Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

Isabella: Crime e condenação. Sinal de esperança em nossa justiça...?

- 28 de março de 2010
   
 Isabella Nardoni

Todo o Brasil  já sabe: Terminou na madrugada deste sábado, no Fórum de Santana, zona Oeste de São Paulo,  o julgamento do casal Nardoni. O pai e a madrastra  foram condenados pelo assassinato  da pequena Isabella, ocorrido há dois anos quando a criança foi jogada do  6º  andar  do apto.do casal.
Sem testemunhas presenciais do crime, o trabalho pericial foi de fundamental importância para a condenação do casal. O pai, Alexandre Nardoni,  foi condenado a 31 anos,1 mês e 10 dias, a madrastra, Anna Carolina Jatobá,  a 26 anos e oito meses.

A defesa tem direito a recurso, mas  o promotor  que atuou (brilhantemente) no caso, Francisco Cembranelli, diz não acreditar  que haja  modificação da sentença. Que assim seja.  Que possamos ver com mais frequência a justiça acontecendo em nosso país. O vazio vai ficar para sempre, mas que possamos sentir, pelo menos alívio à nossa dor,  por ver os algozes de nossos filhos,CONDENADOS.

ADENDO:

O primeiro comentário ao meu texto me leva a fazer este adendo: Porque reconheço que Calebe tem razão. Muito provavelmente, a justiça para Isabella só foi feita porque a mídia "ficou em cima" o tempo todo. Mas não são todos os casos que recebem a atenção da mídia. E é uma pena porque como já tenho dito em posts anteriores, a mídia tem um papel fundamental para que os crimes não caiam no esquecimento. Sabemos que muitos casos se arrastam por anos na justiça, exemplo do caso de Flavia, do crime   mencionado  por Calebe em seu comentário e de tantos outros por este Brasil afora,  sem que os culpados sejam condenados.

Calebe, obrigada por seu comentário. É  totalmente pertinente.

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

29 comentários

  1. Ola Odele, infelizmente não!!!! Tudo isso aconteceu por que a mídia ficou em cima a todo o momento, aqui em Santa Catarina, um acusado de estuprar e matar uma menina de cinco anos foi solto neste mês, isso que não faz dois anos de cadeia.

    Abraço, fica com Deus!!!

    ResponderExcluir
  2. é verdade, Odele. infelizmente o que teria que ser a regra, virou a exceção. essa condenação do casal Nardoni, foi a exceção. Vivemos num país com leis ultrapassadas e com um povo que luta pouco, que não sabe a força que tem. basta ver que todos até mesmo o juiz citou a influência da comoção da população. mas como foi dito, isso tudo graças a mídia e seu poder de persuasão.

    Erika

    ResponderExcluir
  3. Um caso julgado exemplarmente, com mídia ou sem ela, porque sem ela também se faz justiça. Vejo pouco telejornais, mas só soube do caso e julgamento pelo que li aqui.

    Aqui também ocorrem casos como o referido por Calebe e o povo continua "a comer e a calar" sem ter "a noção da força que tem" e por vezes é dentro da cadeia e entre os presos que não perdoam e fazem a justiça máxima. Há dias ocorreram dois e julgas que os midia falaram? nada...só uma pequenina noticia na imprensa escrita e no meio das várias folhas!

    Noutro contexto dou-te um exemplo: o português/brasileiro que está preso aí, isso, o Militão que matou 6 empresários quando estes foram atraídos para umas férias em Fortaleza. Qual foi a pena? A máxima como é óbvio mas dentro da cadeia já comandou ou encomendou outros crimes (segundo as noticias) e ainda tem direito a entrevistas com grandes reportagens de arrependimento? com isso o seu ego doentio aumenta e segundo os "entendidos" por vezes é o que acontece com mentes doentias, para além de aumentar o "share" televisivo. É o que o povo também gosta "estrelato"!!!!

    A Justiça funcionou mais que pela metade no caso da tua/nossa Flavia, mas não foi TOTAL ilibrando uma grande empresa das suas responsabilidades e não há como sossegar quando sentimos na pele O NÃO FUNCIONAMENTO E ISENÇÃO TOTAL DE UMA JUSTIÇA CREDÍVEL EM PROL DE UM POVO.

    Um beijo meu doce para ti e para Flavia e um bom domingo

    ResponderExcluir
  4. Odele, infelizmente não!!! Em pouco tempo estarão nas ruas usufruindo da liberdade que tiraram da Isabella.

    ResponderExcluir
  5. Querida Odele, deveriam morrer encarcerados pelo feito com a menina, entristecem-me as notícias: todos os dias algo novo para os meninos.

    Beijinhos e abraços de domingo para nossa Flavia e para ti :)

    ResponderExcluir
  6. O caso que aqui reportas mostra, à evidência, que a justiça até pode funcionar. Quando se quer actuar ou quando, como muito bem dizem o Calebe e a Fatyly e tu própria, a justiça se sente pressionada pela opinião pública.
    Porque acredito que há bons profissionais a trabalhar nesta área. O que acontece é que, na maioria dos casos, o sistema está de tal modo acomodado à lentidão, à burocracia, ao beneplácito aos fortes e poderosos, que as decisões ou se protelam de modo exasperante ou nos deixam indignados com incompreensíveis tolerâncias.
    É por isso que nunca devemos deixar a nossa voz calar-se perante o mau funcionamento da justiça. Se incomodarmos consciências, se denunciarmos, estaremos, certamente, a contribuir para que mais e melhor justiça se produza.
    E tu, Odele, dando voz à Flavia, és um excelente exemplo daquilo que pode e deve ser feito. Com resultados visíveis.

    ResponderExcluir
  7. Odele,

    Primeiramente agradeço a você pela visita e pelo comentario postado em meu blog.
    Entendo e concordo com você a respeito do posicionamento da mídia diante desses casos terriveis que nos entristecem.
    Vai aqui o meu parabéns e o meu apoio para que casos como o de Isabella Nardoni(logo após o ocorrido postei no meu blog a respeito da mídia), o dos ralos das piscinas e outros mais possam ser solucionados.

    Abraço

    ResponderExcluir
  8. A mídia só ficou em cima por causa da comoção da sociedade. Por isso o povo deve se manifestar quando se sente lesado moralmente. Este caso é emblemático, justo por trazer aos olhos da justiça a indignação social diante da barbaridade do casal. Mataram dentro do apartamento e para não assumirem a culpa, jogaram a menina pela janela. Não se faz isto com um animal! Boa semana! Beijus,

    ResponderExcluir
  9. Odele,

    Neste domingo sombrio, vim aqui trazer publicamente uma abraçao apertado. Frisar que te admiro cada vez mais! E espero que Flavinha esteja tranquila.


    Suely

    ResponderExcluir
  10. Odele, a mídia e a sociedade ficaram em cima, por isso a justiça foi feita.
    Nossa justiça continua lenta em tudo, o caso de Isabela foi uma excessão.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Enfim a justiça foi feita!E o povo,a comoção publica estava lá e julgou o q estava na cara.Os vilões em momento algum confessaram...Não houve o remorso(nada) mas o importante é q foi feito justiça!

    ResponderExcluir
  12. Triste isso... saber q não podemos confiar em algo q deveria nos proteger. Mas ñ podemos desistir Odele, temos q lutar até o último grito! Bjo gde.

    ResponderExcluir
  13. Repetindo meu comentário no Hippos:

    A pena aplicada, em que pese nossas leis, foi muito pequena levando-se em conta a barbaridade do crime. Bom mesmo seria que os dois fossem condenados à prisão perpétua.

    Só lamento que as inúmeras Isabellas que têm o mesmo fim, todos os dias no Brasil, por serem de classe social menos favorecida, não recebam a mesma atenção da mídia e não sejam justiçadas com a mesma presteza.

    ResponderExcluir
  14. Odele, olá!

    Acredito que a sociedade brasileira está de bem, por assim dizer, com a justiça depois do julgamento motivo deste post. Contudo, como bem alertado por uma de suas fieis leitoras, o caso só foi levado a efetiva justiça, ou não por causa da mídia, o que, na minha opinião é uma pena.

    Sou defensor de que todos os injustiçados tem o direito de ver seus casos solucionados independente de mídia. Mais ainda: sou defensor de uma justiça objetiva, no sentido de tratar todos de maneira paritária.

    Por isso, concluo que não houve justiça no caso em tela, mas sim um grande circo comandado pela TV. Não nego a existência do crime, tampouco questiono a condenação. Fico indignado no sentido da subjetividade.

    Um abraço sincero!

    ResponderExcluir
  15. Odele só pra esclarecer o comentário do Calebe. Os desembargadores anularam o julgamento alegando falhas no processo juridico. O problema é que o caso era muito duvidoso mesmo e até agora ninguém consegue bater o martelo sobre se foi homicídio ou um acidente.
    Um abraço pra ti e pra sua fámilia.

    ResponderExcluir
  16. Ola querida
    Passei pra matar as saudades, saber noticias e desejar uma Pascoa cheia de paz e muita luz, e que seus caminhos sejam sempre abeçoados.
    Beijos na Flavinha, em você.

    ResponderExcluir
  17. Eu acredito que esperança sempre há e ela não pode deixar de existir! Enquanto a justiça não é feita, nos resta fazer o nosso papel, lutar para que sejamos ouvidos, fazer o papel da mídia cobrando justiça com as armas que a gente dispõe, independente de qual classe o crime foi cometido e acreditar nos desígnios da vida. Toda ação tem uma reação e nada acontece por acaso!
    Volto a elogiar sua atitude, Odele, que ultrapassa os cuidados e carinhos com sua filha, indo atrás da justiça e alertando para que outras pessoas não passem pela mesma situação.
    Eu tenho esperança na nossa justiça e na justiça por Flávia!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  18. Querida Odele
    Infelizmente, nossas leis são fracas e sujeitas a muitos recursos. Nossos legisladores fazem as leis pensando nos seus futuros, como já disse em meu Blog. Não podemos culpar a imprensa de divulgar fatos lamentáveis como o assassinato da menina Isabella, afinal ela morreu e não tem culpa de nada. Nós devemos pensar bem na hora de votar e observar os passados dos futuros legisladores do Brasil.
    Um abraço e um beijo carinhoso a querida Flávia.

    ResponderExcluir
  19. Boa noite Odele,
    a justiça deveria ser sempre igual para todos independentemente da mídia "ficar em cima ou não". Pena que não seja sempre assim.

    Beijinhos com votos de uma Santa Páscoa,
    Ana Martins

    ResponderExcluir
  20. Odele, entendo sua dor, o que passei não é nada parecido com seu caso, mas sei o quanto é duro vermos alguem que amamos sofrer e não podermos aliviar a sua dor por completo, se pudessemos mudariamos de lugar, só para não vermos essa pessoa sofrer.
    Quero que saiba que rezo todos os dias para que todos nós nos arrependamos dos nossos pecados, isso inclui também aqueles que passam impunes perante a justiça de nosso país, rezo porque a justiça de Deus não há de falhar e dessa ninguém escapará!
    Vi a matéria na revista época de dezembro do ano passado, quando estava no cabelereiro com minha mãe no dia 31/03/2010, peguei sem compromisso para ler, e me surpreendi quando virei a página e a vi abraçada com a filha, me comoveu, virei a página e comecei a ler, e a cada frase fui sensibilizada com o que era escrito sobre esse acidente.
    Acredito firmemente, mesmo que todos possam dizer que não, que sua filha saíra do coma, pois para mim a fé move montanhas, e não me importo sobre o que dizem sobre religião, acredito na vida é isso que me motiva a viver, Acreditar!
    Sou jovem, tenho 17 anos, mas tenho um coração sensibilizado, pois muitas vezes não tenho vontade de viver, e as vezes penso em não viver mais, pois acho que ninguem gosta de mim, porem quando li sobre seu caso, percebi que deixando de viver, eu iria deixar minha mãe sofrendo, percebo agora o quanto sou amada, não por todos, mas especialmente por um ser que daria a vida por mim, minha mãe!
    É minha mãe que me acode nos momentos mais difíceis, e sorri só quando eu sorrio, seria injusto faze-la sofrer, por isso a cada dia me motivo a acreditar que vale a pena viver, não pelo prazer, mas pelas pessoas que amamos, pois isso as ajuda a serem mais felizes!
    Creio que você não é culpada do que aconteceu com sua filha,e sim, os culpados a culpam, pois são inpazes de confessarem seus crimes, pois não têm carater e coragem.
    Nunca deixe de rezar, e sempre tentarei estar rezando por ti e por sua filha.
    Falo isso porque senti que precisava lhe falar, meu coração falou mais alto!
    Fé!
    De Berta Lúcia

    ResponderExcluir
  21. Berta Lúcia,

    17 anos! Que menina sensível e maravilhosa vc é... Recebi seu comentário por e-mail por estar inscrita aqui. Fiquei emocionada. Essa "vontade de não viver" deve passar pelo menos uma vez na vida de todos nós, seres humanos... E vc está certíssima nas suas constatações. Sua mãe deve se orgulhar muito de você.

    Odele, desejo a vc um final de semana tranquilo, de muita Paz. Que a Páscoa renove suas esperanças!

    Suely

    ResponderExcluir
  22. Berta Lucia,

    Assim como Suely, fiquei comovida com seu comentário. E contente por perceber sua sensibilidade, uma qualidade que valorizo muito em qualquer ser humano e numa jovem de sua idade então, é lindo de ver e sentir.

    Um beijo carinhoso pra você. Um abraço forte.

    ResponderExcluir
  23. ....

    Odele,
    Infelizmente a vida desta menina peredeu-se desumanamente. Mas se a justiça se cumpriu, não fez mais do que a sua obrigação. Não merece por isso qualquer louvor. Merece apenas críticas por não cumprir, na maioria dos casos, esse dever.
    ....
    Uma Páscoa muito Feliz para ti, para a Flávia e para o Fernando.

    Um beijo para a Flávia.

    Para ti, o meu abraço

    ResponderExcluir
  24. Querida Odele,

    Se me permite uma pegunta sobre os cuidados pessoais com Flavia, qual a quantidade de líquidos que ela ingere diariamente?

    Obrigada e um grande abraço à vocês.

    ResponderExcluir
  25. Uma páscoa maraviljosa para você Odele, sua filha Flavia e toda sua familia!
    Em Deus somos mais fortes!
    Fé!
    De Berta Lúcia

    ResponderExcluir
  26. Odele

    Uma boa Páscoa, tão boa quanto possa ser nesse universo restrito onde tu e Flávia vivem cada dia.
    E isto dói a qualquer pessoa. Dói porque poderia ter sido evitado se os sistemas de segurança dos ralos das piscinas fossem escruposamente respeitados e dói porque houve apenas uma meia justiça, em situação de recurso, quando o conhecimento do caso exigia que os altos magistrados travassem essa imagem de impunidade que estava a ser transmitida. Mas meia justiça não é justiça. E isso continua a doer. Para quando a outra metade?
    Tu lutas por outros casos em que há vítimas inocentes e culpados que pretendem branquear a sua culpa. E eu sigo os teus passos sempre. Mas não chega. Aguardo o dia em que te possa dizer: "Odele, finalmente! Não há retorno para Flávia mas há dignidade no não-retorno porque as culpas foram assumidas e as práticas que lhe deram origem foram corrigidas.

    Entretanto congratulo-me na forma como procuras defender quem é indefeso e sentir a cada decisão justa que essa minúscula vitória também te pertence pelo muito que a desejas.

    Abraço, amiga, e um beijinho a Flávia

    ResponderExcluir
  27. Odele

    Uma boa Páscoa, tão boa quanto possa ser nesse universo restrito onde tu e Flávia vivem cada dia.
    E isto dói a qualquer pessoa. Dói porque poderia ter sido evitado se os sistemas de segurança dos ralos das piscinas fossem escruposamente respeitados e dói porque houve apenas uma meia justiça, em situação de recurso, quando o conhecimento do caso exigia que os altos magistrados travassem essa imagem de impunidade que estava a ser transmitida. Mas meia justiça não é justiça. E isso continua a doer. Para quando a outra metade?
    Tu lutas por outros casos em que há vítimas inocentes e culpados que pretendem branquear a sua culpa. E eu sigo os teus passos sempre. Mas não chega. Aguardo o dia em que te possa dizer: "Odele, finalmente! Não há retorno para Flávia mas há dignidade no não-retorno porque as culpas foram assumidas e as práticas que lhe deram origem foram corrigidas.

    Entretanto congratulo-me na forma como procuras defender quem é indefeso e sentir a cada decisão justa que essa minúscula vitória também te pertence pelo muito que a desejas.

    Abraço, amiga, e um beijinho a Flávia

    Domingo, Abril 04, 2010

    ResponderExcluir
  28. Odele, eu só vou acreditar que há justica, quando TODAS AS CRIANCAS TIVEREM SEUS DIREITOS RESPEITADOS.
    Esse caso teve esse fim, odele, por causa do sensacionalismo da imprensa. E isso, ao meu ver, NAO É JUSTICA!É HOLOFOTES.
    Bjs e dias felzies

    ResponderExcluir
  29. Então, Odele, mas a repercussão jornalística do caso Isabella Nardoni( quase a mesma do caso Daniella Perez) infelizmente serviu apenas p/ acelerar a reclusão do casal( tanto num caso como no outro)até em benefício deles mesmos, para segurança deles...Mas daí a ficar os vinte e poucos anos presos...vai acabar na mesma meia dúzia de pizzas, ou seja, nos seis anos que cumpriu o "atorzinho de merda"! Porque daí vem "bom comportamento, "bons antecedentes", "bons advogados"( (p/ mim, nojentos!, pq se vendem, mesmo perante a verdade irrefutável da culpa de seus clientes).Estamos no Brasil, minha amiga-mãe, lugar bom pra todo mundo viver,desde um ladrão inglês, até os políticos mais safados.
    Fica com Deus e muita Força!
    Da Flavia sabe ela a hora que ela quer ficar ou partir.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails