Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

A porta por onde eu e Flavia entramos em Portugal

- 10 de outubro de 2008

Porta aberta
Este post é dedicado com muito carinho, gratidão e amizade à Vitor Cintra, português e autor do blog UM POEMA de VEZ em QUANDO. Ele foi a primeira pessoa com quem tive contato em Portugal. Vitor é escritor, poeta, fotógrafo, e é solidário com muitas causas. Não bastasse isso, Vitor é muito elegante no trato com as pessoas. É um gentleman. A foto acima simboliza a porta aberta por Vitor e por onde eu e Flavia entramos em Portugal. Vitor, as portas de meu país e de minha casa também estão aberta pra ti, entra, pois serás sempre recebido com a mesma atenção e carinho com que abriste a porta de teu país para Flavia e para mim.

Foi em Abril de 2007 que descobri, por acaso, o blog de Vitor Cintra, e como gostei do conteúdo, deixei lá um comentário. E sem demora, Vitor esteve no blog de Flavia. E sem demora, Vitor publicou o post abaixo:
Terça-feira, Abril 10, 2007


"Flavia segue em coma. E a Justiça brasileira também."
(Recolhido no blog: Flávia, vivendo em coma...)

Assim ecoa o grito de indignação de uma mãe (veja aqui) que, cuidando da sua filha - em coma há já nove anos - reclama por uma justiça que tarda.São assim as mães. Presentes, protectoras, carinhosas. Grandes no seu amor. Enormes!

ÀS MÃES

A mãe é p'ra cada um
O maior ser, de excepção,
Com lugar no coração,
Mais sagrado que nenhum.
.
A mãe é, por mil razões,
O padrão do Universo,
Mesmo quando controverso
Seu saber e decisões.
.
São angústias que supera,
Desencantos, mágoas, vícios,
P'lo carinho que nos tem.
.
Desde o ventre, que nos gera,
Não se poupa a sacrifícios,
Porque mãe, é sempre MÃE

Vitor Cintra
no Livro: ECOS

.......................
Alguns dos comentários deixados neste post do Vitor:
J. Vítor,
O caso de Flávia é um dos 62 milhões de processos esperando julgamento no Brasil. Como bem disse vc, a justiça também está em coma.Fiquei inbdignada com a história quando vi o relato de Odele, mãe de Flávia, na internet.Acredito que quanto mais divulgarmos melhor seria para que haja sensibilização para que o caso seja resolvido.Abraços
At 8:53 AM, Pdivulg said...Fui visitar o blog e sinceramente fiquei sem palavras, como se não bastasse o sofrimento de ver a filha assim, acresce o da justiça que não funciona... Há vidas difíceis.

At 10:54 AM, Isabel-F. said...... o teu poema é um hino à mãe ...em relação à situação que descreves ... não encontro palavras para comentar ....vou visitar o blogue.Bjs---------------------
Foi através deste post de Vitor Cintra que outros portugueses começaram a visitar o blog de Flavia e hoje, muitos deles se tornaram amigos muito queridos. Por exemplo: Isabel Filipe, António Peciscas, Adesenhar, Carlos Rocha, ForEver Pemba, Maria Clarinda, Nuno de Sousa, Elvira, Brancamar, Ana Martins, Lidia, Raul, Paulo, Rosário, Fatyly, Cris, Nucha, Paula Raposo,
David Santos e muitos outros.
Este post que Vítor publicou sobre Flavia em Abril de 2007, foi o início de um relacionamento de amizade e solidariedade que dura até hoje.
Vitor, em meu e em nome de Flavia, obrigada amigo, obrigada poeta.
......................................
Muito obrigada também a todos os portugueses, brasileiros, espanhóis, peruanos, argentinos, e pessoas dos demais países que divulgam, visitam e comentam no blog de Flavia, que em menos de dois anos de existência já passa dos 106 mil visitantes. Isto em nada me envaidece, mas me faz bem ver que este blog vem alcançando o seu objetivo: Protestar contra a lentidão da Justiça Brasileira e Alertar para o perigo dos ralos de piscinas.

Até o próximo post.

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

33 comentários

  1. É muito gratificante termos amigos para nos confortar em momentos difíceis. E nos absurdos anos de espera por uma justiça que tarda.

    Beijos, querida!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia querida Odele,


    Jamais me esquecerei desse dia em que cheguei ao Blog do Vitor e me deparei com o post dele que hoje aqui republicas ...

    sai de lá ... e vim aqui ... li todo o blog, do início até ao fim e fiquei com o coração destroçado ...

    entretanto fomo-nos conhecendo, e tornamo-nos nas amigas que hoje somos ... sabes que te considero como se minha irmã fosses ... amo-te a ti e à Flávia, a quem deixo 2 grandes beijinhos.


    fica também o meu OBRIGADA ao Vitor por a mão dele me ter trazido até vós.

    ResponderExcluir
  3. Em primeiro lugar, deixo aqui um forte abraço ao Vítor, compatriota que contribuiu para a disseminação, no meu país, das sementes de amor pela Flavia, que germinaram no canteiro sempre fértil que é o coração de muitos nós.
    Este movimento, foi-se espalhando porque uma das virtudes da blogosfera (que pode , aliás ser também um dos seus defeitos) é o seu poder contagiante.
    Eu, por exemplo (agradeço a amabilidade da tua referência) apareci, no início de Setembro de 2007, pela mão da nossa querida Isabel Filipe.
    Na altura, com este pequeno comentário:

    Conheci a situação que este blog documenta, pela mão da Isabel Filipe.
    E aqui estou a manifestar não só a minha solidariedade cmo a minha revolta pelo facto de a incúria e a negligência, ainda permitirem que estes casos se repitam, um pouco por todo o lado."

    E aqui agradeço à Isabel, o facto de me ter feito chegar até aqui.De conhecer uma menina que me contagiou, desde logo, com aquele sorriso luminoso e gaiato, que aparece nas fotografias antes do terrível acidente.De conhecer uma mulher "enorme", de uma dimensão humana invulgar e a quem , inevitavelmente, teria de ficar ligado pelos laços de uma amizade sólida, profunda e imperecível.
    E, se hoje, faço parte deste movimento de solidariedade e de apoio, desinteressado mas firme, em torno da Flavia e da Odele, devo-o a esta tão querida amiga.
    E tal é mesmo uma dívida, porque, para mim, é um privilégio poder estar presente, ainda que de um modo distante e ser considerado, nesta casa, como um amigo.
    Eu saio sempre daqui com a sensação de que sou mais devedor do que credor.
    Porque aqui partilho sentimentos de amor com tanta gente boa, sinto nas minhas mãos, as mãos apertadas de tantos amigas e amigos que aqui vim encontrar.
    E, sinto-me particularmente orgulhoso, por saber que trouxe também comigo, mais gente daqui e de outros lados, que ajudarem a engrossar esta corrente que hoje já é forte e imparável.
    Foi, também através deste espaço que criei ou fortaleci relações de amizade com pessoas bonitas que hoje fazem parte do "núcleo duro" deste "estado-maior" de afectos que me fazem estar aqui, todos os dias, partilhando convosco, sentimentos, ideias, momentos da minha vida, ou, muito simplesmente uma piscadela de olho cúmplice e um sorriso, que se trocam com aqueles e com aquelas a quem sempre abriremos as portas da nossa casa.

    ResponderExcluir
  4. ....
    Amiga,

    Obrigado pelas tuas palavras acerca de mim. Permite-me que as não comente, embora me tenham tocado fundo.

    Quem dera que, ao invés de estar apenas no início - em Portugal - da corrente solidária ao redor da Flávia, esse post de Abril de 2007tivesse tido, no Brasil, a força necessária para motivar a Justiça.

    A porta que me abres, e cuja franqueza te agradeço, espero poder franqueá-la um dia, se Deus quiser, para dar um beijinho à Flávia e abraçar-vos (a ti e ao Fernando).
    Esperemos que, entretanto, a Justiça do Brasil acorde.

    Beijos para a Flávia.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  5. Odele

    Os portugueses são nossos irmãos e mais uma vez mostraram solidariedade.Que esta porta que se abriu para ti seja mais um motivo para a justiça ser feita.
    Obrigada, irmãos portugueses, pelo apoio a mais esta causa.
    Bjim pra todos.

    ResponderExcluir
  6. Querida Odele...

    Isso só mostra que não estás só.E também que os muros,as distâncias e as fronteiras não existem...Existem muitas pessoas ruins neste mundo mas o bem sempre há de vencer o mal.Gostaria tb de avisar q meu blg vai dar uma pausa por um tempo, mas assim q puder retomarei prontamente e isto nao impede de eu passar por aqui para visitá-las...

    Um forte abraço em Flávia e outro em vc.

    Maria Dias(Crika)

    ResponderExcluir
  7. Odele...
    Sempre existe alguém a nos abrir os braços num momento de tristeza.
    Tenho quatro blogs, sendo que três de humor, mas tenho um de poesia e coloquei o vídeo nele.
    É muito pouco o que faço. Mas queria lhe deixar a minha solidariedade.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  8. Odele,

    Este post mostra a tua grandeza de alma.
    O nosso amigo Vítor, cuja nobreza de carácter é enorme, merece cada uma das tuas palavras.
    Beijo à Flavinha.

    Boa semana

    ResponderExcluir
  9. Odele

    Tao bom ter pessoas solidarias como o Vitor, um exemplo a ser seguido.

    Os portugueses, estao de parabens, pela uniao e apoio a causa de Flavinha.

    Beijinhos a Flavia, vc e a todos os portugues que frequentam o blog de Flavia.

    Bom final de semana a todos.

    ResponderExcluir
  10. Odele...Que bello post...que bellas palabras, es bueno no sentirse solo en esta lucha..en esta tu lucha nos metimos con el corazon saltando fronteras, idiomas, idiosincracias...lo que importa es la union y por sobre todo el corazon sincero de cada persona que visita, liga y las tiene presente ...te cuento que a mis mas allegados(cercanos) que nada saben de internet, les muestro tu blog, porque me da mucho coraje todo lo que acontece..y quiero hacerte llegar sus abrazos, cariños alientos de personas que no tienen un hijo especial, pero que realmente les llega al alma lo que ha sucedido, ellos tambien como todos nosotros estamos pidiendo Justicia, Te mando muchos cariños y un gran abrazo!!! Flavia TKM Odele Fuerza!!! Sandy.

    ResponderExcluir
  11. Sem dúvidas, amigos de ouro. Assim sendo, dão sentido às frases que dizem que a amizade e o amor não têm fronteiras.

    E é muito bom testemunhar isto.
    Bjs,

    ResponderExcluir
  12. QUERIDA ODELE

    NÃO ME SURPREENDE,OS PORTUGUESES NA BLOGOSFERA SAO GENIAIS E SOLIDÁRIOS!

    BEIJO EM VC E EM MINHA FADINHA!

    ResponderExcluir
  13. Foi de facto em 2007 e através do Peciscas que fui percorrendo os vários "tijolos" que compunham um "muro solidário" em torno de Flávia. Entrei e orgulhosamente faço parte desse muro que foi aumentando, não como a "muralha da China" mas a MURALHA DE SOLIDARIEDADE E VERDADEIRA AMIZADE construida na blosgofera, que passou oceanos, países e todos com "uma porta aberta" tal como a Vitor Cintra" que diz e muito bem no comentário feito aqui:

    "A porta que me abres, e cuja franqueza te agradeço, espero poder franqueá-la um dia, se Deus quiser, para dar um beijinho à Flávia e abraçar-vos"

    faço minhas as palavras dele, deles e delas de todos que lutam contra tudo e contra todos e um dia destes VENCEREMOS, VENCERÁS com uma sentença favorável.

    Força miúda, dá uma beijoca à Flávia, ao teu rapaz e para ti aquele xicoração sincero do lado de cá do oceano, num dia tão cinzento e escuro mas que eu já coloquei o sol para dar brilho ao dia que se prevê bem chuvoso:)

    Inté

    ResponderExcluir
  14. bom dia Odele! Não tem nada que agradecer. Era muito bom que a Flávia acordasse do seu sono. Recentemente, também tive uma amiga em coma, durante um mês e meio e felizmente ela acordou do coma. Claro que tínhamos esperança que ela melhorasse, mas o caso dela também era muito crítico. Agora está em recuperação. Espero que a Flávia acorde e que existam esperança. Abraço, beijo

    ResponderExcluir
  15. Oi Odele,
    Vim aqui para desejar boa sorte a voce e Flavia, estou acompanhando seu caso e espero que a justiça seja feita.
    Infelzmente nossa justiça é falha e vergonhosa, mais ainda são as pessoas que so ajudam com ordem dela.
    Estou orando para que Flavia melhore. Boa Sorte e nunca perca as esperanças.

    ResponderExcluir
  16. Nunca seremos demais para lutar pela justiça! Daqui vos abraço e deixo o meu beijo.

    ResponderExcluir
  17. precioso poema, que paseis un feliz dia de la hispanidad o de la raza
    saluditos

    ResponderExcluir
  18. Odele,
    obrigada.
    "ser Humano é... ser Solidário."
    não precisava agradecer, foi um gosto.

    Muita força e esperança.
    boa semana
    um beijo para Flávia e
    um sorriso para si :)

    mariam

    ResponderExcluir
  19. Atravesso o céu em sonhos
    Três aves do mar, três raios de sol, três punhais
    Seguem-me apontados à solidão
    Ah este vento que sopra nos brandais



    Um feliz domingo para ti



    Mágico beijo

    ResponderExcluir
  20. Tania Prado12 outubro, 2008

    Odele,


    Boa Tarde!

    Passando pra deixar meu carinho...
    Para você e para Flávia, que teve a infância roubada...
    O direito usurpado ...
    bjs

    ResponderExcluir
  21. Odele,
    linda mamãe, estou passando aqui nesse dia em que deveráimso estar comemorando o dia das crianças e nem consigo imaginar o tamanho da sua dor, já tinha aderido ao seu blog, e estou voltand para ver se há novidades.
    Vou colocar novamento o seu selo e colocar o slide lindo que foi feito.
    Conte comigo, um enorme beijo e que Nossa Sra. lhe dê toda a força precisa.
    Com carinho,
    Giselle

    ResponderExcluir
  22. Odele, é essa solidariedade que espero tenha sempre! Amigos a apoiarem-na e trazendo esperanças e sentimentos de que vale a pena lutar!! Parabéns pelos amigos conquistados!! Beijus

    ResponderExcluir
  23. Confiança é a palavra chave, de amigos como Vitor, que encontramos na blogosfera. São pessoas que como nós acreditam na amizade, acima de tudo, na SOLIDARIEDADE.
    Beijos a ti e Flavinha!!!
    Eliana - Mogi Guaçu -SP.

    ResponderExcluir
  24. Odele...continue...tudo de bom

    ResponderExcluir
  25. Um abraço cheio de luz para as duas!

    ResponderExcluir
  26. Oi Odele! Não apareço com frequência mas sinta-se de mãos dadas comigo, no que se refere a esta causa...

    Como você me pediu, tempos atrás, estou republicando o post sobre a Flávia... não me esqueci...

    God bless Flávia and you!

    See you...

    www.matutando2.blogspot.com

    ...

    ResponderExcluir
  27. Olá Odele vim para agradecer e retribuir o abraço que me deixou e inteirar-me da situação da Flávia.
    Beijos para ambas e boa semana.
    Paula

    ResponderExcluir
  28. Um abraço ao Victor pela solidariedade demonstrada. Eu não conheço o Victor nem o seu blog. Conheci a história da Flávia através do Jorge Guedes, de O sino da aldeia, e foi através dele que aqui cheguei.
    De resto a forma como uns e outros vão chegando não importa muito. O que importa é que unidos vamos fazendo força para que a Justiça chegue.
    Um abraço às duas.

    ResponderExcluir
  29. Minhas queridas, eu sinto-me um privilegiado, privilegiado por conhecer vocês as duas, que guardo com carinho no coração...

    Quando conheci a vossa história, comovi-me de tal maneira que tudo o que quis foi logo ajudar, foi desta forma, escrevendo, divulgando, denunciando e clamando por JUSTIÇA, que me reconfortei e vos reconfortei.

    Estarei sempre aqui, mesmo depois da justiça feita, seremos amigos, todos em prol da nossa querida Flavia. Ela que tem nos unido, e tu amiga Odele, que fechas-te sempre bem o cadeado.

    Contem comigo sempre, venceremos.

    Beijão grande daqui, deste lado do Oceano, para as minhas duas queridas, do Beezz

    ResponderExcluir
  30. Oi Odele, Antes de mais nada , quero dizer-lhe que amei falar com voce ao telefone. Fiquei feliz e emocionada quando voce, falou com Flávia que estava falando comigo.
    Voce é uma grande mãe Odele,uma mulher que luta com todas as forças por sua filhinha, por isso as pessoas tem esse imenso carinho por voce. Por isso escreveste com o coração este post muito bonito!
    Tive oportunidade também de ver o carinho do povo português. Sãos nossos irmãos além mar, que nos compreende e dá força.
    Querida Odele , um beijo grande e um beijo com muito carinho em Flávinha.
    Ray

    ResponderExcluir
  31. Querida amiguinha,
    eu não tenho o dom de expressar por palavras o que me vai na alma, faço-o mais facilmente através da minha humilde poesia.
    Sou talvez uma das suas mais recentes amigas, e tive conhecimento da história de Flávia, através do meu irmão Victor Simões, foi ele que me falou do seu blog, que resolvi logo visitar, e não pude deixar de sentir um enorme carinho por si, pelo enorme ser humano que é, e pelo grande exemplo de força e coragem que nos dá.
    Depois veio a revolta, por ver uma menina na flôr da idade presa a uma cama, fruto da negligência e incompetência de pessoas que são tudo menos humanas, pois se assim não fosse já teriam assumido a sua culpa à muito tempo.
    E desde esse dia que senti necessidade de ter estas amiguinhas tão preciosas que são vocês, e que jamais esquecerei.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  32. Odele querida,
    Paz e Luz!
    Como mãe estou orando ao Pai para
    fortalecê-la,ampará-la e protegê-la
    hj, agora e sempre.
    lucianafesa@gmail.com
    Fortaleza-Ceará-Brasil

    ResponderExcluir
  33. Odele,tenho 9 anos e desde os 5 aprecio o coma de Flávia...
    Estou tentando que as pessoas a ajudem em meu orkut...
    Flávia tinha orkut,se não,perco a esperança de ver fotos dela...
    Muito obrigada!
    Responda no meu e-mail :
    andytasca2010@hotmail.com

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails