Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

Ralos de piscinas, um perigo pouco divulgado

- 15 de junho de 2009
Transcrevo na íntegra, este texto que descobri no blog SETE x SETE

"Quarta-feira, 8 de Abril de 2009Ralos de piscinas! Um perigo não informado...
Eu disse e vou repetir aqui:
Entre umas e outras, acabei lendo todo o
blog da Flavia, escrito por sua mãe Odele: aos 10 anos de idade, Flavia foi nadar na piscina do prédio onde morava em Moema e teve os cabelos sugados pelo ralo da piscina. Ficou alguns minutos submersa o que lhe causou danos irreversíveis: ela está em coma vigil desde então. A mãe, lutando na justiça para que os responsáveis paguem ao menos pelo tratamento mensal da garota. E também, para alertar a todos sobre os perigos que existem.
Caso ela consiga ao menos que as empresas (no caso, Jacuzzi) comece a trabalhar corretamente, com manuais que alertem aos perigos... já será uma grande vitória. Ela conseguiu uma vitória mes passado, em Brasília. Está tudo lá no blog, vale a pena conferir.

Mas o que mais me assusta é NÃO encontrar notícias sobre o assunto. Se você dá uma "googada", só encontra o blog dela e outros que fazem referencia ao mesmo...
Nada de noticias, um assombro!
Mesmo por que, tivemos um caso em Jan/2009 no interior de SP, tivemos dois casos envolvendo o Motel Astúrias (que só achei a notícia depois de procurar muito), também em SP, fora outros tantos que acabei sabendo por meio do blog da Flavia.
Um verdadeiro espanto.

Há alguns videos no youtube, mas é muito pouco para um problema tão delicado e tão próximo: quem não frequenta clube, ou mesmo, tem piscina no condominio, ou então, em viagens, fica em hotéis ou pousadas que têm piscinas?

Você pode alegar que quase não frequenta nenhuma piscina, mas atire a primeira pedra quem entra em qualquer piscina mas antes pergunta se o ralo está com a tampa, ou se a máquina sugadora é adequada ao tamanho da piscina...
É assustador...Portanto, divulguem o blog da Flavia, vivendo em coma.
Para que sirva de alerta a todos.
Marcia “

É verdade, Marcia, o que a mídia divulga sobre o perigo existente nos ralos de piscinas, é mesmo, como diz você, “muito pouco para um problema tão delicado e tão próximo”
Na verdade, a mídia que mais tem divulgado o caso de Flavia e por conseguinte, alertado em maior escala sobre o perigo desses ralos sugadores - e assassinos - tem sido mesmo os blogs, tanto do Brasil, quanto do exterior. Meu MUITO OBRIGADA a você Marcia, - a exemplo de outros blogs - por usar seu espaço virtual para colaborar na divulgação deste importante alerta. O PERIGO DOS RALOS DE PISCINAS!

Vou continuar batendo nesta tecla, com a esperança de que a mídia convencional passe a cumprir o seu papel social de informar sobre este perigo tão próximo de todos nós.
Até o próximo post.

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

27 comentários

  1. Olá, Odele.
    Pode contar conosco do 7x7 para o que precisar, e com nossos blogs pessoais também!

    Bjos a vc e a pequena Flávia e fiquem com Deus!

    ResponderExcluir
  2. O que a Márcia diz é verdade, até porque a divulgação do PERIGO DOS RALOS DE PISCINAS é quase nula, excepto quando há um acidente e mesmo assim...é pouca.
    Aqui em Portugal têm divulgado e todos os casos têm sido fatais e acho que agora que se aproxima o verão, a fiscalização de espaços públicos tem sido feita e em alguns casos com a denúncia/colaboração da sociedade civil.
    Há aqui um bem perto que por não obedecer a todas as "normas" não abriu, já que o dono ou donos queriam engordar rápido à custa de investir pouco.
    Agora nas piscinas particulares...NUNCA É DEMAIS ALERTAR, ALERTAR!

    Parabéns Márcia e uma abraço a todos que lutam por esta causa, que pelo menos a Jacuzzi seja responsabilizada nem que seja "com a pressão feita pelos clientes" através do conhecimento que é dado através deste e de outros espaços.

    Uma beijoca Odele e outro à tua/nossa Flavia

    ResponderExcluir
  3. Fiquei sabendo do perigo dos ralos de piscina pelo blog da minha filha, Letícia. Após, entrei no teu blog, Odele, e comecei a acompanhá-lo. Realmente, até então eu não tinha noção do perigo que todos estão correndo com um simples banho de piscina. Continua tua luta que te daremos o apoio que estiver ao nosso alcance.
    Beijos no coração de vocês.

    ResponderExcluir
  4. A Marcia é uma testemunha insuspeita do que se passa em termos de divulgação destes casos, porque demonstra o espanto de não ter encontrado referências a não ser neste blog ou em outros que o seguem.
    E é bem verdade que a tua luta, Odele,incessante e determinada, é quase pioneira.
    Mas, apesar de tudo, a tua voz tem-se feito ouvir.
    Apesar de ser ainda de modo insuficiente, o caso da Flavia já tem aparecido em alguns jornais e TV. Mas isso graças ao modo como tens insistido na sua divulgação, nunca desistindo, antes procurando fazer saber que os perigos que se podem esconder sob as águas aparentemente inofensivas das piscinas, são reais e podem ser fatais.
    E há alguns resultados desta tua acção. Há empresas que já apostam decididamente na segurança (caso da Sodramar que aqui tens referido) e já há países que adoptaram ou preparam legislação sobre esta questão, apesar de, por vezes,ela ser algo parcelar e incompleta.
    Por tudo isso, vale a pena continuar a lutar. Pela nossa parte, estaremos sempre contigo nessa luta.

    ResponderExcluir
  5. Odele
    Pelo silêncio que se abate sobre os acidentes provocados por ralos de piscina que não respeitam todas as normas de segurança, o teu trabalho de alerta tem sido duplamente precioso. Mas será possível viver com a ideia de que a justiça não se cumpre por completo porque o rosto dos culpados tem que aparecer incólume para que o negócio prospere?
    Odele, apesar deste silêncio culpado que procuramos romper com a nossa solidariedade e a nossa indignação penso que uma nova realidade há-de nascer. Nada ficará como antes porque nós não deixamos cair no esquecimento a situação de Flávia.
    Hoje e sempre estaremos aqui. E essa é uma força de que um dia se há-de ouvir falar. E em prol disso acidentes serão evitados e quem sabe a justiça para Flávia possa ser cumprida.

    Abraço

    ResponderExcluir
  6. Querida Odele,
    Esta é pois uma grande e dura verdade, eu mesma só tive conhecimento da perigosidade desses ralos através do seu blogue, antes eu nunca tinha ouvido falar.

    Beijinhos para si e Flavinha,
    Ana Martins

    ResponderExcluir
  7. Como vão as duas meninas mais guerreiras que conheço??? Passando pra deixar um beijinho para as duas.

    ResponderExcluir
  8. Oi Odele, poxa fiquei muito honrada que meu post tenha parado aqui... Eu fiquei muito comovida com tudo que li aqui... li o blog de uma só vez a algumas semanas e mesmo sem comentar em nenhum post, senti que é extremamente necessário divulgá-lo.
    Obrigada pela honra... e pode contar com todas nós do 7x7 na divulgação de sua luta!
    Um beijo com carinho prá vc e prá Flavia. Fiquem com Deus.

    ResponderExcluir
  9. PARABÉNS!!!!!!.Adorei seu Blog.Lutar pela vd é o lema!
    Convido vc a visitar o meu Blog TB
    http://www.depoisdodiva.blogspot.com/
    Sou psicologa e vou adorar ler seus comentarios por lá.
    Bjs e boa semana!
    Sil

    ResponderExcluir
  10. Como acho que todos os que frequentam este blog, foi aqui que vi pela primeira vez o assunto sobre os ralos das piscinas.
    Eles abafam a mídia pq se for divulgado em grande escala vai prejudicá-los e quem tem dinheiro pode fazer isso.

    Estamos sempre por aqui, Odele. Andei tratando com doenças (nada grave, muita gripe), mas me afastou um pouco dos blogs.

    Bjim pra ti e pra Flavinha.

    ResponderExcluir
  11. Odele, admiro a tua luta e a tua garra, precisamos de mais pessoas com esta força que tens.
    Além das divulgações que fiz no blog, periodicamente encaminho e-mails para os meus contatos que não têm o hábito de ler blogs, e como sabes, eles acabam repassando....
    sempre vai o link para o teu blog, acredito que cada vez mais menos pessoas estào desconhecendo este problema.
    Beijos pra ti e muitas vibrações de amor para a Flávia.;)

    ResponderExcluir
  12. Olá querida amiga, de facto a Márcia tem razão, nós temos de divulgar, criar um espaço de debate para esse fim. Os mídia só se interessam pela brejeirice e fofoquice barata nas tricas entre políticos ou pelos famosos, esquecendo-se do serviço público, e isto que fazes aqui minha amiga é serviço público. Que Deus vos abençoe às duas guerreiras, e que a vossa voz nunca se cale, a minha também não.

    Um Beijo especial para a Flávia e um beijo com amizade para ti amiga.

    Do sempre amigo, Carlos Rocha (Beezz)

    ResponderExcluir
  13. Márcia
    Gostei do seu texto e ele mostra que é sensivel ao problema, o que já é muito bom e mais uma vitória para este espaço de Flavia e dos amigos que acarinham e apoiam a luta de Odele, não apenas por ser vitima, mas porque a sua luta para que mais acidentes não aconteçam vá além fronteiras.
    É complicado numa sociedade em que o lucro e o poder do capital se sobrepõe à vida humana.
    A incuria dos homens, a injustiça da justiça e a passividade dos legisladores permite e parece incentivar a que empresas pouco escrupulosas continuem os seus negócios pouco se importando com a segurança na aplicação dos seus produtos.
    Interessa apenas vender e quanto mais melhor.
    As armas de fogo também se vendem e ninguém se preocupa que vão matar pessoas.Contudo neste caso hà a atenuante que é um produto fabricado e desenhado para esse fim ou seja matar.
    Agora comprar um produto destinado a manter a àgua limpa e sabendo que se ele for potente demais pode causar danos e matar pessoas que apenas querem disfrutar de uma água limpa para os momentos de lazer, não tem qualquer atenuante e é um crime hediondo. Todo o cuidado deveria ser posto na segurança desse produto para fazer a sua função discretamente e sem qualquer perigo para as pessoas mas isso não acontece infelizmente.
    Resta-nos a esperança de um despertar de consciências dos decisores politicos que legislam para que um dia num futuro que se deseja célere isso aconteça.
    Até lá a mortandade continua e impávidos e serenos os assassinos continuam a contar os maços de gordas notas com os olhos brilhando de prazer e sem se importarem com o sangue e sofrimento que tinge esse dinheiro.
    Beijo para si Marcia e o meu carinho para Odele, Flavia e para aquelas vitimas que mesmo não conhecendo sei que existem e que a cada dia que passa vão sendo mais.

    ResponderExcluir
  14. Querida Odele,

    A JACUZZI não ter sido condenada é algo que nunca vou entender, quanto mais aceitar. Uma empresa que não assume a responsabilidade num caso como o da Flavia, não merece ser líder de mercado.

    Lendo o post da Marcia, a gente percebe claramente o quanto é importante informar sobre o perigo desses ralos. Fico imaginando quantas pessoas jamais ouviram algo a respeito.
    Achei excelente o que ela escreveu, é a mais pura verdade.

    Conte comigo, sempre.
    beijinho

    ResponderExcluir
  15. Bom dia Odele...tbém só conheci os casos e os perigos de ralos de piscina através do caso da Flávia, mas enfim, no que puder ajudar, estarei divulgando no meu blog tb. Obg pela passadinha lá.
    Fiquem com Deus e que ELE te dê cada dia mais forças, coragem e esperança!
    Bjinhos

    ResponderExcluir
  16. Olá Odele.
    Estou aqui retribuindo uma visita que você me fez.
    Já conhecia a história da Flávia, recebi por e-mail a uns 2 anos atrás e confesso que algumas vezes(normalmente quando estou com meus fihos em uma piscina)pensei muito nela.
    Imagino que a situação não seja nada fácil, ainda mais ser tratada depois de tantos anos com descaso, mas peço a Deus que continue te mantendo forte e que a Flavia(assim como sua mãe imaginava)volte logo desse passeio no céu:)

    Beijins:*

    ResponderExcluir
  17. Amiga, tem um selinho pra vc lá no Mariquinha. Se não quiser, não precisa divulgar nem repassar, pq sei que foge do propósito do blog de Flavia. É apenas um carinho meu pra vc. Beijinhos!

    ResponderExcluir
  18. Se a hipocrisia pagasse imposto, os Directores dos Midia faliam.

    Infelizmente vivemos num planeta governado por hipócritas.

    Ando por perto, um pouco parado é certo.
    Regresso à velocidade de cruzeiro dia 1 de julho,
    Nesse dia haverá Champanhe.
    :-)

    bjs Flavia e Odele

    ResponderExcluir
  19. Flávia todos os dias e sempre que posso venho aqui...não tenho deixado nada escrito porque falo todos os dias contigo....mando-te os beijos que recebes sempre e...eu sei...com cheiro da maresia!!!
    Flávia, continuo sempre a teu lado e de tua Mãe. Jinhos muitos daqueles que tu sabes especiais

    ResponderExcluir
  20. Olá Odele,

    Trago uma notícia triste, que vem no Expresso de hoje:


    Uma mulher suicidou-se na quarta-feira na piscina onde há quase um ano morreram afogados os seus dois filhos, informou o delegado de Saúde do condado de Dallas, no Texas, ao revelar os resultados da autópsia.

    A mulher, identificada com Van Ha Stocco, de 35 anos, foi retirada da piscina pelo marido. Foi imediatamente transportada para uma clínica mas os esforços de reanimação foram inúteis, informou o subchefe da Polícia da localidade de Copell.

    Van Ha faleceu pouco antes de perfazer um ano sobre a data da morte acidental dos seus filhos Marcus, de três anos e Catherine, de um. Ambos estavam à guarda do pai, quando saíram de casa e caíram na piscina no dia 8 de Julho de 2008.

    Levados a um hospital, Marcus morreu naquele mesmo dia e Catherine no dia seguinte.
    -----------

    Um abraço solidário com o desejo de muita força para si e Flavia

    ResponderExcluir
  21. Sigo o seu blog á pouquinho tempo Odele, e antes de fazer qualquer comentário, li todos os seus post.

    Caramba, não consegui ler o seu blog sem chorar.

    Parabens pela coragem, pela força, pela mãe que é e pela filha que tem.
    De todo o coração desejo que o seu maior sonho se realize.

    Mil e um beijos para dois exemplos de luta.

    Hoje faço referência à Flavia no meu cantinho.

    Bjs

    ResponderExcluir
  22. ola odele,se deus me concedesse um pedido entre ficar rico ou a flavia curada pode ter certeza.deus!flavia curada

    ResponderExcluir
  23. Odele,
    pode sempre contar comigo, ok? Penso na situação de Flávia e não consigo ficar parada entende? Poderia ser com meu filho! Conta sempre comigo!
    Beijos menina beijos em Flávia!

    ResponderExcluir
  24. oi Odele, continue com essa força que inspira a todas as mulheres que conhecem um pouco de sua historia, abraços

    ResponderExcluir
  25. Hola Odele! como estás amiga,he venido aquí y leí con cuanta fuerza estás allí,y te admiro tanto,lloré con tu carta del día de la madre,te quiero mucho y a Flavia! un abrazo!

    ResponderExcluir
  26. Olá
    Boa Tarde \Odele
    Que luta menina, que Deus lhe dê sempre força para cuidar a sua filha, fique comovida ao ler seu blog. Poderia ser um filho meu, de qualquer um, qualquer pessoa. Não sabia desses acidentes até vir aki ao seu blog.
    Vc sem dúvida é uma guerreira.
    Virei aqui mais fezes, por isso vou te adicionar.
    bjs e força

    ResponderExcluir
  27. Odele,admiro vc por td essa força!
    Comecei a ler e não conseguia mais parar.
    Tem dor na vida que é única, e essa é aquela que dói, dói muito...e nunca sabemos dizer onde dói mais.

    Tenho 6 filhos, adultos, cada um com sua vida, e ás vzs me lamento.
    Como me senti pequena perto de tanta grandiosidade!

    Dê um beijinho na Flávia por mim...

    Meu carinho

    vf.sousa@hotmail.com

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails