Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

ATÉ QUANDO?!

- 28 de janeiro de 2009



"Não adianta olhar pro céu com muita fé e pouca luta
...Não adianta olhar pro chão, virar a cara pra não ver...

Até quando você vai ficar usando rédea
Rindo da própria tragédia?

Até quando você vai ficando mudo?
Até quando vai ficar sem fazer nada?...."

Até Quando?
Gabriel Pensador
Composição: Gabriel o Pensador; Itaal Shur; Tiago Mocotó


Vídeo copiado do blog Adesenhar, com a letra completa de "Até Quando?"




Dez anos depois, Justiça manda Estado indenizar menina estuprada dentro de escola

"Dez anos após o crime, o governo do estado de São Paulo foi condenado a pagar R$ 177 mil a uma ex-aluna da rede estadual de ensino que foi estuprada dentro da escola em horário de aula. O crime aconteceu no dia 17 de setembro de 1999, em Hortolândia, a 105 km da capital. Quando o crime ocorreu, a menina tinha apenas 12 anos e ficou muito ferida.
Ela estudava na 5ª série do ensino fundamental na Escola Estadual Jardim Santa Clara...

Durante a fuga, o estuprador deixou cair o RG. A menina foi socorrida por colegas e professores e levada para um hospital da região. Com o documento em mãos, a polícia chegou ao suspeito. Ele foi reconhecido pela vítima e confessou o crime.

Segundo o Tribunal de Justiça (TJ), em 27 de janeiro de 2000 o estuprador foi condenado a 9 anos de prisão. Em 19 de agosto de 2003, a Justiça condenou o governo estadual a pagar 50 salários-mínimos da época para vítima. O governo foi condenado por não ter garantido a segurança e integridade física de uma aluna dentro da escola, no horário de aula. A defesa recorreu, por considerar o valor irrisório diante da violência do fato. Em novembro passado, o TJ mudou a indenização para R$ 40 mil, corrigidos desde a data do estupro até a data do pagamento. De acordo com a defesa da vítima, atualmente seriam R$ 177 mil.

Hoje aos 21 anos, a jovem ainda vive em Hortolândia com os pais. Ela não trabalha, ficou seriamente traumatizada com o episódio e tenta terminar o ensino médio. Logo após o episódio, a garota mudou de escola.
Pagamento pode levar mais 10 anos...."
Fonte: O Globo
Leia o texto completo neste post do blog Brasil Contra a Pedofilia.

Até quando teremos que conviver com a lentidão da justiça para assuntos que deveriam ser tratados com rigor e celeridade? Até quando teremos que convivier com o descaso e a indiferença da justiça para com os direitos humanos?!

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

36 comentários

  1. Não adianta olhar pro céu com muita fé e pouca luta
    Até quando?
    Até quando?

    Levanta aí que você tem muito protesto pra fazer e muita greve
    Você pode e você deve, pode crer

    Até quando você vai levando porrada, porrada?
    Até quando vai ficar sem fazer nada?
    Até quando você vai levando porrada, porrada?
    Até quando você vai ser saco de pancada?

    Até quando?
    Até quando?
    Até quando?
    Até quando?
    Até quando?
    Até quando?
    Até quando?
    Até quando?
    Até quando?
    Até quando?
    Até quando?

    Até quando você vai levando...


    bjs Odele e Princesa Flavia

    ResponderExcluir
  2. Ah minha amiga Odele...
    Me pergunto isso sempre.
    E às vezes me sinto tão desanimada, que até minha esperança se esvai.

    Mas não podemos ficar sem fazer nada, de braços cruzados, assoviando para disfarçar.
    E é por isso que lutas como a tua são tão importantes.
    Eu admiro muito.

    Grande abraço
    ;)

    ResponderExcluir
  3. Até quando?! Um video fortíssimo do que se vive como show off (conversa para enrolar), guerra, miséria e vítimas inocentes.
    Isto não é um direito humano. A justiça lenta e parcial também não. Beijos, Odele, com toda a coragem que ainda possa restar porque é um nosso filho.

    ResponderExcluir
  4. Odele, são sempre os mesmos absurdos que lemos e vemos por aí. Nove anos de condenação e 10 anos para indenizar a vítima. Absurdo!

    ResponderExcluir
  5. oi Odele

    E ainda levaremos muitas porradas da injustiça lenta e cega.

    Um bom motivo para não calarmos e continuarmos berrado goela a fora esses fatos absurdos, que nos fazem sentir a cada dia mais impotente.

    Eu trabalhava em uma empresa que faliu, não recebí um centavo até agora, a minha audiência foi no dia 03/12/08 e não saiu sentença nem pra me garantir um seguro desemprego... imagine se eu estivesse passando fome, para o juiz pouco importa se eu tenho como sobreviver desempregada e sem dinheiro. Mas se eu tiver de roubar pra comer, aí sem a justiça será rapidinha me mandando para a cadeia. Sempre serão vários pesos e várias medidas... o que me deixa revoltada.

    Realmente o Brasil deixa muito a desejar em questão de justiça, pq até agora eu vejo a rapidez de ação dos direitos humanos apenas em favor dos bandidos.


    um grande abraço pra vc e Flavia
    Edna

    ResponderExcluir
  6. Mi querida amiga, los que abusan de los niños NO DEBEN SER DEJADOS EN LIBERTAD!!! no se curan.
    Y a los que 'abusan' no cumpliendo con los derechos de los niños, deberían tener juicios políticos!!!...montones de besitos y abrazos!!!

    ResponderExcluir
  7. Ontem a noite (na noite do dia 27-01-2009) teve um reportagem no jornal Nacional (TV Globo), na qual mostrou um dos motivos para tão demora na justiça: temos uma quantidade abaixo do necessário de juizes para atender os casos juridicos...

    Complicado isto...

    Fiquem com Deus, Odele e Flávia.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  8. Até quando?
    Acumulam-se os exemplos da injustiça que consiste em protelar decisões e,desse modo, insultar os direitos fundamentais dos cidadãos mais frágeis e desprotegidos.
    Até quando?
    Esta menina, violentada há dez anos, ainda não viu ser-lhe feita justiça digna desse nome. Se bem que qualquer que seja a indemnização, ninguém lhe apaga do corpo e da memória, a ignóbil agressão que sofreu.
    A Flavia ainda não viu, depois de tanto tempo, a justiça condenar exemplarmente quem contribuiu para que perdesse o sorriso e o futuro.
    Mas, para os grandes e poderosos, tudo é diferente. Se eles querem protelar os casos, para daí tirarem vantagens, contratam bons advogados, que enredam os processos. Mas, quando se sentem incomodados com alguma insinuação desagradável a seu respeito, aí vêm exigir "celeridade" na justiça. É precisamente o que se está a passar em Portugal neste momento.E, em regra, nestes casos, a justiça sempre se vai apressando.
    Porque eles são grandes e a sua voz ecoa...
    Até quando?
    Até ao momento em que a maioria das pessoas de bem, não virar a cara para o lado, fingindo não ver.
    Até ao dia em que a maioria dos cidadãos decentes acordar para a necessidade de fazer alguma coisa. Quanto mais não seja, gritar:
    BASTA!

    ResponderExcluir
  9. Concordo com o Peciscas. O brasileiro dá de ombros e se limita ao eterno "Não adianta". Apenas quando a vítima faz parte de uma "tribo" ou de grupos específicos, a turma se junta pra lutar. Eu não consigo montar um grupo de pais pra reinvindicar direitos na escola onde Flavia estudou! Nessa terra, ser "ovelha negra", no sentido de ser lutadora e briguenta, é melhor do que fazer parte do bando de cordeirinhos.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Indigna oir estas cosas, pero la realidad es tan cruel y real que lo unico que impone es impotencia ante estos gobernantes que se supone que trabajan para nosotros.
    Brasil, España, Portugal, ETC... en todos los paises pasa lo mismo,
    ya se sabe las cosas del estado van despacio y lo peor de todo esto es que parece que lo tenemos asumido,
    esperemos que algun dia esto cambie
    saluditos

    ResponderExcluir
  11. Subscrevo na INTEGRA o comentário do nosso amigo Peciscas!!!!

    Quer por aí...quer por cá...e agora Portugal está a braços com mais um ou dois escândalos que envolvem políticos, aí a celeredidade processual é rapidissima porque estamos à beira de eleições. E os processos do povo??????

    Um dia saltará a tampa ao povo que fará a justiça que a justiça merece.

    Força Odele e nunca desistas, mas que é triste e doloroso lá isso é!

    Um beijo para ti e outro na Flávia:)

    ResponderExcluir
  12. ....

    Infelizmente nenhuma compensação conseguirá sarar o trauma da vítima.
    De qualquer modo, a lentidão da justiça, e a condenação aplicada ao violador, parecem demonstrar uma gritante indiferença da justiça.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  13. Amiga Odele, eu começo a não acreditar na justiça, eu me revolto, uma mulher tem faz um aborto é uma grande criminosa, uma mãe que mata seu filho, arrasta-se nos tribunais, acontecem crimes horrendo, têm provas e nada fazem.
    É esta a nossa justiça, a justiça está do lado do criminoso.

    Um beijo cheio de carinho para ambas.

    ResponderExcluir
  14. Há pessoas que nos falam e nem as escutamos, há pessoas que nos ferem e nem cicatrizes deixam mas há pessoas que simplesmente aparecem em nossas vidas e nos marcam para sempre.

    Cecília Meireles

    ResponderExcluir
  15. hola pase a saludarte
    saluditos

    ResponderExcluir
  16. Querida Odele,
    até quando? Pergunta você e muitas das vitimas que esperam ver os seus criminosos na cadeia. Mas a Justiça é lenta, lenta demais até, pelo menos enquanto casos como estes não acontecerem aos deles.
    Tenho plena certeza que se este caso aqui relatado, ou o de Flavinha, o primeiro com contornos macabros de violência, e o segundo com danos irreparáveis por negligência, fossem casos de qualquer um membro do governo ou coisa parecida, o caso estaria mais que resolvido!
    E depois não venham dizer que à luz da justiça somos todos iguais, como aliás se diz aqui em Portugal, porque isso é a mais descarada mentira!

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderExcluir
  17. «Até quando?»
    Esta pergunta encerra um mundo de indignação, de revolta, que todos partilhamos.
    E, infelismente, a justiça parece não se resolver a acordar.

    Beijos à Flávia.
    Saúdo-te

    ResponderExcluir
  18. Até Quando?

    .........................

    "Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente
    A gente muda o mundo na mudança da mente
    E quando a mente muda a gente anda pra frente
    E quando a gente manda ninguém manda na gente

    Na mudança de atitude não há mal que não se mude nem doença sem cura
    Na mudança de postura a gente fica mais seguro
    Na mudança do presente a gente molda o futuro".

    ResponderExcluir
  19. Força...

    emocionante seu blog..

    bjuuu

    ResponderExcluir
  20. Até quando, e enquanto o quanto não chega justiça não é feita
    saudações amigas

    ResponderExcluir
  21. Um prêmio à sua espera no "Amanhecer em Havana." Parabéns! : D

    ResponderExcluir
  22. Ola Odele
    Passei pra fazer uma visita rápida e deixar um beijo pra voce e Flavinha
    Muita luz para ambas.
    Bjs no coração

    ResponderExcluir
  23. Grace Olsson01 fevereiro, 2009

    Sinceramente, esse dinheiro de nada vale. E creio até que a menina nem esteja mais viva.e se esatá, vegeta..porq ue depois d eum trauma desse nao tem mulher que supere.beijos nas duas

    ResponderExcluir
  24. Odele

    Esta menina que hoje tem 21 anos e mais uma vitima, nem consigo, imaginal o sofrimento desta menina e da familia.

    Nao vejo a justica lenta, existe muitas impunidades e atitudes bizarras.

    A lei, deixa brecha para dubio entendimento, infelizmente usado de forma cruel contra as vitimas.

    O indio pataxo, morto queimado por rapazes de classe media alta em Brasilia, ha mais de uma decada, nunca foram presos e a lei prescreve ....

    Odele, desculpe-me o desabafo.

    Flavinha e vc, tem muitos amigos e estamos com voces.

    Beijinhos e bom domingo

    ResponderExcluir
  25. Opss

    Nao vejo a justica lenta, existem, muitas impunidades e atitudes bizarras.

    ResponderExcluir
  26. Ola. Estou passando para convidar para conferir a postagem desta semana: Inovar: O grande X da questão. E Estamos participando do 1º Concurso BR-Infor-Blog, e gostaríamos de contar com o voto de vocês.
    Sua visita será um grande prazer para nós.
    Acesse: www.brasilempreende.blogspot.com
    Atenciosamente,
    Sebastião Santos.

    ResponderExcluir
  27. Até quando?

    Uma boa pergunta... cheia de emoção e sinceridade como sempre neste teu belo blog!!!

    Justiça seja feita espero que seja em breve pois já é tempo demasiado e não merecem isso...

    Bjocas a ambas cheias de amizade deste amigo que jamais vos esquece,
    Nuno de Sousa

    ResponderExcluir
  28. Até quando?

    Uma boa pergunta... cheia de emoção e sinceridade como sempre neste teu belo blog!!!

    Justiça seja feita espero que seja em breve pois já é tempo demasiado e não merecem isso...

    Bjocas a ambas cheias de amizade deste amigo que jamais vos esquece,
    Nuno de Sousa

    ResponderExcluir
  29. Odele querida..

    Passando por aqui para lhe dar um abraço especial e outro em Flavinha.Aproveito para lhe dizer q é tao pouco o q posso lhes dar e q na verdade, o q lhes dou é o teu próprio reflexo Odele q chega até mim... Tua luz me reflete e eu volto com ela até vc entende?Obrigada por me deixar ajudar.Queria mais...Queria poder mais e muitas vezes quando escrevo por alí, tenho medo q achem q quero promover meu lado bondoso(nao é isso)tenho tantos defeitos minha amiga!rs... Mas nao devo me preocupar muito com o q os outros pensam não é mesmo? Minha intenção é semear flores e seguir o caminho do sol!

    Olha, uma semana tranquila pra vc e outro para minha florzinha!

    Beijocas e fé sempre!

    ResponderExcluir
  30. Minha querida mãe coragem Odele.
    Até quando?
    Pergunta você e pergunta meio mundo.
    A justiça é lenta e falha.Tanto no brasil como em portugal.
    Lembrando o caso "Casa pia" que se arrasta há anos em tribunal e ke os culpados influentes e ricos estão todos em liberdade e à partida assim continuaram.O único ke continua preso é o empregado da casa pia.Até aos escandolos sucessivos com o nosso primeiro ministro. Dizem que somos um povo triste, mas o Sócrates sorri sempre, talvez o único que ainda tenha vontade de rir aqui em Portugal.Há tanta luta por fazer ,tantas vozes por ouvir,tantas greves e tantos gritos por dar.
    Nunca desista, na sua luta não está sózinha. Mt força e ânimo.
    Obg por visitar o meu blogue
    um beijo

    ResponderExcluir
  31. Odele, a vida é um eterno até quando, mas tratando-se de nossa justiça ou será injustiça o até quando é muito mais eterno, não ter juizes e funcionários, não é justificativa, é necessário uma reforma ou reorganização no funcionalismo, começando pro quem presta concursos, que não é emprego é trabalho e luta, pois muitas pessoas dependem dos orgãos públicos. Bjos amiga.

    ResponderExcluir
  32. Até um dia, Odele, não sei quando... talvez nem venha esse dia... e apesar de tudo, é preciso esperança pra sobreviver...
    Beijinho

    ResponderExcluir
  33. É Odele, a menina espera há 10 anos... e o estuprador que SÓ pegou 09 anos, já está solto novamente!!!

    ResponderExcluir
  34. Hola Odelé, Me paso ha dejaros un saludo, y para deciros que tenéis un premio en nuestro blog
    Muchos besos
    Esther

    ResponderExcluir
  35. Pois é...até quando?
    Casos assim chocam, revoltam, entristecem...
    Perguntamos, 177 mil vai resolver a vida dela, apagar o fato, reverter a situação???? Não, não vai, mas as pessoas devem ser punidas, a justiça deve ser feita...9 anos para um monstro desses, que acabou com a vida de uma criança?
    É POUCO!!!!!!

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails