Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

Impunidade em mais um acidente com ralo de piscina

- 1 de novembro de 2008
Este post foi copiado na íntegra do blog Peciscas, de Portugal.

“Mais um caso com um ralo de piscina
Transcrevo parte de uma notícia do JN de 28 de Outubro:

“O tribunal de Leiria manteve a decisão de absolver a gerente de uma piscina da cidade, onde, em Fevereiro de 2002 um menino ( na altura com nove anos)ficou gravemente ferido, depois de sugado pelo ralo do fundo.
….
Para o magistrado, a gerente do espaço “Físico-Leiria” “nada sabia sobre a sucção” e, por isso, “confiou em entidades que conhecem o procedimento de segurança e exigência técnica”. “Há pois a mais completa imprevisibilidade por parte da arguida no acontecimento”, considerou ainda o tribunal.No final da audiência, a advogada da família do jovem que ficou ferido anunciou que vai avançar com um pedido de indemnização cível ao senhorio do espaço onde se situava a piscina, à gerente (arguida neste processo) e aos responsáveis da empresa que colocou as bombas de sucção de água naquela piscina.”

Quem conhece o caso da Flavia, compreende a razão da transcrição que agora faço.Os acidentes com ralos de piscinas com poder de sucção anormalmente elevado, são, infelizmente, mais comuns do que se imagina.As consequências, para o jovem português (quando sofreu o acidente tinha idade semelhante à da menina de S.Paulo quando igualmente foi vitimada) foram menos gravosas, mas, ainda assim muito sérias. Esteve em coma, estado do qual saiu com graves consequências de ordem física, neurológica e psicológica. A Flavia, permanece em coma, com o seu belo, luminoso e gaiato sorriso escondido dos nossos olhos.

E o que impressiona nestas notícias é que parece que as responsabilidades são sacudidas como quem sacode uma mosca do casaco.
Eu posso ser muito ignorante, tanto em matéria jurídica como em matéria técnica. Mas não me consegue entrar na cabeça que exista um dispositivo numa piscina que é capaz de aprisionar, qual armadilha sinistra, um corpo humano, de modo a causar-lhe lesões graves, sem que haja alguém que seja culpado.

Já andei pela Internet e verifiquei que há possibilidades de colocar sensores nesses ralos de modo a fazerem parar automaticamente a sucção, quando algo fica aprisionado na grelha. Isto, para além da obrigatoriedade da observação de normas sobre a graduação do poder de sucção das bombas de limpeza.

E mais: sendo as zonas das piscinas onde há ralos, potencialmente perigosas, por que não estão devidamente assinaladas e por que não há aviso a alertar para esses perigos? E por que esses ralos não estão protegidos por qualquer uma armação exterior que impeça um corpo de ficar aderente ao ralo? São perguntas que um ignorante como eu gostaria de ver esclarecidas.

Se o Meritíssimo Juiz diz que a arguida de Coimbra não sabia de sucção, como pôde estar à frente de um equipamento onde esse dispositivo estava montado?

Será que o gerente de um restaurante, é dispensado de conhecer as normas de segurança contra incêndios, por exemplo? Ou o gerente de uma discoteca pode ignorar planos de evacuação?E se for assim, o que me parece, com o devido respeito, algo de muito questionável, quem será, então responsável? Quem monta os equipamentos? O promotor do espaço? O gerente?Não sei quem será. Mas alguém há-de ser.Há vidas em perigo, há vidas destroçadas e isto não pode ficar impune."


Nota: são meus os negritos do texto.

No caso do acidente com Flavia, até hoje, apesar dos 10 anos de batalha judicial nos tribunais de São Paulo e agora em Brasília, ainda não consegui que um juiz e agora ministros, condenem a empresa JACUZZI DO BRASIL como co-responsavel pelo acidente com Flavia. Esta empresa, fabricante do ralo de piscina que sugou os cabelos de Flavia, conforme venho escrevendo aqui, vendeu o equipamento de sucção (conjunto motor-bomba-filtro) sem qualquer orientação sobre sua eventual periculosidade, caso o equipamento fosse instalado em desproporção com o tamanho da piscina.

E porque os acidentes com ralos de piscinas têm ficado impunes, eles continuam acontecendo no Brasil e no mundo, E conforme documentado neste blog esses acidentes não acontecem apenas com crianças, o que põe por terra o argumento de que faltou vigilância dos pais, até porque, os pais não têm como saber se a piscina onde seus filhos brincam está ou não com o sistema de sucção super dimensionado.

É urgente que negligências sejam punidas para que não continuem acontecendo. É urgente que a justiça se faça. Para Flavia, e para todos que dela precisam.

Até o próximo post.

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

29 comentários

  1. Também li a notícia no jornal e no blogue do Peciscas e fiquei estupefacta pela decisão judicial e até já me pronunciei sobre ela directamente ao Ministério da Justiça, porque alguém tem que ser responsabilizado.
    A meu ver deveriam ser todos, mas os mais castigados deveria ser quem monta o equipamento e faz a sua manutenção, já que muitos que compram - nomeadamente particulares e engenhocas de meia tigela - dispensam informações, instruções e até a montagem. Tenho verificado em muitas piscinas, que os "ralos" têm uma grelha - mas se equipamento não tiver a sucção exacta - fica-se preso à mesma.

    E subscrevo na totalidade o teu último grito de guerra: É URGENTE QUE A JUSTIÇA SE FAÇA PARA FLÁVIA E PARA TODOS QUE DELA PRECISAM.

    Um grande e enorme abraço e aquele crinho especial para Flávia.

    ResponderExcluir
  2. ....

    Li a notícia também.
    Infelizmente, apesar do paralelismo das situações, os acidentes continuam a repetir-se sem que as autoridades tomem medidas preventivas e a justiça saia da sua monumental inércia.

    Beijo para a Flávia.

    Um abraço para ti

    ResponderExcluir
  3. Já não cá vinha a algum tempo. Quem me dera que um dia tivesse mais de 24 horas...

    Odele, é preciso muita força e coragem para enfrentar a justiça, e ainda mais quando ela não nos quer dar a razão, por mais que a tenhamos.

    Fico claramente surpreendido como é que, em 10 anos a lutar contra a justiça, ainda não tenha havido nenhum juiz que lhe disse a razão e que condenasse a empresa 'Jacuzzi' do Brasil.

    E é claramente impressionante, como é que um ralo de uma piscina pode pôr uma pessoa no estado de como ficou Flávia. Por vezes o perigo está tão perto de nós, mas a informação sobre esse perigo é pouca, ou simplesmente nenhuma, como é o meu caso, que nunca sube que um ralo de uma piscina pudesse causar tal coisa. Felizmente mas também infelizmente, fiquei a saber através do caso de Flávia.

    E Odele, espero que se faça justiça. Todo o mundo a está a apoiá-la, pelo menos os que têm conhecimento do caso. E é por isso que temos de dar a conhecer o perigo nas piscinas a todo o mundo. É algo tão perto...

    E tenho a certeza de que esta luta vai valer a pena, para pelo menos se fazer justiça para Flávia, fazendo com que uma empresa ignorante e incompetente seja punida.

    Força Odele! Muita força! Penso que isso não falta a uma mãe lutadora como você.

    Emanuel, 15 anos, Ilha da Madeira, Portugal - www.omundoepequeno.blogs.sapo.pt

    ResponderExcluir
  4. Odele

    Fico estupefata, pela falta de senso de um juiz que estuda e passa grande parte da vida, lidando com os mais diversos casos, facilita, assim a vida dos negligentes.

    Sempre acreditei que juiz, poderia ser igual a vinho, quando mais velho e experiente melhor.

    Uma crianca, tao inocente, vitima da ganancia e omissao dos responsaveis pelo acidente.

    Mas, Odele, estamos juntos, iremos conseguir.

    Beijinhos para vcs duas e bom Domingo.

    ResponderExcluir
  5. Odele y Flavia...espero que hoy el tiempo las acompañe...para realizar un paseo por los perfumes que despiden los árboles y flores de su casa!!!.
    Cariño, nadie se hace cargo de las imprudencias que cometen. Aquí se tiran la pelota unos con otros...y los culpables???...parece que la Justicia está dormida, tendremos los ciudadanos que despertarla!!!.
    Así como ese niño ha podido salir de su estado de coma, otros mueren, otros quedan como nuestra Flavia. Me molesta sobremanera que no cuiden a los niños, si realizan algo donde ellos pueden ir, que lo hagan con la mayor seguridad, porque los padres confiamos que así sea...Tesoros mis besitos y abrazos muy fuertes para ustedes!!!

    ResponderExcluir
  6. oi..nao conhecia esta tua luta, mas fico feiz por não desistires, por favor, luta até ao fim. bj grande

    ResponderExcluir
  7. Bom dia Odele,

    Realmente isso acontece masi vezes do que se sabe.

    quero desejar um bom domingo para voce e flavia, e muita força.


    bjinhos

    ResponderExcluir
  8. Agradeço-te a transcrição do post que publiquei recentemente, com a intenção de mostrar que os acidentes como aquele que vitimou a Flavia, são, infelizmente, mais frquentes do que muitos supõem.
    Nas pesquisas que tenho feito na internet sobre este assunto, tenho encontrado referências diversas a situações deste tipo e sobre o modo como podem ser evitadas.
    Designadamente, encontrei imagens que mostram lesões graves no corpo de adultos apanhados por essas armadilhas silenciosas.Mostro uma dessas imagens no vídeo através do qual participei na blogagem colectiva. Como bem dizes, isto comprova que, nestes acidentes, não se trata de uma questão de incúria de pais mas sim da incúria de quem fornece, monta e adminstra eses equipamentos.
    É por isso que não se pode parar na denúncia nem desistir junto da Justiça, como tu fazes e como faz a família do jovem a que se refere a notícia que eu comentei, não só para que os responsáveis sejam culpabilizados como também que as autoridades acordem para a imperiosidade de se regulamentarem e fiscalizarem rigorosamente as piscinas e outros equipamentos de lazer que não podem ser, afinal, um factor de risco para quem os utiliza.

    ResponderExcluir
  9. Odele

    Veio desejar-lhe um bom domingo, assim como enviar um beijinho do tamanho do mundo para Flávia.

    São sempre estas as minhas palavras, mas são sempre estas, porque as sinto assim, com toda a sinceridade.

    ResponderExcluir
  10. Mi eterna solidadridad con uds., besos grandes para Flavia, tu ángel y fuerza amiga, las cosas pueden tardar pero llegan. Buen día querida.
    Viviana

    ResponderExcluir
  11. Odele, que apesar de tudo tenhas um domingo de paz e consciência tranquila, e que Deus, bondade suprema, te ilumine o caminho.
    Beijos para Flávia...

    ResponderExcluir
  12. elisabete cunha03 novembro, 2008

    AMIGOS,

    ESTOU SENDO VÍTIMA DE DIFAMAÇÃO VIRTUAL!! ESSES CRIMES DEVERIAM TER PUNIÇÃO…

    SOU LICENCIADA EM HISTÓRIA DA ARTE NA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA DESDE 1998, PORTANTO , POSSUO UM POUCO DE CONHECIMENTO EM ARTE.

    AMIGOS MEUS,TEM RECEBIDO EMAIL E COMENTARIOS DA SENHORA TERESA MAREMAR, TENTANDO MACULAR A MINHA IMAGEM PERANTE A COMUNIDADE BLOGUEIRA QUE ME CONHECE HÁ PELO MENOS 4 ANOS DE BLOG QUE POSSUO E CONHECEM MINHA ÉTICA!

    ESTA SENHORA VEIO AQUI A SALVADOR, CONHECI E ALMOÇAMOS JUNTAS , RECEBI COM TODO CARINHO,EDUCAÇÃO QUE ME É PECULIAR. TENDO ELA UM BLOG DE ARTE, QUE ESTAVA DESATIVADO. PERGUNTEI SE PODIA REPRODUZIR ALGUNS POSTS DELA NUM OUTRO BLOG DE ARTE QUE POSSUIA PARA DIVULGAR A ARTE E QUE COLOCARIA A DEVIDA FONTE, COISA QUE FIZ EM TODOS OS POSTS DELA UTILIZADOS.

    AGORA ESSA SENHORA TRAIDORA E SEM ÉTICA , ESTA A QUERER ME DESMORALIZAR PERANTE TODOS OS MEUS COMPANHEIROS DE BLOG , QUE MANTENHO HÁ MUITOS ANOS.

    QUEM ME CONHECE SABE QUE JAMAIS ME APROPRIARIA DE POSTS DE OUTREM, TANTO QUE TODOS OS POSTS QUE FAÇO POSSUEM A FONTE QUANDO NÃO PRODUZIDO POR MIM.

    MINHA CONSCIÊNCIA ESTÁ LIVRE E LIMPA!

    SEM MAIS!

    ELISABETE CUNHA

    2/11/08

    ResponderExcluir
  13. A impunidade anda à solta. É urgente justiça e ela tarda. É triste saber que vivemos neste mundo cão, sem rei nem roque, em que todos tentam 'sacudir a água do capote'. Aqui vos deixo o meu beijo de Amizade.

    ResponderExcluir
  14. Odele
    Justiça só a de Deus!

    Bjim pra ti e pra Flavinha.

    ResponderExcluir
  15. Oi Odele.

    Não é possível que este tipo de acidente aconteça ainda e a justiça faça pouco caso. Não entendo isso... :(

    Força!

    See you...

    ...

    ResponderExcluir
  16. Oi Odele.

    Não é possível que este tipo de acidente aconteça ainda e a justiça faça pouco caso. Não entendo isso... :(

    Força!

    See you...

    ...

    ResponderExcluir
  17. Odele
    Li o caso aqui relatado pelo Peciscas em vários órgãos de comunicação social. Desde que conheço o caso de Flávia que a questão dos acidentes em piscinas me desperta particular atenção. E o que é facto é que estes casos acontecem, e continuarão a acontecer, se não houver uma tomada de consciência que conduza a responsabilizar quem não respeita as normas de segurança na instalação dos equipamentos das piscinas nomeadamente dos ralos. A vida duma criança não tem preço, como preço não têm as sequelas que a acompanharão por toda a vida. Porém que o mal de uns possa ser um impedimento a que outros venham a ser atingidos pelo mesmo mal. Há que responsabilizar quem destruiu uma vida para desincentivar a leviandade de certos procedimentos e porque quem foi atingido precisa de especiais cuidados. Os responsáveis, se fossem gente, nem precisariam de ir a tribunal para pagarem o que é devido e necessário para que os lesados continuem a viver com os cuidados indispensáveis às suas limitações.

    Abraço

    ResponderExcluir
  18. Odele


    Desculpa lá um pormenor: porque é que na lista dos blogues o Silêncio Culpado aparece com um texto que não existe?
    Não é culpa tua. No blogue do Rei dos Leittoes aparece a mesma coisa.

    Abraço curioso

    ResponderExcluir
  19. Querida amiga,
    desconhecia este caso de Leiria, assim como talvez desconheça muitos outros, na verdade foi aqui na blogosfera que soube que afinal estas tragédias são muito comuns.
    A culpa tem que ser de alguem e pressupõe-se que um gerente deve sempre estar completamente ilucidado do funcionamento e eventuais riscos e perigos do espaço que gere.
    Uma piscina deveria ser sempre um espaço de lazer e bem estar, e nunca uma armadilha para sugar vidas humanas.

    Beijinhos para si e Flavinha.

    ResponderExcluir
  20. Pois é Odele infelizmente casos destes vão sucedendo um pouco por todo o mundo, é preciso que o mundo coloque os olhos nestes casos, afinal se tudo for cuidado, se tudo for bem feito são casos ou acidentes que podem não acontecer, mas enquanto existir pessoas e só pensam em poupar dinheiro descurando o lado da segurança então estes acidentes vão acontecendo infelizmente. Como bem disseste Odele: É urgente que a justiça se faça. Para Flavia, e para todos que dela precisam.

    Bjs enormes amiga e força desse lado.
    Bjs doces na minha bela e amiga Flavia
    Nuno

    ResponderExcluir
  21. É mais um caso a juntar a tantos outros, e como sempre não há culpados(?!).
    Na minha opinião, todos têm a sua cota parte de culpa, desde a gerência dos espaços, passando pelos projectistas e as empresas que montam estes sistemas, mas também, os organismos que têm o dever e a obrigação legal de fiscalizar este tipo de obras.
    A negligência e incompetência tem de ser denunciada para que de uma vez por todas se tomem medidas para que casos como estes não voltem a acontecer.
    Como projectista, não compreendo como é que os construtores ainda não corrigiram este erro nos ralos das piscinas.
    É chegada a hora de dizer basta, e nós, blogueiros temos uma palavra a dizer, denunciando estes acidentes até à exaustão.
    Governos que gastam milhões de dólares em guerras absurdas, e em viagens ao espaço, não têm verbas e técnicos suficientes para encontrar uma solução
    para um RALO (eficaz) de um piscina(?!)
    :-(

    bjs Odele e Flavia

    abraço
    a todos os blogueiros

    ResponderExcluir
  22. Boa noite (pelo menos aqui em Portugal já de noite)

    Para começar, gostaria de enviar toda a minha solidariedade tanto para Odele como para Flávia.

    Cheguei a este sítio através de indicação de Ray, do arte e autismo.

    Apenas consegui dar uma passagem rápida pelo sítio, e fiquei muito impressionado com toda a situação, e ainda mais com os esforços que esta mã faz para que o caso de sua filha não caia no esquecimento.

    Aqui em Portugal também já sucederam casos semelhantes, que me lembre, causando 3 mortes de crianças sugadas pelos sistemas de sucção.

    Inclusive, duas delas, infelizamente, morreram num parque aquático, em Lisboa, que acabou encerrado, mas não condenado pelo homicídio negligente de duas pessoas.

    Porquê? Porque não havia regulamentação estatal para os equipamentos instalados.

    Mais tarde, alguns bons anos, o Estado Português foi condenado, pela Justiça Portuguesa, a pagar uma indemnização de centenas de milhares de euros, (400 mil, se não estou em erro), por não ter regulamentado a situação relativa aos parques aquáticos.

    Gostaria de saber se Odele accionou contra os construtores da piscina ou só contra os fabricantes do equipamento.

    Entretanto, nãos fiz ainda qualquer consulta, mas experimente ver na net consultando por "Processo Aquaparque", que pode ser que consigam retirar alguma coisa.

    É que o sitema legal barsileiro tem muitas semelhanças com o sistema português. Pode ser que encontre algo que ajude.

    Se quiser me contactar meu e-mail é castro.verde@sapo.pt

    Força

    João Nuno Sequeira

    ResponderExcluir
  23. Oi Odele...

    Meu Deus... Não podemos mais relaxar com nossos filhos... Isso continua acontecendo pq nada foi feito.E se nada for feito... Se casos como o da Flávia continuarem impunes. Cada vez mais se vão vender as tais banheiras e a Própria Jacuzzi não fará nada para mudar o sistema.E não estamos falando de máquinas mas sim de vidas!

    Beijo querida... Outro grande na Flávia.

    P.s. Se puder passe no meu Avesso para ver só o q retratei!Lembrei de vc justamente pela minha postagem... Depois me diga o q achou!

    ResponderExcluir
  24. Odele, querida amiga, é chocante a passividade com que a Justiça e os Tribunais olham e decidem sobre as nossas vidas! Não se entendem decisões como a tomada em Leiria! Não se entende a demora no processo da Flávia...
    Um forte abraço
    Sérgio

    ResponderExcluir
  25. Odele, vid para el abrazo del beso y un del un del darte usted y el Flavia, yo mucho de vosotras, pedacito del acuerdo del en un del llevo del coraz�n de la milla de donde estar�is de los entr�steis y para el siempre.
    Beso del Un.

    ResponderExcluir
  26. Odele, vid para el abrazo del beso y un del un del darte usted y el Flavia, yo mucho de vosotras, pedacito del acuerdo del en un del llevo del coraz�n de la milla de donde estar�is de los entr�steis y para el siempre.
    Beso del Un.

    ResponderExcluir
  27. Odele, había puesto esl traductor y el mensaje ha salido mal, te ponía, que vine para darte un beso y un abrazo a ti y a Flavia, me acuerdo mucho de vosotras y os llevo en un pedacito de mi corazón, donde estáis siempre.
    Un beso y un abrazo muy grande.

    ResponderExcluir
  28. Mais um caso para nos colocar em alerta.
    Odele seu blog é um mesmo blog profético apesar de tantos esforços levando a população ao conhecimento ainda falta muita divulgação quanto ao perigo com ralos de piscin.
    As próprias empresas deveriam orientar quanto a isso.

    beijos

    Rose

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails