Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

CORAÇÕES PARTIDOS.

- 12 de abril de 2011
Quando uma tragédia atinge uma criança, fica-se com o “coração muito partido” como disse um garoto sobrevivente do massacre ocorrido no último dia 07 de Abril, na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, Zona oeste do Rio de Janeiro.

O Brasil inteiro está de luto e com o “coração muito partido” pelas mortes de tantas crianças num tipo de violência nunca antes ocorrido em nosso país. Fica-se perplexo. Onde nossos filhos estarão seguros?!

Um louco, com um taco de beisebol, ataca um jovem dentro de uma livraria de São Paulo. Depois de meses em coma, o jovem morre. As piscinas, lugar de lazer, com seus sistemas de sucção fora dos padrões de segurança, têm se mostrado armadilhas mortais. E a escola, antes considerada um porto seguro pode se transformar em um palco de horror.

É preciso - mais do que nunca – fazermos a nossa parte no que for possível para mudar essa situação em que pessoas, principalmente crianças, ficam reféns do perigo.

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

16 comentários

  1. HAJA TRISTEZA PARA OS PAIS, PROFESSORES, ALUNOS E TODOS NÓS....SÓ DE PENSAR, CHORO.

    ResponderExcluir
  2. ola amada realmente sao fatos q nos emocionam e nos tiram a paz , mas qtas tragedias vivemos nesses ultimos tempos, cada um de nos tem seus sofrimentos e perdas com as quais temos q aprender a viver, vc é um grande exemplo disso sinceramente nao sei o q pode ser pior pra uma mae , ter seu filho morto por um atirador ou cmo vc ver sua filha ser tragicamente condenada a viver dessa forma por negligencia e descaso de alguns, é tudo muito muito triste , sempre q entro aqui me emociono e me entristeço por ti , tem um post em especial q me faz chorar sempre q releio , é aquele em q seu filho da comida a Flavia ,olho aquela foto e penso na pureza daquele ato da alegria daqueles dias , do amor incondicional q temos qdo somos apenas crianças , e isso me entristece demais me corta o coraçao. Deixo pra vc amada o meu abraço e minha admiraçao e minhas oraçoes p q Deus em sua infinita misericordia possa te fortalecer .

    ResponderExcluir
  3. Odele,

    Um post muito necessário neste momento de tristeza para tantas famílias e de desesperança para outras. Onde estamos seguros? Onde podemos deixar nossos filhos? Perguntas que cortam o sono de mães quase sempre relegadas do paraíso.

    Um abraço!

    Luisa

    ResponderExcluir
  4. Oi Odele.
    Sou leitora do seu blog já há algum tempo mas faço poucos comentários. Bom, sobre o ocorrido no Rio, trágico, fiquei muito impressionada.
    Na verdade, estou escrevendo para dizer que passei o endereço do seu blog para a escola de natação em que meus filhos fazem aula. Não tem problema né?
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. As crianças são o melhor do mundo, são o futuro, era suposto que a sociedade as protegesse e não as deixasse assim expostas aos perigos.
    Lamentável que assim não seja.
    Cabe-nos lutar por isso, para que as escolas e todos os sítios que elas frequentam tenham maior vigilância.
    Um beijo para ti Odele e outro para Flávia
    O mundo te deve uma luta persistente pelo bem dos seus filhos e estamos nessa luta contigo.

    Branca

    Branca

    ResponderExcluir
  6. Olá Odele

    Tudo isto é muito triste e não podemos deixar de alertar para a necessidade de atitudes que impeçam que a violência não predomine entre nós.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. O ser humano em geral e as crianças em particular, precisam de protecção.

    É preciso alertar!

    ResponderExcluir
  8. Também eu fiquei estarrecido e chocado com essa tragédia que se abateu em uma escola do Rio.
    Como antigo professor, que teve a honra de contribuir para a formação de centenas de jovens, dei por mim a pensar no que sentiria se alguns desses alunos perdessem a vida, na flor da idade, por causa de um louco qualquer que, numa hora errada, entrou, armado, dentro de uma sala de aula.
    Sala de aula que deveria ser sempre um local de alegria, de descoberta, de esperança, nunca um compartimento onde pode acontecer a violência mais bárbara.
    Tens toda a razão ao dizeres que é preciso inverter as coisas. É preciso semear valores, combater o desamor, erradicar o ódio. E isso só se faz com perseverança e empenhamento. Designadamente, exigindo aos responsáveis políticos que se aproximem da realidade da vida, deixem de mentir, de enganar, de prometer o impossível, só se preocupando, verdadeiramente, com o seu umbigo e os seus interesses.
    Quando se perdem vidas jovens e inocentes, é preciso gritar, bem alto : BASTA!

    ResponderExcluir
  9. Odele

    Ainda estou chocada com a tragedia na escola, ha falta de seguranca para todos os lados ... a vida eh tao fragil, somos tao omissos e ao mesmo tempo tao sem rumo.

    A vida eh muito preciosa.

    Beijinhos para voce e Flavinha!!

    ResponderExcluir
  10. Também acompanhei e só posso dar de "coração partido" os meus sentidos pêsames aos pais e familiares e noutras situações tão gravosas como a tua...que estarei sempre do vosso lado.

    Subscrevo todos os comentários e vamos continuar a lutar contra todo o tipo de violência, da forma que pudermos.

    Um grande beijinho

    ResponderExcluir
  11. Sabes, acho que hoje se vive uma crise de valores. E o principal valor perdido foi o respeito pelo principal Valor .. O da VIDA.

    Beijo

    BF

    ResponderExcluir
  12. Oi Odele, realmente tudo muito triste né... Vamos pedir à Deus proteção as nossas crianças, pq está tudo muito complicado mesmo... Querida uma boa páscoa para vc e Flavinha... que acha sempre esperança, sonhos, fé e muito amor. Fica com DEUS, bjo.

    ResponderExcluir
  13. ...que Deus esteja sempre conosco,
    e assim possamos entender o que
    nunca será entendido.

    que mundo é esse, meu Deus?!

    bjinhos para as duas
    guerreiras!

    feliz páscoa!

    ResponderExcluir
  14. Palavras sensatas como sempre, Odele. Queria pedir-lhe licença para postar o texto em meu blog com os devidos créditos ao seu blog.

    Um abraço para você e para Flavia.

    ResponderExcluir
  15. Infelizmente, um marcar cruel na nossa história...

    Fiquem com Deus, menina Odele e menina Flávia.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  16. Esse caso foi uma grande tragédia e causou um grande clima de comoção aqui no Rio despertando várias reflexões, tanto por parte das famílias vitimadas quanto pela motivação doentia do rapaz e de como isso poderia ter sido evitado com um acompanhamento psicológico desde que ele passou a revelar pensamentos destrutivos, mais do que nunca devemos estar atentos às crianças.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails