Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

Transportando Flavia em sua cadeira de rodas

- 21 de setembro de 2009
Esta foto foi tirada ainda neste mês de Setembro, quando eu levava Flavia para uma consulta médica. O homem na frente de Flavia é Reginaldo, proprietário dessa Van e que sempre me atende quando peço a ele para transportar Flavia. Reginaldo trabalha muito e está sempre ocupado, mas basta eu solicitar com pelo menos uma semana de antecedência que ele dá um jeito de me atender. E isto, há anos.

Esta Van de Reginaldo não é exatamente adaptada para transportar pessoas com necessidades especiais. Ele a usa para transportar pessoas saudáveis. Mas reparem que a Van de Reginaldo, além de espaçosa é bastante alta, o que me permite colocar Flavia aí dentro, sentada em sua cadeira de rodas. Transportar Flavia em uma ambulância é quase impossível, já que o preço desse serviço é muito alto. E também pelo tanto que custa, já desisti de comprar um veiculo especial para eu mesma transportar Flavia. Fiquei então com a opção de me utilizar dos serviços de Reginaldo sempre que preciso levar Flavia à consultas e exames médicos.

Mas dá um pouco de trabalho colocar Flavia – sentada na cadeira de rodas - em posição de ser transportada. Masé entra na Van e segura uma parte da cadeira que, com Flavia sentada, e sendo erguida, fica bastante pesada. Reginaldo fica no chão e levanta a outra parte da cadeira. Cuidadosamente Flavia é acomodada dentro da Van. Vou à frente com Reginaldo e Masé vai atrás ao lado de Flavia, cuidando para que ela fique confortável e nenhum problema aconteça durante o percurso de casa ao consultório médico ou ao hospital. Nessa “viagem”, ida e volta nossa atenção fica totalmente voltada para Flavia. Reginaldo vai dirigindo devagar, mesmo que por vezes seja xingado no trânsito. Por vezes rimos dos xingamentos, mas de vez em quando nos irritamos com os motoristas impacientes. Masé vai ajeitando a cabeça e os pés de Flavia e eu quase adquiro um torcicolo de tanto que viro a cabeça para trás para ver se Masé precisa de ajuda. E lá vamos nós.

Já falei de Masé pra vocês. Masé é Técnica de Enfermagem. Uma profissional comprometida, competente e carinhosa com Flavia que há mais de seis anos vem me ajudando nos cuidados com minha filha. Mas eu ainda não tinha falado de Reginaldo, que sempre prestativo e gentil é outro ser humano especial com quem tenho o privilégio de contar para tornar o delicado transporte de Flavia, um pouco mais simples, um pouco mais leve, e muito mais amoroso.

Por mais que - para alguns - isso possa parecer antipático e sejamos taxados de “muito exigentes” - como sou - sermos cuidadosos com nossos entes queridos com necessidades especiais, inclui isso também: Colocar perto deles apenas pessoas responsáveis, competentes, gentis, carinhosas. Pessoas também especiais. Assim como Masé e Reginaldo.

Até o próximo post.

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

33 comentários

  1. Acho que não dá para ficar "contagiado" com este amor que você dedica a Flávia...

    Fiquem com Deus, menina Flávia e menina Odele.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. É verdade Odele, todo o carinho é essencial para cuidar com todos os pormenores de quem amamos. Muitos beijos para vocês.

    ResponderExcluir
  3. Tem razão amiga. Quando faço deslocar a minha mãe, também vai sentada na cadeira de rodas na carrinha do meu irmão. E sei bem como é difícil metê-la lá dentro, porque normalmente sou eu e ele que fazemos esse trabalho. E minha mãe pesa 80Kg.
    Um abraço às duas. E uma boa semana

    ResponderExcluir
  4. Dois grandes amigos com "A" grande que te ajudam no bem estar de Flavia.
    Não é fácil encontrarmos pessoas competentes, gentis, carinhosas e responsáveis, como dizes "também especiais" mas quando as encontramos farão parte integrante de um elo de amizade sincera e pura numa solidariedade real.

    Os "xingamentos no trânsito" é a prova de como o povão anda com a cabeça a fervilhar em imensa porcaria sem pensarem que a estrada é para todos - lentos ou rápidos - e que deveria imperar o respeito pelo próximo.

    Aqui felizmente ainda temos os bombeiros dos quais eu e a minha mãe somos sócias há muitos anos, que para além das ambulâncias ditas "normais" no âmbito do socorrismo, têm uma apenas para transporte de doentes "especiais" para consultas ou tratamentos.

    Uma grande abraço ao Reginaldo e Masé e aquele beijo carinhoso para ti e para tua/nossa Flavia

    ResponderExcluir
  5. Respondendo a teu comentário:

    Eu não acho infantil as coisas que você faz para Flávia (sobre a compra do poodle Michele), pois ela é o teu "amor", estes atos são carregado de esperança, assim você continua a tua luta (mesmo após um processo que não atingiu o principal objetivo, de obrigar um dos "grandes responsaveis" pagar pelo o que fez e infelizmente vai continuar a fazer do mesmo jeito inresponsavel a venda do equipamentos deles).

    Não sei se alguém disse (é mais facil alguém se solidarizar contigo e dizer "você tem força Odele, você conseguir"...), mas vocês duas acabaram carregando a fé de muitos de transformar o mundo em algo melhor...

    Fiquem com Deus, menina Odele e menina Flávia.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Meu Tesouro são dois amigos com "A", que belo encontrar essa ajuda que tanto precisas, a mão tendida, maravilhoso.

    Sabemos que cuidas a nossa Flavia para que nada suceda.

    Estando em Brasil descobri que são sumamente respeitosos os automobilistas, não podia crer que cedessem o passo ao pedestre com uma educação pouco vista.
    Aqui a ninguém lhe importa, semáforos em vermelho, o pedestre não tem o respeito dos que conduzem...

    Feliz Primavera y unos besosssss y abrazos gigantesssssssss

    ResponderExcluir
  7. São sempre enternecedores estes posts que aqui colocas, dando conta da rede de afectos que rodeiam a nossa querida Flavia.
    Já conhecemos a Masé, que há seis anos ajuda a tratar da Princesa.Que lhe arranja as unhas, que lhe traz presentes.
    Já conhecemos o Ary, que lhe corta o cabelo, em casa, como a Flavia queria.
    Agora conhecemos o Reginaldo que bem se vê que é um homem carinhoso.
    Só com esat rede de afectos é possível cuidar da nossa menina, com a eficiência e o desvelo, que lhe tem permitido, passados todos estes anos, conservar o corpo com o mínimo de danos possível.
    Muita gente se interrogará como é possível aguentar assim tanto tempo, nessa luta diária, tão exigente.
    A resposta encontra-se numa palavrinha muito curta mas que tanto diz: AMOR!
    O amor que a Flavia merece e que tu tens o condão de fazer despertar nas pessoas que te acompanham nessa luta.
    Um saudação especial para o Reginaldo que sendo amigo da Flavia, meu amigo é!

    ResponderExcluir
  8. Precisa ser exigente mesmo.
    é preciso cuidade bem de quem se ama, sem dúvida é uma benção contar com pessoas que ajudam nessa caminhada.
    Bjs queridas

    ResponderExcluir
  9. Felizmente, tudo na vida não é mau e existem pessoas que dedicam a sua vida a ajudar os outros.

    Um beijinhos para si Odele e outro para a Flávia.

    Verdinha

    ResponderExcluir
  10. Continue na Força Odele! Deus está vendo todo o seu trabalho, amor, força e determinação, seu e de todos aqueles iluminados que estão ao lado de vocÊs!

    ResponderExcluir
  11. Odele. ADOREI , SEU COMENTARIO, PORQUE SUAS PALAVRAS NAO VEM DE SI SÓ, MAS PELO SENTIMENTO QUE VOCE
    SENTE PELO BEM ESTAR DE FLAVIA.

    OBRIGADO.

    ResponderExcluir
  12. É bom saber que existem ainda no mundo muitas pessoas que além de profissionais,são profissionais amorosos.Juntando-se ao seu amor.

    ResponderExcluir
  13. odele,
    jamais ninguém deveria ser taxado de "antipático" ou "exigente" por querer cuidar da melhor maneira possível de um filho, ainda mais um filho que tenha alguma necessidade especial...
    não lhes dê ouvidos!
    e continue do jeitinho que vc é, cuidadosa, responsável, gentil, carinhosa, competente, que os iguais irão se aproximar de vcs!
    li seu outro post sobre os danos estéticos. negar-lhes esse direito foi de uma estupidez... affe!
    mas eu tenho certeza que vc não se arrependerá do seu caminho trilhado, não importa o que as "altas instâncias" lhe imponham!
    bjs, força!

    ResponderExcluir
  14. Acabo de ver que o projecto do Vereador Gilberto foi aprovado e é Lei em Santo André.
    É mais uma semente que resulta da tua luta denodada e persistente.
    Depois dessa aprovação, nada ficará como dantes. Certamente que outros passos serão dados em termos legais e, em breve, haverá uma lei federal a regular a segurança nas piscinas.
    Parabéns por mais esta vitória.
    Para ti e para a Flávia de quem és a voz.
    A nossa menina merece um beijo especialmente carinhoso, pois, em grande medida, o seu sacrifício vai poder resgardar de riscos inúteis outros cidadãos.

    ResponderExcluir
  15. hola soy argentina sin querer llegue a tu blog y no se que decirte, te admiro y no se que más decir solo que sos una luchadora por la justicia para tu hija, les dejo muchos besossssssssssssssss

    ResponderExcluir
  16. Precisamos sempre cuidar com amor e carinho as pessoas que amamos Odele, e isso que tu faz é lindo demais! Eu admiro muito tua luta e a de Flávia e é sempre bom contar com amigos que nos ajudam.
    Beijos menina boa semana

    ResponderExcluir
  17. ODELE, A PRESENÇA DESSES ANJOS EM NOSSA VIDA É IMPAGÁVEL.
    GRANDE ABRAÇO PARA REGINALDO E MASÉ.
    LEILA

    ResponderExcluir
  18. Odele, tem alguém lá em cima olhando por vocês, porque hoje em dia conseguir profissionais competentes e carinhosos é muito difícil. Parabéns aos seus ajudantes! Parabéns, Odele por prestar tanta dedicação à Flávia!! Beijus

    ResponderExcluir
  19. ola ODELE, dei uma passadinha por aqui, para te dar minhas Saudações,
    Fico Feliz de ler os comentarios,
    porque isso que faz nós lutar cada vez mais pelo bem estar do nosso proximo

    Parabens Odele.

    ResponderExcluir
  20. Sem dúvida Odele, que pessoas assim especiais são sempre bem vindas para os nós e para os nossos que tanto amamos.

    Beijinhos para você, Falvinha, Masé e Reginaldo,

    Ana Martins

    ResponderExcluir
  21. Odele, a aprovação da lei em Santo André é só o primeiro passo para uma lei federal e essa vitória é sua. Que seja uma lei a ser cumprida, para que outras pessoas não sofram a brutalidade de que foi vítima a Flavia. Beijos, querida!

    ResponderExcluir
  22. que maravilha!!! que Deus abençoe Reginaldo e Masé por cuidarem tão bem da nossa princesinha...beijos...

    ResponderExcluir
  23. Olá Odele tudo bem? Espero que sim...passando pra deixar meu carinho e oferecer muitos presentinhos...passa no meu blog ok? te espero! Deus te abençoe... bjinhos a Flavia tb...

    ResponderExcluir
  24. Odele, fico sempre comovida com teus relatos, torcendo e vibrando para que apesar da luta constante, consiga teus momentos de reconforto.
    Ter pessoas especiais te ajudando certamente é um conforto.
    Fica com Deus, beijos na Flávia

    ResponderExcluir
  25. Odele:
    não se preocupe com o que os outros vão achar- afinal, só quem passa por isso é que realmente sabe como as coisas são. E tens todo o direito de fazer tuas escolhas!

    Beijos nos corações de todos!

    Letícia

    ResponderExcluir
  26. Minha querida.

    Percebo q Flavia está cercada de anjos e q assim seja por toda a sua vida.BOA a van e q bom q cabe direitinho nosa FLAVINHA.Só a boa vontade dele já ajuda a vcs levantarem vôo nesta viagem(jornada) até seu médico.Masé vc já tinha comentado e fico feliz de Flávia ter ela tb como sua companheira,como é bom saber deste zelo e sentir todo o cuidado e carinho Q RODEIAM ELA e sinceramente, te digo q ver estas coisas aliviam um pouco a tristeza do lado de cá VIU?.AO MENOS SABEMOS Q NOSSA AMIGUINHA É CUIDADA COM CARINHO.
    DESCULPE, MAS O TECLADO ESTÁ RUIM! AH!eu mudei as hortências de FLÁVIA.RS.

    um abraço bem apertado nas duas!

    ResponderExcluir
  27. Olá Odele,

    A gente sempre colherá o que plantou. Vc planta diariamente carinho, amôr, dedicação, simpatia, solidariedade.É certo que colherá tb amôr e carinho. Mazé e Reginaldo devem sentir-se orgulhosos por poderem contribuir para que vc e Flavinha tenham conforto e segurança, na medida do possivel. Eu tb me sentiria!

    Pessoas como vcs fazem-nos crêr que ainda existe esperança nesse mundinho tão conturbado e por vezes tão violento e injusto.

    Um grande beijo,

    Sheila

    ResponderExcluir
  28. Hoje passei para deixar aquele abraço...que o Sol brilhe na vossa vida amiga e que a justiça finalamente chegue!!!

    ResponderExcluir
  29. He pasado a dejarles un gran saludo.
    Besossss

    ResponderExcluir
  30. Odele, querida, ainda existem poucas pessoas especiais como Masé e Reginaldo.
    Isto é tudo no mundo, CARINHO!!!
    Beijos do coração à vocês bonecas.
    Eliana.
    Mogi Guaçu/SP.

    ResponderExcluir
  31. Odele

    Estou comovida com este seu blogue.

    Haver pessoas com um problema tão grande como o seu e da sua filha Flávia, que ainda têm a generosidade de se preocupar com os mais infortunados, que ainda tem a delicadeza de aqui expor elogios à médica que operou a sua filha, que activamente luta por justiça e por melhor legislação para a prevenção de acidentes como o que aconteceu à Flávia,
    digo-lhe, Odete, dá-me mais esperança na humanidade.

    Bem haja, e que sua filha melhore sempre.

    Um beijo, um abraço, e um obrigada.

    ResponderExcluir
  32. Lendo seus posts hoje, me lembrei desta oração, que dedico à Flávia, você e a todas as pessoas que ativamente te auxiliam nesta jornada.

    Prece de Eusébio

    Senhor da Vida,
    Abençoa-nos o propósito De penetrar o caminho da Luz!...
    Somos Teus filhos, Ainda escravos de círculos restritos,
    Mas a sede do Infinito
    Dilacera-nos os véus do ser.
    Herdeiros da imortalidade,
    Buscamos-Te as fontes eternas
    Esperando, confiantes, em Tua misericórdia.
    De nós mesmos, Senhor, nada podemos.
    Sem Ti, somos frondes decepadas
    Que o fogo da experiência
    Tortura ou transforma...
    Unidos, no entanto, ao Teu Amor,
    Somos continuadores gloriosos
    De Tua Criação interminável.
    Somos alguns milhares
    Neste campo terrestre;
    E, antes de tudo,
    Louvamos-Te a grandeza
    Que não nos oprime a pequenez...
    Dilata-nos a percepção diante da vida,
    Abre-nos os olhos
    Enevoados pelo sono da ilusão
    Para que divisemos
    Tua glória sem fim!...
    Desperta-nos docemente o ouvido,
    A fim de percebermos o cântico
    De tua sublime eternidade.
    Abençoa as sementes de sabedoria
    Que os teus mensageiros esparziram
    No campo de nossas almas;
    Fecunda-nos o solo interior,
    Para que os divinos germens não pereçam.
    Sabemos, Pai,
    Que o suor do trabalho
    E a lágrima da redenção
    Constituem adubo generoso
    A floração de nossas sementeiras;
    Todavia, Sem Tua bênção,
    O suor enlanguesce
    E a lágrima desespera...
    Sem Tua mão compassiva,
    Os vermes das paixões
    E as tempestades de nossos vícios
    Podem arruinar-nos a lavoura incipiente.
    Acorda-nos, Senhor da Vida,
    Para a luz das oportunidades presentes;
    Para que os atritos da luta não as inutilizem,
    Guia-nos os pés para o supremo bem;
    Reveste-nos o coração
    Com a Tua serenidade paternal,
    Robustecendo-nos a resistência!
    Poderoso Senhor,
    Ampara-nos a fragilidade,
    Corrige-nos os erros,
    Esclarece-nos a ignorância,
    Acolhe-nos em Teu amoroso regaço.
    Cumpram-se, Pai Amado,
    Os Teus desígnios soberanos,
    Agora e sempre.
    Assim seja.
    (Do livro "No Mundo Maior", cap. 1, André Luiz, FCXavier)

    ResponderExcluir
  33. Odele e Flavia,
    Normalmente podemos colocar minha irmã, ue não anda, em um carro normal. Mas, às vezes precisamos que ela vá na cadeira de rodas, como quando ela vai a uma festa e não pode amassar a roupa, etc. Fazemos uso de uma rede de taxi com carros adaptados. São doblôs, com rampa, e ela vai sentada na cadeira dela. Ainda cabe mais uma pessoa atrás e uma na frente. Em SP não tem uma linha assim? E o preço é o mesmo que de um taxi comum!
    Beijos.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails