Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

PISCINAS DE CONDOMÍNIOS = LAZER E PERIGO

- 19 de abril de 2008
Foto retirada de minha entrevista para a revista "Condomínio Segurança"

NOTA: Caso Isabella Nardoni, a criança brasileira, assassinada no dia 29 de Março de 2008. Os assassinos? Segundo a polícia de São Paulo, o pai e a madrasta. A Revista Veja desta semana traz um artigo especial sobre o caso que chocou o país. Leia o artigo de Veja, em sua íntegra, no link do blog Hippos.

O texto abaixo foi copiado na íntegra da Revista CONDOMÍNIO SEGURANÇA, de Porto Alegre – RS, Ano 1 No.3, Edição Março/Maio de 2008 e resulta da entrevista feita comigo sobre segurança nas piscinas de condomínios. A responsável por esta entrevista foi a jornalista Débora Lapa, a quem agradeço.

Como a reportagem é um tanto longa e para não cansar o leitor, vou transcrever a entrevista em partes.

PARTE 1.
“As piscinas são grande atração em épocas de temperaturas altas, quando os adultos são incentivados a aproveitar as áreas comuns do condomínio e a garotada fica inclinada a passar o dia inteiro dentro da água. Entretanto, os cuidados com a piscina, preocupação recorrente somente no verão, devem ser constantes durante o ano todo para prevenir acidentes na alta temporada.

Obras e readequações que começam a ser feitas na baixa temporada devem atentar para os riscos que poderão se apresentar quando o uso da piscina é intenso. O Major Humberto Teixeira, do Grupamento Busca e Salvamento, do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Sul, alerta quanto a incidentes envolvendo quedas e ferimentos em bordas. “O piso externo à piscina, por estar geralmente molhado, apresenta a possibilidade de escorregões. Por isto ele deve ser constituído de material que diminua esse evento”, explica. Apesar de parecerem inofensivas, as quedas podem representar lesões físicas graves.

RALOS DE PISCINAS.
Poucos conhecem o problema, mas o mal dimensionamento dos ralos de piscinas representa grande perigo. O caso de Flavia, em coma há mais de uma década, chama a atenção para esse tipo de acidente. Em Janeiro de 1998, a menina, que tinha 10 anos, nadava na piscina do condomínio onde morava, em São Paulo, com o irmão de 14 anos e mais dois amigos. Ao mergulhar e se aproximar do ralo, Flavia teve seus cabelos sugados e ficou presa. Conforme a mãe, Odele Souza, a menina foi resgatada pelo irmão com vida, mas sofreu lesões cerebrais graves e encontra-se em coma vigil irreversível, ou seja, apesar de apresentar reações básicas de reflexo, como abrir e fechar os olhos, ela está inconsciente.

Odele documenta em seu blog Flavia, Vivendo em Coma, casos similares ao de sua filha para alertar sobre esse perigo e evitar tragédias futuras. “Acidentes com ralos de piscinas são mais comuns do que se pensa”, diz Odele. ”Podem representar grandes riscos para os usuários, adultos ou crianças, mas os exemplos que eu tenho visto mostram que as crianças são as maiores vítimas”.

O último caso documentado na imprensa brasileira, ocorreu em outubro de 2007, em Conde, litoral Sul da Paraíba. (*) Um menino de cinco anos morreu após ficar preso no sugador da piscina. Em fevereiro do mesmo ano, outra criança faleceu em um clube de Araçatuba (**), em São Paulo, pelo mesmo motivo. Segundo relatos de usuários do clube ele teria sido sugado pelo ralo da bomba de sucção da piscina, que estaria ligada no momento em que ele nadava...."

Os asteriscos do texto são meus e estão aqui explicados:

(*) Acidente documentado no post deste blog do dia 21.01.2008. Para ler, clic AQUI.
(**) Acidente documentado no post deste blog do dia 07.09.2007. Para ler, clic AQUI.

Continua no próximo post.
Um abraço.

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

23 comentários

  1. Descobri o Blogue agora e obviamente torço pela Flávia.

    Que Deus a ajude e a acompanhe.

    ResponderExcluir
  2. Oi Odele, Oi Flá!!!!
    Que bom que saiu a matéria nessa revista né? Mas ela é veiculada apenas no RS?
    Como vcs estão???
    Eu estou bem, graças a Deus, trabalhando bastante!

    Mande um beijo meu para a Flavia tá?
    Beijão!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Odele.
    Passando, humildemente, para acompanhar...
    Desejo um bom final de semana pra mãe e filha.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Todos os alertas serão sempre poucos se a nossa atenção não deparar com situações reais, que essas sim despertam os nossos sentidos, adormecidos pela publicidade e pela promoção quantas vezes bem embrulhada que nos cega.
    Um bom domingo
    Abraço do Zé

    ResponderExcluir
  5. Ainda bem, que meios de comunicação social, estão atentos e denunciam os perigos que existem em piscinas e que podem causar vitimas. Era bom que as autoridades licenciadoras de espaços de lazer estivessem atentas
    e tomassem medidas eficazes com vista à solução deste problema.
    Infelizmente parece que o não estão e os acidentes continuam a acontecer todos os dias e a maior parte das vezes só tomamos conhecimento deles quando são muito graves e passam a ser noticia nas páginas dos jornais e outros midia.

    ResponderExcluir
  6. Odele

    Se houvesse concorrencia, o interesse seria maior em diminuir os riscos e orientacao aos usuarios, muito boa a materia.

    Bem, quanto s menina Isabella, que vida e esta, que tipo de gente e esta, vc, ha 10 anos, lutando como leoa para a sobrevivencia digna da Flavia e alguns brincando com a vida de uma inocente.

    Creio que sejam culpados, mas, estranho e o avo paterno da menina, nao tocar no nome da neta, para ele o filho e nora sao inocentes, mas nao da morte da neta, parece que e de uma estranha, nao vejo afetividade na relacao dele com a Isabela.

    Criou um menino mimado, entao ele tem que continuar a protege-lo.

    Impressionante o caso.

    Beijinhos para vc e Flavia e boa semana tambem.

    ResponderExcluir
  7. Quanto à pobre e inocente Isabella que poderei dizer? sabes Odele é neste momentos que vacilo entre a prisão e ou a pena de morte.
    Que sufoco!!!!!


    Quando à publicação alertantes dos perigos existentes nas piscinas de lazer e referenciando o caso de Flávia...é um sinal mais que evidente que nunca devemos ficar calados perante as "injustiças". A roda em torno de Flávia vai dando os seus frutos alertantes para que não se repitam e esperançosos para que termine o seu processo na justiça.

    Um beijinho para os três

    ResponderExcluir
  8. Odele, Flavia
    ¿Cómo están mis meninas??
    Amiga cuando mis hijas iban a la pileta, de niñas, les decía que no jugaran con la boma, yo cuando era chica jugaba con mis hermanos y amigos.
    Los niños no saben de peligros.
    Yo estoy bien y mi familia también.
    He puesto a Augusto en el blog, es un niño autista que ha grabado un CD.
    Odele PALOMAS te hará un reportaje, te escribo al email.
    Beijoss, beijosss y abrazos perfumados con el aire puro de la llanura cordobesita.

    ResponderExcluir
  9. Saudações amigas e votos que as coisas corram pelo melhor

    ResponderExcluir
  10. Querida, parabéns pela entrevista.
    Um dia, você vai falar para um grande jornal, para jornalistas conscientes, para mídias responsáveis com grande poder de formação de opinião. Eu ainda tenho esperança.
    Quanto ao caso de Isabella, a Lucy me deixou claro o que me estava incomodando: o avô paterno só se preocupa em salvar a pele do filho e até da nora e nada, nem uma lágrima, pela neta. Que tristeza!
    bj

    ResponderExcluir
  11. ....

    Insfelizmente a morosidade da Justiça(?) em nada contribui para que a responsabilização possa intervir como dissuasor eficaz. contra quem, sem o menor escrúpulo, coloca em risco a vida alheia.
    ...
    O caso de Isabella é chocante. Que espécie de animal é esse pai?...
    Que tipo de megera é essa madrasta?
    ...

    Um beijo grande à Flávia.

    Um abraço para ti, amiga.

    ..

    ResponderExcluir
  12. Quanto a menina Isabella, um anjo que canta no céu. Sua família materna está em orações por Alexandre Nardoni, conforme reportagem no G1. Nada de ódio! O Que há de acontecer é Justiça!!!


    Odele minha querida, na missa de Santo Expedito que participei ontem junto à minha mãe, não esqueci um momento de Flavinha, que ele, como bom intercessor olhe por ela, pelas suas necessidades, e, que este caso seja resolvido brevemente.



    À Revista Condomínio Segurança, parabéns pela excelente reportagem feita pela jornalista Débora Lapa, em entrevista com Odele Souza, proprietária do blog www.flaviavivendoemcoma.blogspot.com Atenciosamente, Eliana Aparecida - Mogi Guaçu -SP.

    ResponderExcluir
  13. To assistindo agora a entrevista do casal para o Fantástico.
    Gente do céu, o pai da menina não demonstra sentimento NENHUM.


    ;*

    ResponderExcluir
  14. Odele
    Alertar, alertar sempre. Ainda bem que, aqui, a função de informar se cumpre na íntegra porque há muito pouca informação sobre os perigos que espreitam nas piscinas sobretudo quando os equipamentos não obedecem a rigorosas regras de segurança.
    Que o caso de Flávia não se repita. Para isso os responsáveis terão que ser devidamente responsabilizados pagando o que devem e a quem o devem.

    Beijo para ti e para Flávia

    ResponderExcluir
  15. Andei muitos anos ligado à natação de competição e verifiquei que, mesmo em piscinas oficiais, onde nada muita gente, há desmazelos e erros de concepção, que acarretam perigos para os utentes. O piso escorregadio, pela humidade natural desses espaços e pelos materiais errados usados nos pisos, é um deses aspectos negativos. Eu próprio, estive em risco de quedas graves, por mais de uma vez e testemunhei acidentes em nadadores e outras pessoas, por vezes, com danos físicos, tais como fracturas e contusões.
    Os ralos, com forte poder de sucção e sem as protecções adequadas, também os vi em algumas dessas piscinas.

    Quanto ao caso da Isabella, que dizer se não que a natureza humana, para além de gente muito boa, gera também monstros com comportamento difícil de compreender por pessoas normais.É gente desequilibrada, doente e inumana. Que tem de ser implacavelmente punida. Mas para quem a punição, mesmo exemplar, provavelmente não será capaz de alterar esse íntimo criminoso que estará agarrado aos genes, de forma definitiva.

    ResponderExcluir
  16. Odele e Flávia

    Sempre torcendo por vcs lindas!

    ResponderExcluir
  17. Oi Odele, bom dia!
    Fiquei muito feliz pela sua visita a meu blog...
    Estou tentando, como muitos, divulgar ao máximo o caso da Flávia, tenho esperança de que nossa voz será ouvida...
    Fique em paz, grande beijo.

    ResponderExcluir
  18. Nunca é demais alertar para os perigos reais. Beijos para vocês.

    ResponderExcluir
  19. Não ficarei no lugar comum ao enaltecer essa sua tão arrojada missão. Mas parabenizo revista que encontrou-a porque no mínimo demonstra atenção para algo que realmente é de enorme interesse coletivo.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  20. Bom dia, Odele!
    Passando para uma visita, sempre na esperança de dias melhores.
    Tem um mimo para vcs em meu blog.
    Tenham uma semana abençoada.
    Abracinhos
    Sue

    ResponderExcluir
  21. Odele

    Não há problema algum em não fazer os desafios propostos pelos blogs, pois todos sabemos da sua luta. Tenho certeza que o objetivo de todos é fazer com que sua luta seja cada vez mais conhecida.
    Abracinhos
    Sue

    ResponderExcluir
  22. Olá minhas queridas, acabei de ler o horror do caso de Isabella, não consigo acreditar que o pai fizesse isso à filha... Aqui em Portugal, também se especula sobre Maddie, e é muito estranho o que se passou estando ainda no segredo dos Deuses.

    Mas falando de vocês, e da Nossa Flávia, como é que estão? Eu tenho andado isento de comentários, mas também tenho tido muito trabalho, e agora ando nesta da poesia... e outras coisas virão, vocês serão as primeiras a saber, depois conto-vos por e-mail.

    Milhões de beijos para as duas, do Beezz

    ResponderExcluir
  23. Odele,
    bom dia
    acabo de visitar seu site e fiquei muito indignado com o que você nos conta. É um descaso mesmo, um absurdo.
    Entrei no site da Jacuzzi e escrevi o email abaixo:
    "Isso mesmo Srs. é lamentável o descaso com que esta empresa trata o caso da Flávia, em coma há dez anos, vitimada pela sucção de uma piscina da Jacuzzi. Seria de se esperar que esta grande empresa tratasse seus clientes com mais responsabilidade e respeito. É lamentável que o fato tenha ocorrido, mas é mais lamentável ainda que nada tenha sido feito a não ser adiar e procastinar os efeitos da justiça. Uma colaboração desta empresa seria a melhor propaganda srs. Eu certamente instalaria uma piscina da Jacuzzi se soubesse que em caso de acidente seria tratado com respeito, mas vejo que terei que procurar outra empresa mais responsável. Farei meus amigos conhecerem esta decisão."
    Sugiro uma campanha de emails para essa empresa visando fazê-los entender que precisam mudar de atitude.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails