Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

Em coma sim, mas com a pele íntegra e sem escaras

- 6 de abril de 2009
Patricia deixou um novo comentário sobre a sua postagem ""PALAVRAS QUE AQUECEM".": Olá Odele. Como já deve ter reparado, sigo o seu blog sobre a Flávia. Não tenho palavras para descrever o que me invade a alma. ...... Sigo cada passo, cada explicação, cada revolta. Contudo há uma coisa que me escapa e gostaria de saber com mais detalhe. Como é o dia a dia de Flávia, na realidade, como é estar em coma vegetativo. Se for à internet pesquisar encontro, mas não é isso que pretendo. A mim, só me interessa saber da Flávia. Como é feita a alimentação, higiene, etc ..... Será interessante passar essa informação a outras pessoas na mesma situação.Continue a lutar. Eu farei o mesmo aqui, nem que seja só pelo pensamento!Um beijinho,Patricia Correia.

Respondendo ao comentário de Patricia Correia:
Neste post,  DIA A DIA DE FLAVIA, UMA ROTINA DE DOR E AMOR, há informações que poderão responder a alguns dos questionamentos de Patricia. Mas claro, há muito o que se falar sobre cuidados com pessoas em coma. E é bom saber que minha experiência em cuidar de minha filha em coma, pode ser de utilidade para outras pessoas.

Obviamente, não será possível falar de todos os cuidados necessários a uma pessoa em coma, em um único post, mas, sempre que possível, poderei falar um pouco sobre isso. E claro que não me julgo detentora de nenhum conhecimento especial sobre como cuidar de pessoas em coma, mas olhando para Flavia, percebo que tenho acertado nos cuidados com ela.

ESCARAS - É POSSÍVEL EVITAR.

Higiene correta é fundamemtal. Mesmo diariamente acamada, por mais de 11 anos, Flavia nunca teve uma escara sequer. O que eu faço: Após o banho de chuveiro (quando tenho ajuda) ou de leito (quando estou sozinha), enxugar bem o corpo com toalha macia e passar um hidratante. Nas partes mais delicadas, e de atrito constante, como região da fralda e a pele delicada dos pés, passar um óleo regenerador de pele. Existem no mercado, alguns muito bons, sem cheiro e que não deixam a pele oleosa.

A roupa de cama é trocada sempre que necessário. E às vezes ocorre de precisar trocar duas ou três vezes por dia. Os lençóis devem ser bem passados a ferro e colocados bem esticados na cama, pois rugas e dobras em contato constante com a pele, podem causar desconforto e feridas. (as temidas escaras). A fralda e as roupas pessoais, obviamente também devem ser trocadas sempre que necessário e colocadas de forma a deixar a pessoa confortável. Nada de apertos.

Mudança de decúbito (ou de posição). A cada duas horas em média, mudar a pessoa de posição. Sempre cuidar para que nessas mudanças de decúbito a pessoa fique o mais confortável possível. Ver se o cabelo não está repuxando ou se uma perna não está fazendo muita pressão sobre a outra. Travesseiros e almofadas macias, são acessórios importantes neste momento.

Colchão caixa de ovo (que a Betty me lembrou em seu comentário. Obrigada Betty). É um colchão especial de espuma que se coloca em cima do outro colchão. Esses colchões são vendidos em casas de produtos hospitalares. O ideal é ter dois, para semanalmente deixar um exposto à ventilação.
Banhos de sol: Nos horários adequados e de duas a três vezes por semana. Todos sabemos, mas só para relembrar: O sol com moderação, claro, além de favorecer a absorção pelo organismo da vitamina D, importante para os ossos, torna a pela mais resistente e deixa a pessoa com ar mais saudável.

Ah! E não nos esqueçamos de a esses cuidados para com nosso ente querido em coma (ou consciente, mas acamado) acrescentar muito carinho, para que a rotina não seja apenas de dor, mas também de amor.
Oportunamente voltarei ao assunto para falar de outros cuidados especiais que tenho com Flavia, como por exemplo: Higiene bucal diária e assepsia com a gastrostomia (por onde ela é alimentada).

Tenham uma boa Semana Santa e até o próximo post.

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

41 comentários

  1. Odele,

    Os cuidados que você recomenda são de grande valia para quem cuida de pessoas acamadas por longo tempo, mesmo que não estejam em coma.

    Durante sete anos cuidei de minha sogra e fazia exatamente como você recomenda, acrescentando apenas um colchão especial - tipo caixa de ovo. Ela também jamais teve uma escara sequer, felizmente.

    Um beijinho e boa Semana Santa para vocês também.

    ResponderExcluir
  2. Querida Odele,

    Gostei de voltar a ler este aspecto da vida de Flávia e como ela é tão bem tratada por ti ...
    acho é que anteriormente não tinhas falado do tal colchão ... pois nem sabia da sua existência e da sua importância ...
    são informações importantes que partilhas com quem tem de tratar de pessoas acamadas ...

    beijinhos e boa semana

    ResponderExcluir
  3. Obrigada Odele pelas suas informações, eu sou completamente ignorante nessa matéria felizmente nunca tive nenhum ente querido acamado.
    Continue porque são informações muito importantes para todos nós.

    BEIJÂO GRANDE PARA SI E FLÁVIA

    ResponderExcluir
  4. A Odele continua a ser uma Mãe com todas as letras.

    Beijinhos para si e para a Flávia.

    ResponderExcluir
  5. Uma bela higiene, por vezes não é preciso muitos cuidados, o importante é não deixá-los várias horas com fralda e na mesma posição, como fazem em lares e hospitais, és uma mulher abençoada e Flavia também por ter a mãe que tem.
    Gostei de ler o último parágrafo, o carinho é fundamental, ninguém imagina o sofrimento destas pessoas.
    Que tenhas uma santa Páscoa e que venha abençoada.
    Um enorme beijo de amizade para vocês.

    ResponderExcluir
  6. Oi minha querida,

    Eu sabia q aconteciam estas feridas, mas nao sabia q levavam este nome(escaras).As vezes no próprio hospital acontece.Tenho uma tia em como muito velhinha q ja se encontra com estas feridas.Muito boa postagem amiga e só mostra o seu carinho e seu cuidado com sua princesinha!rs...
    Ah, mudei a chamada do Link de Flávia no Avesso.Coloquei agora q seu blog é um alerta para todos nós q corremos este riscos nas piscinas!

    Beijinhos em Flávia e outro em vc querida!

    ResponderExcluir
  7. Hola, aunque hace tiempo que no te comento quiero que sepas que sigo viniendo y leyendo tus entradas. y esta es preciosa por el hecho y el amor que pones al explicar tus cuidados con tu hija y a si dar a conocer a otras personas tus conocimientos. Espero que pases una feliz semana santa,
    un beso y un abrazo desde el otro lado del oceano
    saluditos

    ResponderExcluir
  8. Os amigos e amigas que te acompanham mais de perto, já tiveram oportunidade de conhecer essa forma tão minuciosa, competente e, além de tudo o mais, carinhosa como tratas da tua filha.
    O facto de a Flavia estar há tanto tempo acamada, mas sem uma única escara é mesmo impressionante e diria mesmo, invulgar.
    Penso até que a tua experiência deveria ser ainda mais conhecida, designadamente por profissionais de saúde, pois tu aqui revelas pormenores que, se calhar, muitos deles desconhecem.
    E considero não andar muito longe da verdade, em afirmar que muitos desses cuidados, não precisaram de te ser ensinados. Tu própra os descobriste. Pela inteligência, pela intuição, mas, sobretudo pela inspiração com que o imenso amor pela tua filha te ilumina.
    Tu sentes-te a cuidar de um tesouro precioso e, por isso, não descuras o mais pequeno detalhe.
    Por isso te admiramos.
    Por isso te acompanhamos.
    Por isso te amamos.
    És um exemplo para todos nós!

    ResponderExcluir
  9. Muito importante a tua partilha, Odele. Muitos beijos.

    ResponderExcluir
  10. Com certeza, não teria a mesma força que você Odele...

    Eu sinceramente ia deixar passando batido esse cuidados, parabéns pela iniciativa de postar aqui no seu espaço.

    Fiquem com Deus, menina Odele e menina Flávia.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  11. "Tu sentes-te a cuidar de um tesouro precioso e, por isso, não descuras o mais pequeno detalhe.
    Por isso te admiramos.
    Por isso te acompanhamos.
    Por isso te amamos.
    És um exemplo para todos nós!" palavras do Peciscas que subscrevo.

    Já tinha lido e por vezes releio o blogue num aprendizado constante, tal como o post "O dia a dia de Flávia, uma rotina de dor" e agora aprendi mais alguma coisa, o colchão caixa de ovo.

    Tenho visitado vários lares, uns quase familiares e outros bem grandes. Nos que fui nunca encontrei velhotes com escaras, mesmo os acamados e enquanto lá estou vejo que de duas em duas horas voltam-nos, etc, etc.
    São profissionais que dão muito carinho, afecto o que já não vejo em muitos familiares que os visitam: chegam, picam o ponto e saem! Falando com uma velhinha que eu visitava, que nunca acamou (faleceu há um mês) ela só me dizia...tenho tantos filhos e netos, mas não quero sair daqui e muito menos ir para casa deles, porque aqui nunca estou só e até apanho um pouqinho de sol, o que não acontecia no meu 4º andar se elevador!

    Que Deus te abençoe meu doce e cada vez mais aprendo contigo e com quem te visita.

    Beijos para ti e para a tua/nossa Flávia

    PS: acontece-me tantas vezes quando leio alguns posts neste mundo de cabos:
    - enquanto lia o teu, senti o cheiro de rosas, de uma cama feita de lavadinho, cheirosinha hummmmmmm. Verdade mesmo!

    ResponderExcluir
  12. Querida amiga,
    venho desejar-vos uma Santa Pásvoa, e um beijinho para as duas,
    Ana Martins

    ResponderExcluir
  13. Odele, entrei no seu Blog, minha amiga de todos os dias.Parabens, que trabalho honesto, integro e admiravel.
    Obrigada por ser minha amiga.
    Receba um grande abraço, um beijo carinhoso para Flavinha.
    Geny.

    ResponderExcluir
  14. Odele


    Desejo-lhe uma boa Pascoa , para si e para flavia.

    beijinhos para as duas.

    ResponderExcluir
  15. Odele, as suas palavras refletem toda a atenção e carinho que tem pela Flavia. Eu acredito que esses mimos chegam até ela, apesar de não ter como lhe retribuir. Continue a contar cada detalhe dessa vida de amor.

    Obrigada!

    ResponderExcluir
  16. Cuidar do cabelo, das unhas, desenhar sobrancelhas, sao coisas que a Flavia faria se estivesse bem. Contudo, se for feito por si, ela agradece!


    Odele, foi este o gigante que ganhou o julgamento?: http://www.jacuzzi.com.br/index.html

    ResponderExcluir
  17. Patricia,

    Percebe-se que você é novata no blog de Flavia. É claro que a Odele, tem outros cuidados com Flavia, além daqueles que aqui ela relata. Alias, ela mesma adiantou que neste post ela só iria falar sobre prevenção de escaras.

    ResponderExcluir
  18. minha amiga
    tua podes dar conselhos, não como médico, mas sim como uma mamãe que se preocupou o tempo todo porque a bellísima FLAVIA se encontre bem alimentada, o lavabo, o cabelo que é precioso!!!
    Algumas pessoas os deixam a cargo de enfermeiras vos te ocupas o tempo todo dela...esses bañitos de sol, os perfumes das flores novas...em cada detalhe nossa menina está sumamente cuidada!!!Minhas bênçãos para vocês, oxalá um dia possa viajar e ver-nos em pessoa!!!...é o que tenho pensado fazer, quando consiga o dinheiro necessário...meus beijinhos e os abraços muito muito fortes!!!

    ResponderExcluir
  19. Odele!
    O amor que tens no coração serve de leme para a maneira de cuidares do teu bem maior. Creio que estás retribuindo o que recebestes da Flávia em outras vidas.
    Vocês duas são abençoadas por terem uma a outra.
    Um beijo no coração das duas.

    ResponderExcluir
  20. ______________________________ e

    porque o tempo é de reflexão

    ____________ faço uma p.a.u.s.a.

    no efémero dos dias [...]

    e deposito aqui votos de uma Páscoa feliz e amplamente renovada.

    ____________ um a.b.r.a.ç.o.

    e tão breve serei outra vez presença, com amizade e devoção

    [...]

    ______________________________ .

    ResponderExcluir
  21. Odele. Há pessoas que não têm uma décima parte do seu cuidado e carinho com seus afetos que vivem sua vida sem estar na situação de Flavia. Acho que o que você faz é mais que agir com o amor comum de mãe - é consciência espiritual. Tenho uma prima com dois filhos com lesão cerebral, um com 19 anos e outro com 16. Ela tem problema cardíaco, mora num bairro distante de Brasília, além da Apae, onde os meninos estudam, ela não conta com outro apoio que não o do marido, que trabalha o dia todo, e da mãe e da irmã quando elas conseguem viajar para lá. Os meninos, no entanto, são lindos e saudáveis dentro do quadro em que vivem e aliás só estão vivos porque a mãe é como você: uma brava guerreira.
    bjs
    maris

    ResponderExcluir
  22. elisabete cunha08 abril, 2009

    LINDA


    Dos seus cuidados,não havia a mínima dúvida do amor e controle com Flávia.

    Vc é uma mãe magnífica!

    ResponderExcluir
  23. "Tu sentes-te a cuidar de um tesouro precioso e, por isso, não descuras o mais pequeno detalhe.
    Por isso te admiramos.
    Por isso te acompanhamos.
    Por isso te amamos.
    És um exemplo para todos nós!
    "

    tb eu subscrevo as palavras do António

    beijinhos

    ResponderExcluir
  24. Que coincidência, Odele, pois eu estava falando com meu esposo hoje justamente sobre isso, que Flávia não tinha escaras. Comentávamos, pois minha avó, que é sequelada de AVC, não anda, nem fala, passou semana passada por uma cirurgia para retirada de um câncer em estágio inicial do intestino grosso. A cirurgia foi um sucesso e ela está livre do câncer, mas durante a recuperação ela terá de ficar mais tempo na cama do que o usual.

    Normalmente ela se mexe bastante, mas não sei como será agora, com pontos, e tal. Minha mãe, que cuida dela, estava preocupada com a possibilidade de escaras e comprou um colchão d'água piramidal para colocar em cima do colchão normal. Eu disse que manter os cuidados de sempre (ela tem três enfermeiras registradas, que se revezam para que ela tenha cuidados 24 horas), mudança de decúbito, hidratação com dersani, higiene, etc. não teria com o que se preocupar. Além, é claro, de uma alimentação balanceada. Ela voltou a tomar o Reabilit Immuno, que ajuda na recuperação sempre que volta debilitada do hospital (de vez em quando ela precisa de internação).

    Minha mãe é 100% responsável por minha avó, as despesas são altíssimas, felizmente meu avô deixou uma boa pensão, mas nem mesmo essa pensão é suficiente para todas as despesas. E todo mundo critica a minha mãe por não sobrar dinheiro no final do mês, pois eles acham que 10.000 é muito. Sim, é muito, para uma pessoa saudável, que não tenha nenhum gasto extra, é uma quantia maravilhosa. Mas para alguém que precisa de cuidados de enfermagem 24 horas, alimentação especial, fraldas, materiais de higiene, consultas médicas, remoção em ambulância, é cadeirante, toma medicamentos caros, faz fisioterapia e fono diariamente, além de minha mãe ter de pagar água, luz, telefone, manutenção da casa (uma casa é ao lado da outra e se comunicam entre si, mas as duas não moram na mesma casa) e estar atenta aos funcionários, à minha avó, à todos os detalhes...

    Minha mãe literalmente vive em função da minha avó e tem gente que não vê isso. Por isso eu acho que 100.000 de indenização não é nada em face do que você deve gastar mensalmente com Flávia para manter uma qualidade de vida decente para ela. Reclamar é fácil. É fácil medir a vida dos outros pela nossa realidade, mas quero ver alguém ter coragem de enfrentar o dia-a-dia de cuidadores. É um desgaste psicológico, além de os gastos financeiros serem altíssimos. Mas minha mãe está feliz, como certamente você também está, por minha avó estar viva, saudável (dentro dos seus limites) e perto dela. Isso, minha querida, é amor.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  25. Oi querida,

    Acabo de colocar seu blog nos meus favoritos. Minha mãe teve uma parada cardio respiratoria faz dois meses e já está com alta para vir para casa.
    Ela tb está em coma vigia e como eu não entendo nada do assunto, estou lendo e relendo seu blog para pegar infos sobre isso. Principalmente nos cuidados diários.
    Gostaria de saber mais sobre o que o neuro fala sobre este estado e até que ponto a Flávia evoluiu ou se ainda tem para evoluir,

    bjs e mto obrigada pelo seu blog maravilhoso e que tem nos ajudado!

    Renata
    renata_agostine@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  26. Alguns destes cuidados são uma novidade para mim e acho que é sempre útil saber-se um mínimo indispensável, porque pode ser necessário em situações que não desejamos mas que acontecem.
    Abraços do Zé nesta Páscoa

    ResponderExcluir
  27. Odele,

    grande mãe!

    BOA PÁSCOA!
    um abraço amigo a si e família
    mariam

    ResponderExcluir
  28. Passo aqui para desejar uma pascoa cheia de paz e amor para si e Flavinha


    BEIJOS

    ResponderExcluir
  29. Não sei como cheguei aqui mas foi bom ter chegado e ter conhecido a história da Flávia. A minha filha mais velha, a Mónica, morreu com 18anos num acidente de automóvel. Eu fundei depois uma Associação de Apoio a Pais em Luto, A nossa Âncora onde durante 14 anos acompanhei os pais a fazerem o seu luto e aprenderem a viver sem a presença física de seus filhos. Muitas pessoas dizem que perder um filho é a maior dor e eu sempre disse que as penas vivas são muito maiores do que as penas mortas. Esta pequena história para chegar de novo à Flávia. Não li ainda tudo nem conheço pormenores do seu estado física embora saiba que é um como vegetativo de 11 anos. Será descabido dizer: Enquanto há vida há esperança! É o que eu sinto minha querida amiga.
    Um grande abraço,
    Maria Emilia

    ResponderExcluir
  30. O tempo que meu pai esteve acamado eu sempre cuidei dele dessa maneira. Banho, cremes, à base de zinco ou Vitamina A, mudança de posição de duas em duas horas, e duas vezes ao dia tirava-o da cama e sentava-o na cadeira de rodas, para aliviar as costas. E morreu com o corpo limpinho de escaras.
    Um abraço para as duas.

    ResponderExcluir
  31. Odele

    Li num blogue amigo que a Páscoa é a passagem para a luz e é este pensamento que está em mim quando te desejo uma Páscoa Feliz.
    A passagem para a luz será sempre para ti sentir sem revolta (embora com dor) um acontecimento tão nefasto e que deixou tantas sequelas. Mas para que não haja revolta, Odele, tu não te podes sentir injustiçada. Tu não podes sentir que alguém de quem causou tanto mal à tua filha vive como se nada tivesse acontecido, indiferente à dor e à responsabilidade para com a vítima. Que venha pois a luz, Odele.
    Relativamente ao teu post fico sempre sem palavras quando me apercebo dos cuidados que uma pessoa permanentemente acamada requer.
    E fico com uma grande admiração para com quem, ano após ano,se entrega a proporcionar conforto a quem está tão fragilizado e indefeso perante a vida.

    Abraço

    ResponderExcluir
  32. Passando para desejar-les uma feliz Páscoa!

    Beijinhos

    Marias

    ResponderExcluir
  33. A todos os membros amigos dos meus blogues (Tulipa) desejo uma Páscoa recheada de amor, carinho, fraternidade, prosperidade,sucessos e bem estar, muita alegria e agradeço a existência de cada um de vós.
    Somos unidos em Amizade.
    Que o Universo conspire a nosso favor e sejamos pessoas do Bem.

    Contigo partilho o meu sentimento de carinho.
    Uma Santa Pascoa para ti e tua Família.

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  34. Amiga Odele

    Vim deixar um beijinho e desejar Feliz Páscoa para você e seus amados filhos.

    Que seu dia seja iluminado e pleno de paz!

    ResponderExcluir
  35. Que grande eres Odele!!, me quedé maravillada con tanto amor y dedicación, Dios te acompaña en cada uno de tus actos de AMOR, y seguirás siendo ejemplo de quienes procuramos mejoras para nuestros hijos.
    Dios las bendiga a las dos.

    Besos,............Viviana

    ResponderExcluir
  36. Olá,sempre que tenho um tempinho dou uma passadinha por aqui,mas como não sou boa com as palavras prefiro deixar minhas orações e o meu sincero desejo de justiça para que isto não continue a acontecer,mas o que muito me impuciona é sua perseverança e esse amor incondicional que supera os absurdos que vemos no dia a dia,a sua garra me dá animo nos momentos que me sinto cansada...bjs

    ResponderExcluir
  37. Odele,
    Eu não tenho nenhuma pessoa da familia ou proxima acamada, mas me surpreendi com seu testemunho de amor e coragem. Só vivenciando para sentir na pele, mas eu me envergonhei de muitas vezes reclamar da minha vida, da minha sorte, das minhas perdas, do excesso de energia do meus filhos e do meu egoísmo em querer descansar quando eles precisam de atenção... Saiba que de alguma forma seu testemunho está transformando vida e servindo de exemplo para muitas pessoas. Não é fácil compreender os desígnios de Deus, mas simplesmente confie porque ele sabe todas as coisas. Eu sei que precisamos vigiar para que nossa dor não nos transforme em pessoas amargas e intolerantes, repulsantes. Deus te dê saúde e forças para continuar lutando pela sua filha, pois para ele nada, eu disse nada é impossível!!! Bjs. Chyrlene

    ResponderExcluir
  38. Odele,

    Admiro sua coragem por ter enfrentado isso tudo e sua guarra, pra seguir em frente. Não consigo imaginar a dor que passou e que continua enfrentando. Você sim pode ser chamada de guerreira, por não desistir de cuidar de sua filha... principalmente pelo tempo que já passou. Não tenho palavras pra demonstrar minha admiração por você. Agradeço pelas dicas sobre os ralos em piscinas, com certeza ficarei atenta a partir de agora. Do fundo do meu coração, espero que um dia você acorde do seu sonho... aliás, não somente você mas sua filha também. Beijos! Thaisa

    ResponderExcluir
  39. Odele, boa noite!

    Primeiramente desejo de coração que o bom DEUS cuntinue a dar-lhe saúde, paz, paciência, e muito amor para cuidar da linda FLAVIA. E para Flavia um abraço carinhoso e que a cada dia que passe ela consiga superar, superar...e vencer com muita garra.
    UM BOM NATAL E QUE 2010 VENHA COM MAIS SAÚDE, PERSEVERANÇA, NOVAS PESPECTIVAS E MUITA PAZ PARA VCS.

    bjos no coração.

    ResponderExcluir
  40. olá Odele você é uma super mãezonalhe parabénizo por tado sua forço de coragem esperança e superação.Hoje pesquisando na internete para encontrar o nome desse óleo que eu não lembrava o nome, mais graças a você eu encontrei. Vou usar em minha amiga que está acamada e que cuido dela.
    pois o estado de é grave.
    Um grande abraço para você e sua filia Flavia que Deus abençoe.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails