Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

MAIS UMA CRIANÇA VÍTIMA DE UM RALO DE PISCINA

- 25 de janeiro de 2008
Fiel ao compromisso que assumi comigo mesma de continuar documentando acidentes causados por ralos de piscinas, trago hoje um caso recente, com um garoto de 5 anos que faleceu.

Vitima: Joniel Aragão da Silva, 5 anos.
Onde: Water Park do Nordeste – Cidade Conde – Litoral Sul da Paraíba.
Quando: 30.09.2007
Esta notícia pode ser conferido neste link:

Mãe de menino morto vai processar Water ParkIrani Aragão, mãe de Joniel Aragão da Silva, de cinco anos, que morreu afogado numa das piscinas do Water Park do Nordeste, no município do Conde, disse nesta quarta-feira (3), ao Portal Correio, que vai processar o parque para que outras crianças não morram no local. Ela afirma que é o terceiro caso de morte por afogamento ocorrido no parque, mas não sabe detalhes sobre as demais vítimas, todas de João Pessoa.

"Isso não vai trazer o meu filho de volta, mas vai evitar que outras mães passem o que eu estou passando", frisou Irani, garantindo que no parque não há segurança e poder provar através do testemunho de outros freqüentadores. "Eles sabem que não tem segurança e sim uma pessoa verificando quem passou pelo exame médico. Cadê o salva-vidas que não viu o meu filho?", questionou.

A mãe de Joniel disse que a perícia encontrou vestígios da criança no sugador da piscina e por isso ela desistiu de pedir a exumação do corpo do filho, uma vez que já está descartada a hipótese do menino ter sido levado e afogado posteriormente na piscina.
Joniel passava o dia do domingo (30) no parque com a mãe quando desapareceu. Apesar das buscas, o corpo dele só foi na manhã do dia seguinte em duas das piscinas.

Fim de caso - O delegado do Conde, Francisco Marinho, disse ao Portal Correio que o caso da morte de Joniel está concluído. "Não há mais dúvidas de que a criança ficou presa no sugador da piscina", afirmou o delegado, acrescentando ter pedindo uma perícia complementar no local que encontrou pele e cabelo do menino na grade do aparelho, localizado embaixo do tobogã.

"A tia do menino tinha visto ele passar por baixo do tobogã mas não sabia que lá ficava o sugador. O local é perigoso e qualquer criança que passasse teria ficado presa porque a boca do sugador é muito grande e tem muita força de sucção", concluiu o delegado.
Kelyanne Carvalho

Obs: É meu o negrito do texto.

Está certa Dona Irani Aragão em processar o Water Park, pela morte de seu filho. Embora isto não o traga de volta, a punição dos culpados inibe futuras negligências além de ser um exercício de cidadania de Dona Irani. Mas além da tragédia que atingiu mais esta criança, há que se lamentar ainda, a lentidão com que a justiça certamente tratará o caso. Um exemplo dessa lentidão é o processo de Flavia, que ainda aguarda pela condenação dos culpados, há NOVE ANOS. Uma justiça lenta é uma justiça injusta.

O comentário abaixo foi deixado neste blog, post do dia 06.01.2008.
Fabiana,foi muito importante o seu depoimento. Muito obrigada.
"Fabys disse...
Olá, Odele!Descobri o caso da sua filha hoje através do blog "De Cara pra Lua". Estou muito chocada, pois os meus cabelos também foram sugados pelo ralo de uma JACUZZI (banheira no meu caso) no mesmo ano, 1998. Na época, estava em meu último ano de faculdade. Por sorte tinha amigas por perto que me socorreram na hora e por isso não tive sequelas graves além de ter que cortar o cabelo compridão bem curtinho e um pouco sangramento no couro cabeludo.Eu sinto muito mesmo pela sua filha e fico muito comovida com seu carinho e dedicação.Torço pra que a justiça seja feita.
Abraços Fabiana
Terça-feira, 08 Janeiro, 2008"

Conforme já mencionei aqui, minha intenção ao mostrar esses acidentes, não é absolutamente alarmar as pessoas, tampouco deixá-las em pânico, mas sim ALERTAR para um perigo real. Em algum comentário lá atrás neste blog, alguém disse: “ Não acredito que esses acidentes sejam assim tão comuns quanto você diz.” Pois eu lhes digo: É mais prudente acreditar. Acidentes com ralos de piscinas são mais comuns do que vocês imaginam. E não acontece só com crianças, embora elas sejam as maiores vítimas. O que aqui venho documentando são alguns desses acidentes, existem outros, muitos outros. Melhor ficar atentos. Por favor, fiquem atentos.

Até o próximo post.

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

40 comentários

  1. Odele, boa tarde!!! É por este motivo e tantos outros que necessitamos continuar exigindo direitos. No caso Flavia, é simplesmente o de uma cidadã, que precisa de maiores cuidados em seu tratamento. É claro que seu amor de mãe em relação à ela já diz tudo, mas ela tem seus direitos e estes devem ser garantidos. Fiquem com Deus!!! Beijos ... Eliana -Mogi Guaçu -SP

    ResponderExcluir
  2. Olá Odele,
    Meu nome é Celso e moro em Moema. Apesar de já terem se passado 10 anos, me lembro bem do acidente com Flavia, porque não só no dia mas nos dias seguintes havia muita movimentação de jornalistas nas próximidades do predio onde você morava com seus filhos, alí na Av.Juriti. Lembro-me de que fiquei muito aflito quando soube que se se tratava de uma criança, a sua menina, e torci para para que não tivesse sido nada grave. Infelizmente foi muito sério não é Odele. E é UMA VERGONHA que os culpados por esse acidente com sua filha, ainda não tenham sido punidos. Admiro sua força e resistência à dor e por 10 anos depois você ainda ter coragem para continuar lutando contra a injustiça com sua filha e seguir documentando outros acidentes iguais ao que deixou Flavia em coma. Certamente é um serviço de utilidade pública. Sinto grande admiração por você.

    ResponderExcluir
  3. Olá Odele, darei uma sugestão, escreva um livro. Sim não para tornar sensacionalista o caso de Flávia, mas para alcançar outros leitores. Busque tb especialista que poçam no livro dar parecer sbre riscos e prevenções nesses casos. Corra atrás da mídia televisiva a mais vista. Programas como da Sônia Abrâo com certeza não te deixariam na mão.
    Sinto muito pelo ocorrido e torço por vcs.

    abs

    Fiquem com Deus vc e toda a sua família.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Odele. O perigo é real mesmo! Eu não duvido. Além do medo (no fundo dá um pouco), fico indignada com o descaso que se faz diante de um risco tão grande.
    Eu sempre fiquei atenta ao meu filho em piscinas, porém agora o cuidadeo é dobrado.
    Super beijo querida e força sempre!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Odele.
    Há algum tempo passei pelo blog e hoje, novamente seguindo um link em outra fonte, voltei. Sinal de que seu blog está sendo divulgado em várias frentes e que muitas pessoas estão chegando, meio que por acaso, até a história de Flavia. Mais uma vez, venho trazer meu humilde apoio e fé.E lembre-se que a fé pode mover montanhas!
    Um abraço
    Fiquem com Deus

    ResponderExcluir
  6. é triste saber-se que um pouco por todo o lado ... estes acidentes continuam a repetir-se ...


    beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Mais um caso conhecido por ter sido noticiado
    O comentário "de que não são tão frequentes..."?????????? pois é...infelizmente são mais frequentes do que julgamos só com uma pequena diferença: uns são falados e outros não, e nos que não são por vezes questiono o porquê?

    Força e continuemos com esta força para que se faça justiça...e PREVENÇÃO, PREVENÇÃO e PREVENÇÃO, já que depois de casa arrombada...trancas na porta!

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá Odele!
    Já faz um bom tempo que eu não comento aqui, mas sempre leio seus posts e estou sempre comentando com outras pessoas sobre o seu blog. Venho hoje lhe pedir autorização para publicar em meu blog o que vc relata aqui neste post para servir mais uma vez de alerta. Desde já te agradeço.
    Um abraço
    Munira
    *Meu blog: munimalu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Quantas mais vitimas serão necessárias,para que haja legislação atribuindo responsabilidades e a justiça puna severamente estes casos?
    Quando haverá uma fiscalização apertada e severa fechando piscinas e locais de diversão que não cumpram as normas de segurança?
    Todos os casos devem ser denunciados e trazidos a público. Só se todos actuarmos e estivermos unidos poderemos mudar o presente estado de coisas.Força Odele continue a lutar,por si , por aqueles que não têm voz e por aqueles que um dia no futuro poderão ser novas vitimas, devido à negligência de alguns. Beijos

    ResponderExcluir
  10. OI AMIGA!!

    QUE BOM QUE ESTA TUDO BEM!!

    QUE HORROR ESTA TRAGEDIA!!
    QUERIA DEIXAR MINHA SOLIDARIEDADE PARA IRANI QUE DEVE TER SOFRIDO MUITO!! QUE TRISTE!!

    QUE BOM QUE VOCÊ ESTA ATAREFADA MINHA AMIGA MAS EU SEMPRE LEMBRO DE VOCÊS PORTANTO NÃO FIQUE CHATEADA QUANDO ESCREVI QUE VOCÊ NÃO IA MAIS ME VISITAR... FOI SÓ UMA MANEIRA DE ESPRESSAR SAUDADES DAS SUAS PALAVRAS QUERIDAS!!

    UM ÓTIMO FINDI PRA TODOS VOCÊS!!
    QUE DEUS SEMPRE ABENÇOE VOCÊ E SUA FAMILIA, A FLAVINHA PRINCIPALMENTE!

    SUPER BJOOO

    ResponderExcluir
  11. Olá, olá!

    Pergunta - Até quando esses casos vão acontecer???
    Resposta - Não existe.

    É inacreditável como continua a haver tantos indivíduos sem responsabilidade. Será que pensam que não pode acontecer um dia aos deles???

    Beijokas e bom fim-de-semana!

    ResponderExcluir
  12. ...
    É lamentável que se repitam estes acidentes com ralos de piscina
    e que os responsáveis pelo seu fabrico e montagem não tomem as medidas necessárias para os evitar.

    Estou chocado.

    ResponderExcluir
  13. Odele,querida,que triste notícia...e ainda tem gente que acha que "essas coisas só acontecem com os outros..." ou,pior ainda "raramente". Tenho procurado divulgar o seu site e os perigos dos ralos de piscina pois tb nada conhecia até conhecer a sua experiência,e como trabalho e estou sempre cercada por crianças encaro isso como um compromisso. Muitos amigos, conhecidos e pais visitam o seu blog e depois comentam comigo que ficaram surpresos. Sua tarefa/missão é grandiosa e muito importante,e procurarei ajudar no que puder para divulgar este alerta.
    Receba meu carinho, vc a Flávia e o Fernando.Betty

    ResponderExcluir
  14. Odele

    O descaso das autoridades e responsaveis e impressionante.

    Quantas vitimas mais serao necessarias para que se faca algo.

    Triste Odele.

    Beijinhos e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  15. Odele, bom dia, minha querida! Que bom mais amigos aderindo ao blog de Flavia, no caso o da munimalu, que passa lá no blog da Letícia. Vamos adiante!!! Beijos, Eliana -Mogi Guaçu -SP.

    ResponderExcluir
  16. O que mais me irrita é o total descaso das autoridades para as atrocidades como ocorreu como nossa pequena Flávia e nada é feito. Oras, se é de conhecimento que tais ralos oferecem perigos por que motivo então nada é feito no sentido de proteger os usuários e, principalmente as crianças? Justamente por isso que tenho um blog e apoio pessoas como você que, além de sua filha, se une a favor de todos os direitos das pessoas humanas. Beijos

    ResponderExcluir
  17. Odele Querida, quantas mães a passar pelo mesmo drama que você?!... Meu Deus, quantas fatalidades...

    Beijinhos pra vocês
    e fiquem bem

    ResponderExcluir
  18. Só de imaginar que tudo isso poderia ser evitado...

    ResponderExcluir
  19. Odele, infelizmente mais um caso e a criança tinha a idade que minha filha tem hoje.
    Acho esse seu alerta de vital importância e não concordo com o comentário de que não deve ser assim tão comum esse tipo de acidente. Ta mais do que provado que é comum sim e que precisamos estar alertas.
    Semana passada mesmo o professor de ed.física da escola em que trabalho nos contou que estava dando aula de natação em um clube e que avisou ao funcionário que não ligasse o sugador, pois daria aula. O rapaz esqueceu e ligou. A
    aula começou e em segundos uma de suas alunas fou sugada até o fundo. Graças a Deus o professor percebeu e pulou imediantamente para resgatá-la.
    Obrigada por estar nos alertando.
    Bom domingo.

    ResponderExcluir
  20. Odele, obrigada pelo comentário lá no Blog do Gutão. Passei aqui ontem, me emocionei e me estarreci com a história da sua filha...Não há como não se colocar no lugar...Só que posso desejar é mta força pra você e pra sua família. Um abraço, Juliana

    ResponderExcluir
  21. Deu-me a saudade e passei por aqui...encontro mais um caso triste...e deixo um abraço de amizade e ternura...

    ResponderExcluir
  22. Odele querida, a Simone que postou no dia 26, é do blog www.planetadaluanna.blogger.com.br, ela trabalha num grande colégio em Fortaleza. E, que bom ver a Ju passar por aqui, ela trabalha na Abril. Fique com Deus, beijos na nossa querida Flavia. Eliana - Mogi Guaçu -SP.

    ResponderExcluir
  23. As tragedias se repetem , e ninguem aprende a lição
    Saudações amigas

    ResponderExcluir
  24. Esta é uma realidade que já vivemos também por aqui,, é preciso que quem está a governar tome medidas drásticas para quem pouco liga para as pessoas e principalmente salvaguardar as crianças que são quem mais sofre nesta situações, é preciso que os locais sejam inspecionados e se não tiverem condições sejam obrigados a fechar, foi isso que aqui se passou em Portugal onde mtos recintes desta natureza foram obrigados a mudar qse tudo e os que não o fizeram fecharam mesmo. E para isso é preciso lutar como a Odele tão bem faz. continue se batendo por casos como este para que um dia deixe de existeram casos destes, que só existem mesmo por incuria do ser humano.
    Uma bjoca enorme para a minha doce amiga Flavia e outra bem grande para si amiga,
    Nuno

    ResponderExcluir
  25. Odele, que coisa mais triste. E onde está a responsabilidade dos que gerem estes parques, dos que os montam, de quem produz brinquedos? De novo. E de novo. E as vidas preciosas vão indo. Lamentável.
    bj querida

    ResponderExcluir
  26. desculpa, cliquei errado.
    a anônima aí sou eu mesma, a maristela, atrapalhada da silva.
    bj

    ResponderExcluir
  27. Cara Odele,
    Não há necessidade de agradecimento. É uma questão de solidariedade para com o seu drama. E é um alerta para todos quantos frequentem piscinas. Por isso nunca é demais aproveitar o meu blog, retratando o caso da Flávia. Beijinhos para ela.
    até

    ResponderExcluir
  28. Mais um trágico caso que bem mostra que vivemos num mundo onde só o lucro fácil interessa.
    Criam-se armadilhas embrulhadas em cores vistosas onde é suposto a gente ir-se divertir e onde se pode perder a vida ou a saúde.
    Essa gente tem mesmo de ser punida.
    Tens toda a razão!
    Embora isto não o traga de volta, a punição dos culpados inibe futuras negligências além de ser um exercício de cidadania

    ResponderExcluir
  29. Acompanhei todo o caso pela televisão, pois moro em João Pessoa-PB, fiquei horrorizada com tudo, assim que conheci o seu blog lembrei do caso do Joniel, até enviei um e-mail para você contando tudo.
    Conheço várias crianças que freqüentam o Water Park, estou tentando avisar a todas as mães, mas percebi que as pessoas me olham com cara de “nossa que Trágica!!".
    Obrigada por divulgar no seu blog os casos e ainda salvar vidas.
    abraço!!

    Elaine Pedrosa
    João Pessoa-PB

    ResponderExcluir
  30. Odele: sigo apoyando tu pedido de justicia, sigo acompañandote desde Argentina.
    amor!
    para Flavia y para ti!

    ResponderExcluir
  31. Oi Odele querida ,
    passei pra desejar uma boa semana pra vcs.
    Que triste ler sobre mais um caso com morte de uma criança....lamentavel ...ate qdo meu Deus.
    Estamos com vc e nao vamos desistir ate que a JUSTIÇA seja feita.
    Bjusssssssssss

    ResponderExcluir
  32. Odele, boa tarde!

    Agradecendo sua visita e suas palavras ternas!
    Quem me dera ter sua coragem e determinação também , minha querida amiga...
    Mas os momentos mais difíceis já se foram agora é dar continuidade, sem sacrifícios nada se constroi!!!
    Beijos para vc e para sua linda filha, diga a ela que eu oro sempre por ela, de-lhe um grande beijo.
    Fique com Deus!
    Rô!

    ResponderExcluir
  33. Olá Odele!
    muito triste mais esse fato. Quantas crianças mais terão que pagar com suas vidas para que as empresas e a justiça tomem algum tipo de providência?

    é lamentável...

    E parabéns pela sua entrevista no blog "desabafo de mãe". É um blog fantástico!

    Abraços e beijos a você e a Flávia!!

    Murilo

    ResponderExcluir
  34. Cara Odele
    Nem que tivesse sido apenas um caso, o assunto não deixava de ser grave pelas consequências e também por não ser assumida de imediato a responsabilidade pela negligência. Todos somos responsáveis pelos nossos actos, ainda que não premeditados, isso é chamado por aqui de responsabilidade civil.
    Uma abaço amigo do Zé

    ResponderExcluir
  35. Odele,boa noite!

    Veja lá no meu blog as flores para a pequena Flavia.
    Beijos no coração...
    sonia novaes

    ResponderExcluir
  36. Se todas as pessoas lesadas entrassem com processos, creio que o descaso com o ser humano diminuiria.
    É preciso ensinar as pessoas a lutarem por seus direitos...

    Bjs pra vcs Odele.

    Antônia
    http://blog.umamaeespecial.com.br

    ResponderExcluir
  37. Ví a tua história hj, e fico feliz ke a Flávia teve a sorte de ter uma mãe tão dedicada quanto tu. Vou orar por ela, quanto a isso, entregamos nas Mãos de Deus.
    O teu exemplo é muito lindo ^^

    Boa sorte, beijos !!!

    ResponderExcluir
  38. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  39. DONA ODELE,TENHO QUE EM PRIMEIRO DIZER QUE V.C É UMA MULHER GRANDIOSA POR TER ESSA CAPACIDADE DE ENFRENTAR ESSE PROBLEMA, E POR TER FORÇAS AINDA, PARA ALERTAR TODAS AS PESSOAS E EM ESPECIAL AS MÃES COM ESSE PERIGO DOS RALOS DE PISCINAS QUE ATÉ ENTÃO ERA DESCONHECIDA PARA MIM!
    TE AGRADEÇO IMENSAMENTE...
    E QUE DEUS ESTEJA SEMPRE COM V.C E SUA FILHA.

    ResponderExcluir
  40. Oi estou postando essa mensagem para todos os envolvidos no caso da morte no waterpark do nordeste na cidade do conde na Paraiba, poucos sabem a verdade mais a falta de segurança foi o maior motivo, eu estava la no mesmo dia e quase a mesma hora, pois quando a mae da criança pediu ajuda para encontrar o filho nao tinha segurança, nao tinha um gerente no local e nem se quer um piscineiro,
    pois bem vi o sofrimento da mae querendo encontrar o filho e ninguem do alter Park foi a
    judar e a pura verdade outro fato ocorrido foi quando o gerente no outro dia que encontrarao a criança ele se escondeu no banheiro, abissurdo, e digo se precisar de mais alguma informaçao sobre o caso estou disposto a responder.
    Lamento pela morte da criança e que Deus tenha a alma dele em um bom lugar.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails