Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

INFORMAÇÃO E CONSCIENTIZAÇÃO

- 23 de novembro de 2007
Hoje transcrevo aqui, no blog de Flavia, um texto escrito por Maria Alice Miller, Designer de Interiores e moradora do Rio de Janeiro - Brasil. Este texto foi extraido do blog Casa con Design e tem o mérito, além de ter sido bem escrito, de mostrar o interesse de uma pessoa, que por conta de sua profissão, poderá opinar e alertar seus clientes no momento da compra e da instalaçao do equipamento de sucção de suas piscinas. Maria Alice, por ter lido os posts do blog de Flavia tomou conhecimnto de um perigo que não sabia existir, o dos ralos de piscinas mal dimensionados, mal vendidos, mal instalados. Informação e conscientização sobre o perigo existente nos ralos de piscinas, são de fundamental importãncia para que novas tragédias possam ser evitadas.

Com vocês, o texto de Maria Alice.

"Estamos num blog de design, decoração, interiores, tudo bonito e "pra cima". Mas creio que existem algumas coisas na vida que a gente não pode simplesmente deixar de lado e fingir que não existem. Principalmente em se tratando da história de Flávia, uma jovem de 19 anos que vive em estado de coma devido a um acidente que sofreu em uma piscina - um dos itens mais desejados por quem curte casa e interiores bonitos... Conheci a história de Flávia (e ainda a estou lendo, post a post), através do blog Querido Leitor, de Rosana Hermann, que visito diariamente. Rosana fez um post sobre o blog que a corajosa mãe de Flávia, Odele Souza, mantém desde janeiro deste ano, objetivando alertar para os perigos ocultos em ralos de piscinas, protestar e denunciar a lentidão da justiça brasileira em condenar os culpados.

Aos 10 anos de idade Flávia era uma menina bonita e saudável, como tantas outras em todo o país. Numa tarde, foi à piscina de seu edifício em São Paulo, no bairro de Moema - acompanhada de seu irmão, e seus cabelos foram sugados pelo ralo da piscina, pois a bomba do filtro estava superdimensionada para o tamanho da piscina. Ela ficou submersa, sem respirar, e teve uma parada cárdio-respiratória. Após ser retirada da piscina, foi levada a um hospital e não se recuperou do estado de inconsciência em que vive há quase 10 anos.Logo após o acidente, cheia de despesas médicas, Odele solicitou ao síndico do edifício onde morava o pagamento de seguro contra acidentes pessoais, e não foi atendida, pois tal pessoa alegava que, se fizesse isso, o condomínio estaria reconhecendo sua culpa. Neste ponto, Odele percebeu que o que aconteceu à Flávia não foi apenas um acidente, mas negligência.

 A bomba do filtro da piscina foi trocada pelo condomínio do edifício por um modelo mais potente que o indicado para o tamanho da piscina, e o fabricante, a Jacuzzi do Brasil, não tem nenhum alerta a respeito em seus manuais de produto. Foi então que ela decidiu começar sua luta, que dura até hoje. Foi um duro caminho até encontrar um advogado que aceitasse o caso, mas felizmente ela o encontrou, e a ação na justiça foi impetrada contra o condomínio do edifício - que instalou um mecanismo de sucção na piscina de forma indevida - contra a AGF Seguros - para receber o seguro contra acidentes pessoais, que acabou sendo pago, um ano e onze meses depois, sem juros nem correção monetária - e contra a Jacuzzi do Brasil - que vendeu o equipamento sem fazer constar em seus manuais nenhum alerta ou ressalva a respeito de sua potência.

O processo está na justiça de São Paulo desde 1999, onde já recebeu duas sentenças que não condenaram os réus a pagar a Flávia uma indenização condizente com a gravidade do acidente que sofreu. O processo está indo para Brasília, onde Odele espera que os juízes analisem os autos - onde constam vários laudos periciais indicando a causa do acidente - e condenem os réus de forma satisfatória.Estive no site da Jacuzzi, que já inclui pelo menos em duas páginas - aqui e aqui - a informação de que a configuração da grade de seus ralos "evita o entalamento de dedos, brinquedos e outros objetos". Há também um outro alerta na página sobre ralos, que diz o seguinte: "Por segurança, para que nenhum usuário corra o risco de ficar preso à grade sugado pela bomba do filtro, nunca se deve instalar um único ralo de fundo isoladamente. Deve-se adotar um dos seguintes procedimentos:(...)". Trata-se de um sinal de que a empresa reconhece que o perigo existe, mas não o destaca como deveria, nem menciona que cabelos compridos são mais fáceis de ficarem enroscados ao sistema de sucção, se ele não for bem dimensionado.

O blog mantido por Odele já correu o mundo, mas ainda é pouco acessado no Brasil. De Portugal vieram os maiores apoios e também notícias de outros acidentes ocorridos em todo o mundo, inclusive com mortes. São crianças e mesmo adultos, que têm partes de corpos sugados, e que sofrem mudanças trágicas em sua vida, que poderiam ser evitadas. Aqui no Brasil há o caso de duas mulheres que sofreram o mesmo acidente de Flávia (foram sugadas pelos cabelos), em uma piscina de um motel, e que vieram a falecer.

No blog de Flávia há diversos casos relatados e documentados. Acho importante divulgar a história de Flávia, tanto para que vocês visitem o blog e dêem seu apoio a Odele, quanto nós precisamos saber que aquilo que deve ser só prazer - uma bela piscina em casa, ou em seu condomínio - pode ter um lado sombrio pouco divulgado. É importante que a gente saiba que é necessário contar com profissionais para projetar ou reformar uma piscina, e que estes profissionais devem ser informados sobre inúmeros detalhes desta construção pelos fornecedores e fabricantes de equipamentos que fazem a piscina funcionar perfeitamente. Afinal de contas, a Jacuzzi, uma das maiores e mais respeitadas fabricantes de produtos para piscina no Brasil está sendo processada por não orientar corretamente sobre a adequação dos equipamentos que fabrica para piscina. Finalmente, creio que, como cidadãos, temos o dever de pressionar a justiça brasileira para que mude, e mude muito. É necessário mais que "apressar um processo": é preciso que a justiça sirva de fato a quem precisa. Flávia tem uma mãe esclarecida e obstinada, que está tentando garantir que os responsáveis pelo atual estado de sua filha paguem pelos cuidados médicos que ela necessita.

Mas quantos brasileiros não chegam nem perto da justiça, por se saberem fracos e totalmente despreparados para sequer atuar junto a uma defensoria pública num caso sério, que envolva pessoas ou empresas com poder? Quantos processos encravados no judiciário têm que permanecer desta forma até que a justiça brasileira seja reformada de modo a atender rapidamente pleitos corretamente elaborados e comprovados?

 PS.: O nome do blog de Flávia é o FLAVIA, VIVENDO EM COMA, onde há informações o completas sobre o caso, constando inclusive o número do processo, laudos periciais e várias notícias de acidentes parecidos em todo o mundo.
Publicado por Maria Alice 18:05:17"

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

27 comentários

  1. Querida Odele,

    Um texto muito bem escrito e muito pertinente ...

    sem dúvida que alertar para os perigos das piscinas para quem quer comprar casa nova é uma atitude bem digna ...

    beijinhos e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  2. Olá Odele!
    Sinto muito pelo acidente com a sua filha e pelo descaso da justiça.
    Fiz um link do seu blog ao meu.
    Te desejo força e boa sorte na sua luta.
    Abraços com carinho,
    Sônia Maria

    ResponderExcluir
  3. Oi, Odele! Vim conhecer seu blog através do blog Maravilhas do Crochê e fui surpreendida pela estória da sua filha. Realmente pouco se divulga sobre esse tipo de fatalidade...
    Vou divulgar seu blog também, pois creio que mais pessoas como eu não sabem do risco que correm.
    Que Deus continue a lhe dar forças para cuidar de sua linda filha.
    Beijocas.

    ResponderExcluir
  4. Oi Odele.
    Dediquei o award "Este Blog vale a pena conferir" ao seu blog. Parabéns por sua luta e espero que o resultado seja o esperado por você.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Prezada Odele,

    Coloquei todo meu vigor neste texto para ajudar um pouquinho à causa de Flávia. Se Deus quiser, você vai vencer esta luta.

    Um grande abraço!
    Maria Alice Miller

    ResponderExcluir
  6. Hola Odele!!!, oportuno el post de Maria Alice. El próximo domingo se conmemora el Día Internacional Por la No Violencia de la Mujer...lo de Flavia también es VIOLENCIA.
    Abrazos, besos, mucha fuerza. Hasta cada día.

    ResponderExcluir
  7. Olá Odele,

    Fiz uma divulgação do seu blog no meu.
    Quanta injustiça e descaso!
    Que Deus continue lhe dando forças, não tenho mais palavras, me desculpe, pois sou mãe e posso compreender sua dor.

    Abraços.
    Rosina

    ResponderExcluir
  8. ola odele !!! fiquei chocada com tudo isto e coloquei um post no meu blog sei que é pouco mas espero que seja util p que coisas assim nã aconteçam com nossas crianças... bjos no coração e força amiga

    ResponderExcluir
  9. Oi Odele! Que bom que ainda existem pessoas solidárias... Você vi quantos amigos abraçaram a causa da sua filha querida?!

    Beijos pra vocês e feliz fim de semana

    ResponderExcluir
  10. querida amiga, sou eu quem te agradeço por, apesar de tanta dor e sofrimento, compartilhar conosco, pais, sua história, de modo a nos alertar para os perigos de uma piscina...que Deus proteja você e sua família...tenha fé que tudo dará certo...já amamos muito a menina Flávia e torcemos pela sua recuperação...bjus...isa brum
    semestresse.blig.ig.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi Odele!
    Nos que temos blog e podemos divulgar, acho que eh mais que obrigação.
    Que Deus te de muita força pra lutar pelos seus direitos e principalmente pela sua filha.
    Que ilumine seu caminho e nunca desista de seus objetivos, te adimiro muito.
    Tudo de bom.
    Bjs!!
    Andrea

    ResponderExcluir
  12. Olá Odete

    Soube da história de sua filha através do blog da Lindinha Agulhas coloridas que está divulgando para todas as amigas blogeiras.

    Passei aqui para deixar minha solidariedade te desejar muita força e sucesso na sua luta.

    Divulguei seu blog no meu cantinhos

    bjs
    Patty

    ResponderExcluir
  13. Querida Odete, tenho uma filha de 08 anos e essa história pra mim foi muito dolorida, confesso que até chorei; pois tenho uma filha e sei do amor que nós mães temos por nossos filhos e de quanto sofremos por eles, vim conhecer seu blog através do blog da minha amiga Marcinha, infelizmente neste país que vivemos a justiça é morosa demais, as pessoas deveriam assumir suas responsabilidades e sua culpa sem precisar entrar na justiça, e a justiça deveria agir com prestesa, pois somos nós que pagamentos os impostos que bancam o salário dessas pessoas, deicho aqui meus sinceros sentimentos de fé e carinho para Flávia e famíliares. Abraços carinhosos.

    ResponderExcluir
  14. Querida Odele: Faço jus ao texto de Maria Alice. Parabéns a ela, pela atitute, texto coerente e acima de tudo refletivo para os que possuem piscinas ou as desejam. Um texto que deveria estar presente nos muito blogs que conheço. Infelizmente não possuo. Continuo desejando-lhe muita garra e a Flavia muitos beijos! Deus as abençoe!!!

    ResponderExcluir
  15. José Miguel24 novembro, 2007

    Cara Odele,

    Lemos muito a respeito da Flávia nesse blog. Não tudo, mas o suficiente para perceber mais uma vez a vergonha que é a justiça no nosso país.
    Vou citar um caso que ocorreu aqui no nosso município:
    Um rapaz de 21 anos sofreu um acidente de motocicleta. Aparentemente simples, sem muitas consequências. Ocorre que o socorro foi feito por outros motoqueiros que o levaram numa moto ao hospital que, sem condições de atendimento, o encaminhou a outro município (Fonte Boa, a pouco mais de 100KM de barco de Jutaí, ou 10 horas de viagem), que na sequência, o encaminhou a Manaus (mais 1 dia e meio de barco).
    Resumindo: O municípío não tem nem ambulância nem a população é habilitada para digirir. O rapaz está paraplégico, a família não tem condições nem financeira, nem como lutar na justiça em busca de algum direito.
    Nesse caso, vale comentar dois aspectos: 1) as condições dos municípios do interior do Amazonas são muito além de precárias. Em todas as áreas a população não tem acesso aos seus direitos sociais; 2) a população não tem o esclarecimento mínimo sobre seus direitos. Isso faz com que, num caso infeliz como o do rapaz em questão, a família fique na dependência de amigos e deles próprios.

    Fiz questão de citar esse exemplo, para parabenizá-la pela clarevidência e coragem com que encarou o problema da Flávia e, pelo que podemos concluir, a persistência demonstrada nesses quase 10 de anos de luta.
    Você é uma batalhadora! Rezo para que Deus acompanhe sua luta e a torne uma vencedora e proporcione dias melhores para vocês e a Flávia.

    Um grande abraço

    José Miguel e Família
    Jutaí-Amazonas

    ResponderExcluir
  16. Olá Odele, o meu sincero lamento pelo sucedido à sua princesa.
    Cá em Portugal já sucedeu o mesmo num parque aquático público na àrea de Lisboa com a morte de uma criança, são lamentáveis estes casos de pura negligência.
    Irei divulgar por cá o mais possível este caso, já coloquei o link no meu blogue.
    Esperemos que uma luz ilumine a FLÁVIA, QUEM SABE?
    E QUE JUSTIÇA PARA SER FEITA TEM DE SER RÁPIDA.

    BEIJOS

    PAULA

    ResponderExcluir
  17. Olá amiga Odele li a respeito do acontecido e confesso que fiquei chocada..Te desejo toda a força do mundo e vamos unidas pedir por justiça.
    Vou fazer um link do seu no meu blog.
    Fique com Deus amiga.

    ResponderExcluir
  18. Cada vez que entro no meu blog, vejo a fotografia da Flávia e rezo por ela. Não precisa agradecer-me. Faço isso com muito carinho como se ela fosse a minha filha (tenho uma filha com 30 anos e um filho com 22).
    Um grande beijinho verdinho

    ResponderExcluir
  19. Olá Odele,
    encontrei seu blog no blog de uma amiga "Carla, artesanato e croche" e vim visitar.
    Sinto muito pelo acidente de sua filha...
    Sinto mais ainda por ver como a justiça tem sido negligente com vcs.
    Espero em Deus que a Justiça seja feita para que possa amenizar um pouco seu sofrimento.
    Desejo que Deus abençoe vcs.
    vou add no meu blog.
    bjokas, Cátia

    www.artesdatata.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Oi Odele!
    Posso imaginar seu sofrimento, também sou mãe.Querida publiquei seu caso em meu blog também, e peço a Deus que entre com a sua providência, pois o que para nós é impossível,para Deus tudo é possível, tudo pode...
    Que Jesus te dê toda a força que você precisa.
    Bjus
    Rose

    ResponderExcluir
  21. Olá Odele mais uma vez.
    Obrigado pela cedência de autorizar as fotos que já coloquei no meu blogue para divulgação e tambem linkei.
    Beijinhos

    Paula

    ResponderExcluir
  22. Odete!
    Não tenho palavras! Sou mãe. Meus filhos estão crescidos, tinha muito medo quando iam em excursões com piscinas, isso sem conhecer o peigo dos ralos. Você é íncrível. Além dessa luta, achei importante a divulgação. Ainda não li todo seu blog, fiquei muito emocionada, o texto que você escreveu a sua filha pela passagem para o ano 2000, me deixou arrepiada. Será que um dia vamos entender o porque disso tudo?
    Que continue tendo forças.
    Beijos com carinho.

    ResponderExcluir
  23. Oi Odele
    Peço desculpas,fiquei tão chocada que um certo momento senti escurecer a tela. Não prestei muita atenção no seu nome e li errado.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  24. OLA ODELE VIM POR MEIO (MELHOR PRESENTE de minha sobrinha. quero parabenizá-la por sua digna luta e

    expressar minha indignação por pessoas que se intrometem a fazer e se candidatarem a coisas na vida sem terem o minimo preparo para tal tarefas como o do condomínio em que ocorreu a imprudencia de deixarem a instalação errada em uma piscina tanto por parte de sindico e tanto por parte do técnico da jacuzzi...estou com vc e te engrandeço por tua luta, q com certeza irá conseguir a punição
    vamos confiar ainda

    ResponderExcluir
  25. FATIMA SP BR27 novembro, 2007

    ODELE
    VIM POR MEIO MELHOR PRESENTE , DE MINHA SOBRINHA,JÁ EXPRESSEI MINHA INDGNAÇAO VOU ME INTERAR UM POUCO MAIS SOU MÃAE DE 2 FILHAS DANIELA E JULIANA E UM FILHO LEONARDO E MTO FELIZ POR TER MINHA FAMÍLIA ABENÇOADA COM 4 NETOS IGOR 9ANOS,LUCAS 7, CAIO 6 ANOS E ARTHUR 5 ANOS FUI AVO´´ CEDO...E COMO VC
    LUTARIA COM CERTEZA POR TODOS Q AMO.
    A FLAVIA É LINDA .CONTINUE SUA LUTA
    POR ELA NÃO SE ENTREGUE NUNCA .
    POR ISSO SOMOS MÃES...DEUS ABEMÇOE TUA FAMÍLIA UM GDE ABRAÇO à´VC COM
    CARINHO
    AGRADEÇO TBEM PELO ALERTA ATODOS MNÓS BJSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  26. Bravo Odele!

    bjs do
    M
    Á
    R
    I
    O
    RELVAS

    ResponderExcluir
  27. Boa Tarde Odele! Há dois meses conheci o Blog da Flavia e me identifiquei muito com seu caso,pois tenho uma filha de sete anos que vive em coma há um ano por envenenamento em sua propria escola que ate hoje nao assumiu as responsabilidades e Eu como voce luto por Justiça
    Um Abraço Licia São Luis MA

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails