Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

A escuridão do estado de coma e a luz de Flavia

- 14 de outubro de 2008
Sou muito agradecida a todos que escrevem sobre Flavia e sua longa história de dor e sofrimento, sinônimo de NEGLIGÊNCIA e IMPUNIDADE neste nosso Brasil. Quanto mais pessoas souberem da história de Flavia, mais pessoas ficarão sabendo que ralos de piscinas, se mal vendidos e mal instalados, podem oferecer perigo os seus usuários. Quanto mais pessoas souberem da história de Flavia, mais pessoas poderão estar se conscientizando de que não devemos nos calar diante de negligências e injustiças praticadas contra nós ou contra nossos entes queridos. É preciso exercer a nossa cidadania, mesmo que isto nos custe uma exposição por vezes, dolorosa.

Alguns textos publicados sobre Flavia, me emocionam. Este aqui é um exemplo. Participando da Blogagem Coletiva de Flavia, no dia 15 de Setembro de 2008, Betty publicou o texto e o vídeo abaixo. E ao ouvir a música do vídeo e ao prestar atenção à letra, eu me sinto mesmo como se estivesse cantando para Flavia. "Através da escuridão filha, posso ver a sua luz... "

O texto de Betty:

"Hoje, mais uma vez blogueiros se reúnem para clamar por justiça. Em janeiro de 1998, Flavia teve seus cabelos sugados pelo ralo da piscina do condomínio onde vivia com a mãe, Odele, e o irmão mais velho Fernando. A menina, então com 10 anos, ficou submersa por vários minutos, teve parada cardio-respiratória, jamais se recuperou, e vive em coma vigil até hoje, estado considerado irreversível pelos médicos que a tratam.Odele processou os co-responsáveis por essa tragédia: JACUZI DO BRASIL, AGF BRASIL SEGUROS, CONDOMÍNIO JARDIM DA JURITI.

A despeito das provas periciais constantes dos autos, que demonstram claramente a culpa de cada um dos réus, estes têm se valido de todos os recursos existentes em nossa legislação processual para escaparem de suas respectivas responsabildades.Atualmente o processo encontra-se no Superior Tribunal de Justiça, em Brasília, aguardando a decisão, em última instância, do Ministro Carlos Fernando Mathias.Dez anos esperando por justiça... Flavia e Odele esperando, esperando...Que a justiça se faça, que os réus sejam condenados a suprir todas as despesas necessárias para que Flavia tenha a melhor qualidade de vida possível, mesmo sendo isso um nada diante do tudo que lhe foi roubado. Nenhum valor irá ressarcir tanta dor, tanto sofrimento, não há o que pague uma vida roubada.

De Flavia roubaram parte da infância, anos de juventude, sorrisos, sonhos, até lágrimas de amor que não viveu. Nesses dez anos que permanece adormecida, aconteceram tantas coisas que ela não pôde saber, das quais não participou, com as quais não se emocionou, presa num sono indecifrável, esse mistério que chamam de coma.Para você, Odele, deixo uma canção que sempre me faz lembrar de você e da Flavia. Quando a ouço, é como se visse você cantando para ela... "


I look up to
Everything you are
In my eyes you do no wrong
I've loved you for so long
And after all is said and done
You're still you

After all
You're still you
You walk past me
I can feel your pain
Time changes everything
One truth always stays the same
You're still you
After all
You're still you

I look up to
Everything you are
In my eyes you do no wrong
And I believe in you
Although you never asked me to
I will remember you
And what life put you through
And in this cruel and lonely world
I found one love
You're still you
After all
You're still you

Muito obrigada Betty por sua delicadeza e sensibilidade.
Muito obrigada a vocês por continarem a passar por aqui a ler, a comentar meus posts e a acompanhar esta minha luta - que já sinto nossa - por JUSTIÇA PARA FLAVIA!

Até o próximo post.

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

47 comentários

  1. olá, querida, vocês merecem todo nosso carinho e respeito...havemos de vencer!!! bjus...

    ResponderExcluir
  2. A sua luta e de Flavia é de todos nós. Conte conosco para o que precisar, sempre!! Beijinhos de luz!

    ResponderExcluir
  3. Odele
    Eu queria nunca ter precisado escrever aquele post. Eu queria poder viajar no tempo e impedir a tragédia com a Flavia. Porém, humana que sou, só tenho a oferecer minha solidariedade e meu carinho.
    Beijinhos para vocês.

    ResponderExcluir
  4. Que maravilha de post...adorei e acredita que estou sempre do teu lado.

    Hoje mais do que nunca estarei de mãos coladinhas, quando puderes vai lá para saberes onde fui. Intéeeeeeeeeeee:)

    Beijos e também a Betty

    ResponderExcluir
  5. Gostei imenso deste lindo Post da Betty e das esolhas que ela fez do poema e vídeo.

    um beijinho para ti e outro para a Betty.

    ResponderExcluir
  6. Odele, o seu grito por justica já ultrapassou as fronteiras. E assim como a Betty escreveu: que ela preferiria nao ter que escrever sobre o que aconteceu com a Flavia.

    Você é e tem sido uma mulher forte. Tenho acompanhado sua luta aqui pelos blogs. Quando vejo minha filha de 4 anos e meu filho de 9, temo ao pensar que nao sei o que a vida tem para eles. Só espero em Deus, ter forcas para saber enfrentar o que for. E você tem sido uma mulher forte.

    Vi que vc deixou um comentario lá na Rosa. O Dacio e eu estamos levantando a bandeira para ser discutido o tema Adocao Infantil. Se pensarmos quantas criancas passam suas vidas num orfanato sem uma família...
    Gostaria de poder contar com você.

    Me confirma se você pode, está bem?

    Te desejo um dia abencoado.

    Abracos Georgia

    ResponderExcluir
  7. Odele, acompanhar sua luta, vir aqui e comentar... isso é o mínimo que podemos fazer.

    God bless you and Flávia!

    www.matutando2.blogspot.com

    ...

    ResponderExcluir
  8. Este post da Betty é um autêntico monumento de ternura, sensibilidade e delicadeza.
    O texto toca-nas, ao mesmo tempo, pela forma como foca o essencial da história da Flavia e, como depois, de modo simples mas poderosamente certeiro, traduz o roubo que fizeram à nossa querida menina.
    Particularmente emocionante esta frase:
    De Flavia roubaram parte da infância, anos de juventude, sorrisos, sonhos, até lágrimas de amor que não viveu
    E a canção do Josh Groban, cantor de que gosto particularmente, complementa inigualavelmente, tudo o que a Betty escreveu.
    Vou juntar esta música a uma outra deste artista que já tenho no leitor de mp3.
    Assim, quando a ouvir, também me sentirei cantando para a Flavia.
    Pessoas bonitas como a Betty dão ainda mais razão e beleza à nossa luta.

    ResponderExcluir
  9. muito bom o post de beth, realmente nao ha justica...

    ResponderExcluir
  10. Querida Odele, te acompaño siempre y te admiro por tu gran entereza y valentía....LINDO POST.
    Mando besos para ti y Flavia.
    Viviana....

    ResponderExcluir
  11. Olá.
    Nem tenho palavras para aqui deixar que ajudem a aliviar a sua dor, mas vou colocar no meu blog um post com o nome do seu,para que mais pessoas "atravessem" o Oceano e lhe venham dar um abraço.
    É o que eu aqui deixo. Um abraço cheio de carinho e um beijinho com ternura para a Flávia.
    alice

    ResponderExcluir
  12. olá Odele, tudo bem? mando forças para ti, de quem se emociona lendo os seus post, porque simplesmente somos humanos e temos coração!
    beijos

    ResponderExcluir
  13. Odele, que linda esta mistura de cinza com rosa! o blog está show.
    eu ando sumid,a trabalhando tannnnnto. mas tem de ser. não esqueço de vocês.
    bj
    maris

    ResponderExcluir
  14. Olá Odele,
    Venho solidariamente deixar-lhe um abraço de carinho e conforto!!
    Beijinhos,
    Lia.

    ResponderExcluir
  15. Em primeiro lugar Odele...

    Quero parabenizar a Betty por esta linda homenagem...Beth vc mostra a sensibilidade a flor da pele.E queria tb lhe dizer que estou emocionada e arrepiada com esta bela canção...
    "Depois de tudo vc ainda é você..."

    Meu Deus isso é lindo!

    Odele desejo uma semana tranqüila pra vc e Flávia!

    Super beijos!

    ResponderExcluir
  16. Olete,
    deixo aqui um forte abraço para lhe dar coragem para seguir em frente e lutar por justiça ,pois acredito que se houvesse mais Oletes neste mundo, tudo estaria melhor porque é uma lutadora que mereçe tudo de bom.
    beijinhos
    Sofia

    ResponderExcluir
  17. boa tarde...
    passei, para dar um pouco da minha força e coragem p conseguires ultrapassar toda essa dor...
    jinhos***

    ResponderExcluir
  18. Vim vos dar um beijo de carinho e força.

    BF

    ResponderExcluir
  19. É muito bom ver e saber de tanta gente mobilizada pela Flávia.
    Beijo

    ResponderExcluir
  20. No dia da blogagem colectiva coloquei essa música também
    jnhs

    ResponderExcluir
  21. Olá Odele....Sei que sua história e luta,marcará um novo tempo,pois vc é uma mulher e mãezona de muita fibra e garra....Continue com sua força sempre,pois vencerá essa batalha....Estaremos torcendo por vc.Uma ótima sorte prá vc e para a Flávia.Que DEUS as abençõe!!!
    Abraços e bjs!!!
    Té+.

    ResponderExcluir
  22. Hoje tive uma aberta nos meus afazeres e passei por aqui, aproveitando para ler o texto da Betty e para a cumprimentar.
    Um abraço do Zé, para as duas

    ResponderExcluir
  23. Um homem de 26 anos, que havia entrado em coma depois de sofrer um acidente de carro, teve uma melhora significativa em seu estado de saúde graças a um tratamento com estimulação eletromagnética, segundo reportagem publicada nesta semana na revista "New Scientist".



    Josh Villa foi jogado para fora do carro no acidente, e passou quase um ano em estado vegetativo, com poucos sinais de melhoria. "Ele abria os olhos, mas não respondia a nenhum estímulo externo", disse à revista a médica Theresa Pape, responsável pelo tratamento.

    O paciente ia ser mandado de volta para casa, onde ficaria sob os cuidados da mãe, quando a médica do Departamento Americano de Assuntos para Veteranos decidiu inscrevê-lo em um estudo relacionado ao tratamento eletromagnético.

    O estudo previa a colocação de uma bobina metálica que emite pulsos eletromagnéticos na cabeça para estimular o tecido cerebral.

    A técnica, chamada de Estimulação Transcranial Magnética (TMS, na sigla em inglês), vinha sendo investigada como forma de tratamento para enxaquecas, derrames, mal de Parkinson e depressão, com alguns resultados promissores.

    Mas essa foi a primeira vez em que ela foi usada em um paciente em estado de coma.

    Excitação das células
    Os campos magnéticos criados pela bobina podem excitar ou inibir as células do cérebro, fazendo com que seja mais fácil ou mais difícil que elas se comuniquem entre si - no caso deste paciente, a técnica foi usada para estimular as células do córtex pré-frontal do lado direito do cérebro.

    Segundo Pape, esta área tem fortes conexões com o tronco cerebral, que envia sinais para o resto do cérebro para que "fique em alerta". "É como se fosse um sinal dizendo 'ok, estou acordado'", disse a médica à "New Scientist".

    Depois de 15 sessões do tratamento, Villa passou a olhar para quem falava com ele, o que foi considerado um grande progresso.

    Em seguida, ele começou a responder a comandos simples, como acompanhar o movimento de um dedo, e a falar algumas palavras.

    Ao todo, o paciente passou por 30 sessões do tratamento. Quando as sessões terminaram, Villa ficou muito cansado e suas condições pioraram um pouco, mas ainda estão muito melhores do que antes.

    A eficácia do tratamento ainda não foi comprovada, já que há outros casos em que pacientes de coma apresentaram melhorias semelhantes depois de meses, sem nenhuma intervenção.

    Mas Pape, que apresentou o caso em um congresso internacional sobre estimulação do cérebro na Universidade de Göttingen, na Alemanha, argumenta que as condições de Villa melhoravam a cada sessão, o que indicaria o efeito das ondas eletromagnéticas.

    Villa não está curado, mas, segundo sua mãe, as melhorias fizeram com que seja muito mais fácil cuidar dele, já que, agora, ele pelo menos consegue interagir com as pessoas e demonstrar suas vontades.

    ResponderExcluir
  24. Odele pase para dejarte un beso a ti y a Flavia, ¿como estás ? te echo de menos, espero que todo vaya bien y aunque lejos no me olvido de vosotras.

    ResponderExcluir
  25. Odele,querida amiga...leia esta noticia por favor..
    Quem sabe se isto a poderá ajudar???
    Não vamos perder a esperança...
    Beijinho para a Flavia. Ângela,Portugal.

    http://ciberia.aeiou.pt/?st=10357

    ResponderExcluir
  26. A sua luta é de todos que te admiram, Odele.
    Muita luz pra vocês duas.

    beijos!

    ResponderExcluir
  27. Olá Odele,
    muito lindo e comovente o post de Bety, e por incrivel que pareça também eu consigo imaginar você cantando para a sua filhinha.

    Beijinhos para si e Flavinha.

    ResponderExcluir
  28. Muito bonitos o post e a música oferecidos pela Betty, que tudo têm a ver com a história da Flavia e da Odele.
    Meu mais sincero abraço,
    Joao

    ResponderExcluir
  29. Odele: Te recuerdo que mi corazon sigue estando presente, sigo pensando cada dia en vos y Flavia, en tu entereza como Mama, deseo que sientas en tu corazon que en este camino ya no estas sola, que muchos estan junto a vos y Flavia, la distancia es solo geografica porque mi corazon y mis deseos estan latentes para que sigas en pie por y para tu bella hija, Las quiero muchisimo!!! Un gran abrazo fuerte, FUERTE, RE-FUERRRRRTE!!! Sandy.

    ResponderExcluir
  30. Odele

    O post de Betty e lindo, emocionante e sincero.

    As pessoas sensiveis, sao solidarias as pessoas e causas.

    Flavia e vc, merecem todo nosso apreco e sinceridade.

    Beijinhos as tres:

    Flavinha, voce e Betty.

    ResponderExcluir
  31. Odele, un beso grande para ti y para tu familia

    Esther

    ResponderExcluir
  32. Odele
    O caso de Flávia é um caso triste que nunca devia acontecer porque nenhuma criança merece ser interrompida na sua evolução e iniciar um outro ciclo de vida que a priva de experiências e emoções naquela idade ad vida em que os sonhos deviam ser possíveis.
    Ao olhar as fotos de Flávia facilmente nos apercebemos dos sonhos e do carinho maternos subjacentes a imagens de outros dias felizes.
    Tudo isso foi abruptamente retirado e nós, todos os que aqui vimos, fomos tomando consciência da enormidade de tanta privação e da irresponsabilidade e leveza com que certas empresas descuram os equipamentos das piscinas.
    Por isso o caso de Flávia atingiu, na blogosfera, uma visibilidade sem precedentes. Mas não ficou pela visibilidade. O caso de Flávia tocou fundo nas almas daqueles que se solidarizaram, gerou poemas e as mais diversas manifestações de arte e sensibilidade que, seja quais forem os resultados da justiça, constituirão um património universal. Património este que será uma marco a assinalar que, neste mundo egoísta e interesseiro, ainda existem pessoas que valem a pena, pessoas que não se acomodam perante as injustiças nem perante decisões, sejam elas dos tribunais ou de outro poder qualquer, quando as mesmas não contemplam os mais legítimos direitos dos cidadãos atingidos.
    Apesar de tudo eu ainda acredito que a justiça brasileira não deixará cair no esquecimento e no nada um caso tão flagrante.
    A acredito em ti, minha querida Odele, que com esforço e coragem lutaste sozinha e arregimentaste uma multidão que vive seguindo as tuas palavras.
    Que este fenómeno de solidariedade nunca seja esquecido para que os descrentes possam constatar do que de positivo o ser humano é capaz quando as causas lhe tocam fundo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  33. Querida Odele...

    Passei por aqui para tomar conhecimento deste caso...não que me seja totalmente desconhecido, porque não o era...mas não sabia da existencia deste blog....

    Tenho fé de que a justiça será feita e voces as duas sairão vencedoras... acredito ue não seja fácil...mas tenho a certeza que a Odele irá conseguir continuar a lutar e será muito forte, abarcando com tudo, tal como já o demonstrou até aqui!!!

    Eu estarei incluindo ambas nas minhas orações e vou torcer para que tudo se resolva rapidamente!

    Enviei um email com a vossa história para todos os meus contactos de email...para que receba muitos mais comentários com carinho...sei que as palavras não servirão de muito para atenuar a sua dor...mas tenho a certeza que ficará ligeiramente alegre por saber que há no mundo muitas pessoas que se preocupam com este caso e que estão a torcer para que tudo corra plo melhor!!!

    Vou passar a ser uma visita diária neste cantinho...

    Muitos beijinhos com imenso, imenso carinho para si Odele e também para a Flávia....

    Até breve,

    'Luna'

    ResponderExcluir
  34. Ola Odele.

    Me chamo Nathalia, trabalho com a Dona Maria José Rechhi, como curso fisioterapia, e estavamos conversando sobre saúde, ela comento do caso da Flavia, e resolvi ver a historia de perto! Quero deixar aqui meu apoio, carinho, e força pra vocês, encaminhei o endereço do blog para meus amigos de curso, estamos juntos na busca por justiça! Que Deus possa continuar dando forças a você e se considere uma mulher vitoriosa. Passarei mais vezes por aqui apenas pra deixar meu carinho por vcs.
    (natynhaforever@hotmail.com)
    Beijos

    ResponderExcluir
  35. hola odele pase a saludarte y a seguir leyendo los post para tu hija realmente la cancion es preciosa
    que paseis un feliz fin de semana
    saluditos

    ResponderExcluir
  36. ....
    Amiga,

    Olhando a barra lateral, não posso deixar de me sentir honrado com o destaque que me dás.
    Não julgo que o facto de ter sido o primeiro a divulgar em Portugal o blog da Flávia, seja caso para tanto. A verdade é que, neste mundo da blogosfera, o espírito de solidariedade é transversal, como o atesta o texto que transcreves. Estou certo que, ao escrever sobre o caso de Flávia, fiz apenas o que qualquer outro amigo teria feito se, entretanto, dele tivesse tomado conhecimento.
    Sensibilizas-me com este destaque.

    Beijo grande para a Flávia.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  37. Palavras,quase não tenho.
    Digo apenas:
    FORÇA,COMPANHEIRA!

    ResponderExcluir
  38. Venho deixar um beijinho para Si, Odele e outro, sempre do tamanho do mundo para Flávia.

    Um bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  39. Quanta coisa triste acontece no nosso Brasil, amiga...Flavia, Eloá...

    Beijos, querida...tenha um findi de muita luz!

    ResponderExcluir
  40. Odele querida, vc deve estar acompanhando o caso da Eloá que foi mantida refém pelo ex namorado e levou um tiro na virilha e um na cabeça né?
    Vi hoje de tarde que ela está em coma irreverssível, e que se sobreviver entrará em coma vigil, como a linda Flávia...
    Espero que como você, a mãe dela também tenha força!

    Beijos e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  41. Toda e qualquer manifestação de clamor por justiça para Flávia é válida e sempre estaremos por aqui para junto com você gritar por essa justiça.
    Beijos em Flávia e em você Odele.

    ResponderExcluir
  42. Odele
    Não poderia deixar de aqui vir para lhe agradecer a sua presença no Sidadania , dando-me força e desejando que tudo corresse bem nos momentos dificeis porque passei e continuo a passar.
    Vim também porque sempre gosto de saber como vão andando as coisas com Flavia lá por Brasilia.
    Neste periodo negro de minha vida e durante o recobro, periodo durante o qual os médicos nos vão dando algumas faculdades como motoras, de ouvido ou de dor, e durante o qual algumas vezes o coma é induzido, fiquei a entender melhor o sofrimento de Flavia. Penso mesmo um dia destes escrever um texto sobre esse periodo de algumas horas em que o seu coração começa a bater de novo e deixamos de estar dependentes das máquinas de suporte de vida.
    Bem haja pela força que me deu, pela sua preocupação e sobretudo pela sua presença constante.Quero responder a todos os que me dedicaram o seu carinho naqueles dias e continuam a dedicar mas vai levar o seu tempo devido a eu estar ainda muito fraco e não me deixarem estar muito tempo frente ao computador neste periodo pós operatório.
    Um abraço e tudo de melhor para você e para Flavia.
    Raul

    ResponderExcluir
  43. Olá Odele, não tem nada que nos agradecer por passarmos por aqui. Hoje a sua luta, também é nossa!
    Flavinha merece o que lhe é de direito!!!
    Um beijo carregado de amor!!!
    Eliana - Mogi Guaçu -SP.

    ResponderExcluir
  44. Prezada Flavinha,
    Tenho estado distante do seu blog, por razões várias, mas nunca distante da sua causa, dos seus direitos e da sua vitória, que é certa, se desalmados não entenderem que a vida esta acima de tudo, por que é dádiva, é sublimidade.

    O poder, o dinheiro, a força e até a violência, mesmo que silenciosa, como essa que você sofreu, não podem imperar, dominar, manipular, só porque alguns se dizem poderosos no dinheiro, no patrimônio e lubrificam o sistema de acordo com seus interesses e conveniências.

    Você está pagando um alto preço por um erro – ou seria, uma irresponsabilidade? – de outros que procuram cultivar o lucro fácil, rápido, mesmo que para isso custe a vida de indefesos, assim como você, quando ainda criança, tais atitudes cercearam o seu direito à vida.

    Digo, da vida plena, cheia de movimento, de alegria, de sorrisos soltos, cabelos ao vento e de uma vida maravilhosa, como a de muitos jovens da sua idade.

    Roubaram esse direito que era seu. E eu fico a me perguntar, será que os responsáveis pela tragédia não têm alma? Não tem amor no coração? O que eles carregam no peito? Cometem tamanha atrocidade e nem ao menos mostram sensibilidade, respeito e reconhecem que se não tivessem permitido que a ganância financeira fosse a razão de seus negócios, você jovem e linda poderia estar usufruindo o Planeta, assim como qualquer outra pessoa.

    Com direitos e deveres – os senhores empresários que lhe causaram os danos irreversíveis – deveriam também ter. É uma troca justa entre humanos que se respeitam, pois entendem que se não for dessa forma – pelo amor, verdade e justiça – do que vale amontoar dinheiro e viver no luxo, se a alma se esvazia, perde o brilho e faz da vida um poço de arrogância, prepotência e dor?

    Você Flavinha aos olhos do mundo foi prejudicada. Você, como nenhum outro ser, merece ser tratada com tanto descaso por pessoas que se dizem humanas. Pelo menos em palavras, mas se esquecem dos atos, da troca diária de generosidade e da responsabilidade inerente aos que convivem em sociedade.

    Resta-nos, querida Flavinha, duas esperanças. Uma com certeza nós temos. E teremos sempre! É a presença de Deus a iluminar o seu caminho – caminho da sua alma – essa que vive na perfeição do Sagrado, porque sagrado é o Ser que humano se torna para cumprir a sua missão terrena, assim como o Pai mandou o seu próprio Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo para nos alertar e nos dar o alento, a nos conduzirmos na retidão d’alma que eleva e nos faz melhor, ainda em vida, independente do estado do corpo físico.

    Somos filhos do Sagrado e na luz d’Ele procuramos seguir todos os dias, não nos vendemos, nem tão pouco mercadejamos por trinta moedas. Mas queremos a luz da verdade, porque o que é nosso, no celeiro do Pai está e nós, como herdeiros d’Ele, receberemos na hora certa. Na hora que também é d’Ele. Pois, o vínculo não foi desfeito.

    Só os desalmados trocam o bem pelo mal, vivem a ajuntar as moedas da discórdia vendendo a alma para tantos quantos paguem o melhor preço. É assim, querida Flavinha, que parte da humanidade vive hoje, e não é de agora. Você não está podendo ver esse mundo, mas, com tais seres ambiciosos, assim como esses vestidos de empresários e mercenários que causaram o seu sofrimento, continuam a aprontar das suas e usando da mesma moeda podre para se salvar da justiça. Da justiça dos homens.

    Mas, reparações precisam ser feitas. Afinal, nenhum mau terreno deveria ficar sem reparação da Justiça: a instância maior para mediar os direitos dos cidadãos em sociedade. E vivemos em uma sociedade organizada como reza a Constituição. Temos direitos, deveres e obrigações.

    Assim, esperemos – essa é a outra esperança - que os dignos tribunais brasileiros ao começarem a analisar o seu caso, ou seja: o crime que empresários inescrupulosos cometeram contra a sua pessoa, quero crer e luto para acreditar, que os senhores juízes usaram da toga com o respeito e a dignidade que ela merece e que, eles, por certo às têm, pois representam a Suprema Corte do país. Instância maior e definitiva para reparar todo e qualquer tipo de abuso.

    E o abuso que cometeram no seu caso, foi brutal, desumano, covarde e que não poderá ficar impune. Pois, então, que esta mesma Corte de homens dignos dêem a sentença e façam justiça. Determinem uma indenização financeira justa e que privilegie os seus direitos de cidadã que teve prejuízo incalculável em todos os sentidos. Que a indenização financeira abranja não apenas o necessário para as despesas hospitalares e de alimentação e vestuário, mas indenize com dignidade o tempo perdido no passado, sem se esquecer que o futuro é longo, principalmente para quem está em estado irreversível numa cama-hospitalar.

    É preciso indenizar a vida. Desde o fato acontecido até o último dia de vida terrena. Afinal, descasos como esses não podem ser perpetrados com mais abusos contra o direito e a dignidade da pessoa humana.

    Flavinha fique com Deus e que no seu silêncio a luz do Sagrado posso preencher todas as necessidades de sua alma e que nós, humanos, ainda não temos compreensão para entender.

    Mas, tenha a certeza que compreendemos como você é importante para todos nós. Não importa se nos conhecemos fisicamente, mas com certeza, espiritualmente já compartilhamos desse Universo que nos une, e nos sonda, a cada instante, com a grande lupa celestial.

    Meu beijo fraternal
    André Wernner
    andrewernner@hotmail.com

    ResponderExcluir
  45. Flavia desde Argentina te deseamos lo mejor...

    oNG

    Escuela para todos Luz.O.N.GCamino a la Inclusión2008CURSO DE PERFECCIONAMIENTO PARA MAESTRAS INTEGRADORAS Y PROFESIONALES DE LA INTEGRACIÓN.DE LA EDUCACIÓN Y DE LAS FAMILIASMódulo introducciónInclusión-Integración
    Módulo 1 Generalidades adaptaciones curriculares
    Módulo 2La ley y las adaptaciones
    Módulo 3 necesidades especiales. Módulo 4 Nociones grales.Autismo.
    Módulo 5 Adaptación fácil de las currículas


    Seguro te va a interesar y a un costo increible. Material inédito y patentado . Por Cd a contra entrega en Alberti 1665 Capital Federal o te lo mandamos por mail.Lo podes imprimir, anillar y tenerlo con vos.
    TE ENTREGAMOS FACTURA O TE LA MANDAMOS POR CORREO . El precio es simbólico muy económico para un curso a distancia de semanjante alcance.
    Escuchanos en www.lanuevaradioargentina.unlugar.com las 9 y 19 hsEl programa Inclusión Educativa. vos podés ser parte. Con todo mi amor.Promocioná.Tu profesión.www.escuela-inclusiva.com.arSolicita info por mail

    ResponderExcluir
  46. Grace Olsson28 outubro, 2008

    Odele,
    vindo da Betty nada me estranha pois sei da transparencia dela e do coracao que tem como poucas pessoas na blogosfera.
    É uma alma generosa, simples, zelosa e fiel aos amigos e às causas qu8e abraca.
    Desejo que vcs estejam bem e que a Justica seja feita
    ¨Beijos nas duas e dias felizes

    ResponderExcluir
  47. Que linda cancion. A toda la familia de Flavia, un abrazo....gracias por compartir su historia y su lucha. Que la justicia prevalezca en Brasil y en todos los países....que la Paz del Señor Jesús llene cada corazón y Su Gracia todo-suficiente los lleve paso a paso....los amamos💚

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails