Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

Flores de um distante jardim. Para Flavia

- 20 de abril de 2014


 Muguet, a flor da sorte.


Esta florzinha branca e delicada tem o nome de Muguet e dizem, é considerada a flor da sorte.

Esta aqui vem de Portugal, onde mora nosso amigo António. Todos os anos, António envia esta flor para Flavia, com votos renovados de sorte. António nunca esteve pessoalmente com minha filha. Só nos conhecemos através deste blog e das entrevistas sobre o caso de Flavia que têm saído nas diversas mídias. Mas o carinho e a atenção de António para com Flavia é constante.

Quando chega o e-mail de António com o arquivo da flor, eu imprimo a foto e colo no armário do quarto de Flavia, colocando na legenda: “Muguet2012, 2013, 2014... Do jardim de António para Flavia.”

Quando é mudada de posição na cama para evitar as temidas escaras, tão comuns em pessoas acamadas, Flavia fica voltada para o armário que é branco. Mas a monotonia do branco é quebrada pelo colorido das fotos que ali coloco para quem sabe,  e esta é uma  esperança minha, despertar a atenção e fixar o olhar de Flavia. Entre essas fotos que enfeitam o armário do quarto de Flavia estão as flores do jardim de António. Não só as Mugests como também rosas, gerânios, dálias, flores do pessegueiro...

António, muito obrigada pelo seu carinho com minha filha. Muito obrigada por você estar sempre tão perto de Flavia mesmo com a imensidão de um mar entre você e ela.





Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

7 comentários

  1. A possibilidade, por mais remota, existe. Há esperança, pois há a força para continuar. Mas acima de tudo há o amor, o seu amor por Flavia. Odele, abracinhos floridos para vc e sua Flavia.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo presente! Certamente traz sempre muita sorte!

    bjs

    Suely

    ResponderExcluir
  3. O António foi, é e será sempre especial porque é um ser humano pautado de "gestos" que sendo simples marcarão sempre a diferença.

    A esperança é a última a morrer...e que essas flores te façam andar e olha p'ra frente e assim poderes colmatar a "dor do silêncio" da tua/nossa Flavia.

    Um abraço e vamos continuar, sim amiga?

    António um abraço também para ti:)

    ResponderExcluir
  4. ANTÓNIO É UM LORD. O CARINHO QUE ELE TEM POR FLAVINHA TRANCENDO O TERRENO E BEIRA O DIVINAL.COISA LINDA DE VER!
    BEIJOS PRA VOCÊ E FLAVINHA, AO ANTÓNIO O MEU ABRAÇO.

    ResponderExcluir
  5. Que bom que chegam flores de Portugal para Flávia e assim ela pode sentir o amor deste nosso amigo, porque eu acredito que sim, que apesar da nossa impossibilidade de saber, sempre poderá haver um gesto aqui, outro acolá que leve a Flávia a vida e o amor que porventura existirá num mundo que é só dela.

    Beijinho grande para as duas.
    Branca

    ResponderExcluir
  6. QUERIDA ODELE, FUI DESCUIDADA E DEIXEI FALTAR UM S NO MEU TRANSCENDE. FALTA DE ATENÇÃO. BEIJOS

    ResponderExcluir
  7. Como já tenho dito tantas vezes sou eu quem tem de agradecer o privilégio de ser aceite como amigo pela Odele e pela Flavia. Conhecer e acompanhar, mesmo de longe, estes dois seres humanos excecionais, certamente que fez de mim uma pessoa melhor.
    Estas flores que todos os anos, nesta altura, desabrocham num espaço do meu modesto jardim são mais um mensageiro do imenso carinho que o meu coração alberga para com essa menina a quem num dia aziago roubaram o sorriso e os projetos.
    E também eu sonho que essas flores possam , um dia, fazer com que a Princesa acorde, voando nas asas da borboleta Monarca que está no seu ninho de amor e "pra mim possa olhar e dizer o meu nome".

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails