial).Vcs são pessoas especiais!

    Beijinhos

    Maria

    ResponderExcluir
  3. Muchas GRACIAS querida Odele!!,... con tu apoyo se que podremos seguir avanzando a conseguir este primer puesto, y de esta manera poner AL AUTISMO en el plano que se merece, y con la intención de que muchas personas se sensibilizen , nos ayuden y podamos conseguir lo que nuestros hijos merecen.
    UN BESO GRANDE PARA TI Y OTRO MUY ESPECIAL PARA FLAVIA.
    CHAU QUERIDA y nuevamente gracias.
    Viviana.

    ResponderExcluir
  4. É uma ótima iniciativa, Odele! Uma história bonita que merece mesmo ser divulgada!

    Um abraço

    ResponderExcluir
  5. Outro exemplo que é importante conhecer, de amor e dedicação por um filho a quem a natureza atribuiu um handicap desfavorável.
    Neste caso, o autismo que é uma disfunção mais comum do que se supõe e com a qual ainda muita gente, designadamente médicos não especializados,educadores, famílias,não sabe lidar.
    Na minha carreira de professor, tive dois alunos com o síndrome de Asperger, que é uma variante mais suave de autismo. Mas, mesmo assim, determinando muitas limitações não só cognitivas como comportamentais.
    Foram-me dados esses alunos e, quase não me foi dada nenhuma informação sobre esta doença. Tive, pois, de usar a intuição, o bom senso e ir experimentando estratégias de abordagem pedagógica, para conseguir ensinar-lhes alguma matemática. E, apesar de tudo, fixando-lhes objectivos de aprendizagem que não poderiam ser iguais aos dos outros colegas, ambos tiveram aprovação na disciplina.
    Fazes bem, Odele, em nos dares a conhecer estes exemplos. Foi, também, através de ti que conheci a Ray e o Filipe, um jovem autista a quem a mãe se tem dedicado a tempo inteiro.
    É claro que vou já visitar o blog da Viviana e, contribuir com o meu voto.
    Bem hajas pela divulgação destas histórias de amor.
    Apesar de tudo, o mundo ainda tem muita gente boa.

    ResponderExcluir
  6. Sempre q eu lembrar de uma mulher forte eu vou lembrar de vc...

    Hoje vim aqui para lhe avisar q estou fechando as páginas do Avesso, nao sei se voltarei e se voltarei mas sei q preciso buscar outros caminhos e procurar novas paisagens...Voudeixar o blog aberto por mais uma semana e depois fecharei.

    Vc faz parte do meu Avesso então gostaria q deixasse suas impressões gravadas nesta última página.

    Beijinho

    Maria

    ResponderExcluir
  7. "E eu acredito que se nossa experiência, mesmo que dolorosa, puder ser de utilidade para outras pessoas, o nosso sofrimento passa a ter um sentido"
    ..........
    e podes ter mesmo a certeza que ambas vós mães com problemaa graves entre mãos se de uma utilidade extrema e de uma certa forma mostram a tantos que a braços com algo pequenissimo fazem um vendaval que há quem consiga partilhar, enfrentar, ensinar, ajudar com dicas "com o coração nas mãos".
    Irei ao blogue prestar o meu apoio.

    Beijos meu doce e obrigado por partilhares mas este "caso de amor e dedicação sem limites".

    ResponderExcluir
  8. Boa noite minha amiga,
    vou já passar por lá, são pessoas como você e Viviana que ajudam quem a minorar o sofrimento de muita gente, dando apoio e esclarecendo.

    Bem-hajam!

    Beijinhos,
    Ana Martins
    Ave Sem Asas

    ResponderExcluir
  9. Muito interessante seu blog. Esta de Parabens!!
    www.vilavelhaturism.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Odele, já fui votar ;) É um exemplo de dedicação e amor intenso pelo filho! Linda história.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Obrigada pela visita e palavras carinhosas, eu que tenho a agradecer por ter a oportunidade de saber sua história de amor,após uma prova tão dificil. fiquei imaginando que depois do acidente você passou a falar diretamente com a alma de sua filha,pois é grande sua sensibilidade.
    E aí está a mão de Deus nos amparando e fortalecendo.
    Quando falar com a Flávia diga a ela que mandei beijos e que admiro muito a sua força e coragem ao cumprir os designios de Deus, que a nós ainda não é possivel entender.
    Beijos no coração.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails