domingo, 17 de fevereiro de 2013

Prevenção de afogamentos em água doce - video educativo

 Fonte: Sobrasa

 O vídeo acima é um dos muitos trabalhos feito pela Sobrasa visando a prevenção de afogamentos.

Além da sucção dos ralos que causam acidentes devastadores, as estatísticas mostram que a falta de cercas ou grades, as chamadas barreiras de proteção  ao redor das  piscinas  levam à  queda e afogamento de crianças pequenas.

É preocupante notar que algumas pessoas não cercam suas piscinas, por questões estéticas. É o que pode ser constatado por este comentário deixado no post de 13 de Dezembro de 2012 deste blog.

 "Olá, Odele. Sou Andréia, tenho 12 anos. Minha tia tem 2 bebês pequenos, um de 3 anos e outro de 6 meses e tem uma piscina enorme na casa dela, também bastante funda. Ela não coloca grades porque acha que irá acabar com a estética da casa, mas eu acho isso um absurdo, e o de 3 anos já pulou na piscina e quase sofreu afogamento duas vezes. Isso me dói o coração, e tenho medo de perder eles dois".

Andréia, fiquei encantada com a sua postura. Peça para sua tia ler o blog de Flavia. Se depois de ler todas as advertências aqui contidas sobre a importância das grades ou cercas de proteção ao redor da piscina, sua tia mudar de ideia e cercar a piscina da casa dela,os bebês estarão mais protegidos. E  o mérito terá sido seu.

Um beijo pra você Andréia.  

3 comentários

Jack Machado da Silva de Aragão disse...

oi Odele!

Muito bom saber noticias de vcs, sempre que tenho chance conto tua história e da Flávia para as pessoas olharem teu blog.
Bjs

peciscas disse...

Muito oportuno e bem elaborado este vídeo que aqui divulgas.
Uma coisa que retive foi a mensagem que aponta para a possibilidade de se evitarem 85% de afogamentos em água doce com uma prevenção adequada. As cercas a rodear as piscinas e o desligar das bombas de sucção são outros cuidados em que nunca é por demais insistir. Como, aliás, se tem dito e redito neste mesmo blog da Flavia.
Ainda bem que há gente muito nova que começa a ficar sensibilizada para estas tão importantes regras de segurança. Como é o caso da Andréia. Mas ela foi atingida pelo que leu neste espaço que, mais uma vez digo, presta um inestimável serviço público.
A Andréia tem 12 anos e está já sensibilizada, Onde estão, entretanto os outros, os supostamente mais adultos, os que podendo intervir para mudar as situações nada mais fazem que encolher os ombros? Ou prometer para logo esquecer...

Fatyly disse...

Mais um alerta e fiquei completamente estupefacta perante a posição sobre essa "tia" de Andréia mais focada na estética da casa do que na segurança dos seus próprios filhos.

Que não desistas e subscrevo o conselho que deste para que "mude de ideia".

O video está excelente.

Beijos de sempre e para sempre para ti e Flavia

Related Posts with Thumbnails