Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

ÓRFÃOS DA LEI

- 6 de outubro de 2007
"CEGUEIRA, LENTIDÃO E IMPUNIDADE.
Por SOARES 14/05/2007 às 10:02

Dizem que a Justiça é cega. Pois no Brasil, sabemos todos, alem de cega ela é lenta. Lenta em prejuízo dos pobres e lenta em benefício dos ricos e poderosos. O cidadão pobre, para fazer valer algum direito ofendido, tem que se submeter a uma maratona que costuma durar anos ou até décadas, e muitas vezes, termina como causa perdida. O cidadão rico, especialmente agentes públicos do alto escalão dos três poderes, quando apanhado em alguma ilicitude, e , por isto, indiciado, conta com a lentidão da Justiça para escapar ileso, ao final do processo"

O texto acima pode ser lido na íntegra no seguinte link:
CEGUEIRA,LENTIDÃO E IMPUNIDADE


Quando há quase nove anos atrás o processo de Flavia deu entrada na Justiça Paulista, nosso advogado, Dr.José Rubens Machado de Campos, me alertou para a morosidade de nossa Justiça. Dr.José Rubens não me iludiu, tampouco me disse que seria fácil a nossa batalha judicial, quando no início de 1999, foi pedido à Justiça Paulista que condenasse os réus, entre eles a multinacional americana Jacuzzi do Brasil, a pagar à Flavia uma indenização, tendo em vista as graves seqüelas decorrentes do acidente com o ralo de piscina que a deixou em coma irreversível.

Na entrevista sobre a lentidão da Justiça Brasileira, feita pela TV Record dia 27.03.07, tendo como exemplo o caso de Flavia, mostrou-se que no Brasil existem 62 milhões de processos aguardando por julgamento, a maioria deles em São Paulo. Entrevistado pela reportagem da TV Record o Sr. Jarbas Machioni, presidente de Comissão da OAB, disse:

“– São Paulo tem uma das piores justiças em termos de morosidade e aparelhamento do Brasil, se não for a pior."

"- O problema de São Paulo é gestão, principalmente gestão. Nós precisamos de uma solução técnica, compreender o nosso problema e apresentar solução com administradores e não juízes e advogados, quer dizer, nós podemos participar, mas tem que ser técnico”.

Que a Justiça brasileira, principalmente a justiça paulista é extremamente lenta, é um fato que, infelizmente, venho constatando e vivendo com grande indignação e revolta. Quando aconteceu o acidente com minha filha e teve inicio o processo de indenização na 8ª.Vara Cível de São Paulo, há quase nove anos atrás, Flavia era uma criança, hoje ela é já uma mulher e ainda aguarda em coma, que a justiça lhe conceda a indenização pleiteada. Os juízes que julgaram o pedido de indenização de Flavia nas duas primeiras instâncias, após cinco e sete anos do início do processo, ignorando as provas apresentadas, concederam indenização infinitamente inferior àquela pleiteada, obrigando-nos a recorrer mais uma vez, e agora, - e este "agora" já faz tempo – o processo de Flavia em última instância, deverá ser julgado em Brasília.

O que me deixa indignada é saber que nosso sistema jurídico é conduzido por homens de inteligências brilhantes. Como entender e aceitar que nenhum deles ou todos eles juntos não consigam encontrar uma solução para agilizar os processos e tirar a Justiça paulista do marasmo e do limbo jurídico em que há tanto tempo se encontra?! A lentidão da Justiça favorece e contribui para a impunidade, desestimula o exercício da cidadania e é um desrespeito aos nossos direitos. A lentidão da Justiça a torna injusta e nos deixa a todos, órfãos da lei.

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

16 comentários

  1. "Dizem que a Justiça é cega. Pois no Brasil, sabemos todos, alem de cega ela é lenta. Lenta em prejuízo dos pobres e lenta em benefício dos ricos e poderosos."

    esta frase aplica-se também a Portugal e o resto do teu texto também ...

    infelizmente é assim ... valores altos que desconhecemos certamente se levantam para que tudo caminhe assim ....

    beijinhos

    ResponderExcluir
  2. entrei aqui por acaso. E saio com o coração apertado pelo vosso sofrimento, e pela lentidão da justiça. E porque chego á conclusão que nada posso fazer.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  3. Ainda bem que existe a esperança de um mundo melhor, se nao houvesse a esperança estariamos perdidos, pois justiça creio somente na de Deus!!!
    Um excelente inicio de semana para ti querida Odele.
    Big Kiss

    ResponderExcluir
  4. Parece que estás a escrever sobre Portugal. Por cá é igual se não for pior, um caso quase idêntico arrastou-se e ainda se arrasta há anos, é uma tristeza mas não podemos baixar os braços edeixar esses energúmenos ficar impunes. Força e boa semana.

    ResponderExcluir
  5. É a primeira vez que visito seu blog, também cheguei aqui por acaso. Nesse momento me sinto emocionada e com uma grande certeza que você, por toda luta e perseverança, é um ser humano iluminado, movido pelo amor incondicional. Sem mais palavras, torço para que a justiça dos homens seja justa com sua família. Deus vos abençoe.

    ResponderExcluir
  6. Tenha fé minha amiga! Muita força nesta sua luta...

    Que Deus te abençoe todos os dias por esse seu amor incondicional a sua filha.

    ResponderExcluir
  7. Olá Odele,

    Realmente a justiça é muito injusta!!

    Acabei de colocar este post que penso vir de encontro ao que postou.

    Um abraço amigo

    Que fazer nos dias de hoje perante a crise de valores que afecta a sociedade? Hoje mais do que nunca se nos depara esta pergunta. A sociedade é um circo onde o mediatismo e o falar "bem" sugere um boa prática, mas não é verdade. Encontramos hoje em quem está no cumprimento de tarefas "públicas", um palavreado quase circense. Fala-se muito, mas pouco se faz devidamente. Quem pugna pela verdade, quem luta por direitos, quem denuncia civicamente actos dúbios é apelidado de contra e logo é taxado com algum partido, ou opção de vida menos clara, ou saudável. Tudo tem que ser unânime em bênção de uma política selvagem que nos traz constantemente interrogações sobre a conduta dos "servidores públicos".

    Quem diz de sua justiça, imbuído de boas intenções, tentando contribuir para a melhoria do grupo/sociedade é visto como um ser amaldiçoado e atiçam-lhes os "cães", pagos com o nosso contributo fiscal. Tudo isto para vos dizer que não claudicarei, que não pararei de ao abrigo desta Constituição da República, "por enquanto", em elevar a minha voz incómoda para os incapazes e facilitistas, mas de esperança para quem vê frustrados os seus Direitos Constitucionais e Humanos.

    Portugal vai mal. Caminha sem sentido. Só uns iluminados discordam.Temos que lhes trazer a luz caros amigos ou nem por isso, contem com a minha voz na Defesa dos Direitos das pessoas Diferentes. Quem algum dia pensou que me podia comprar, já há muito que sentiu desânimo e até se calhar terá problemas depressivos. Felizmente não somos todos iguais e uma coisa que aprendi ao longo da vida, é que devemos ser felizes com aquilo que temos e andar de cabeça bem levantada.

    Assim continuarei enquanto Deus me der forças, neste país de iluminados agnósticos ou maçónicos que gostaria de respeitar, se eles respeitassem as opções dos outros.

    ResponderExcluir
  8. Cara mãe da Flávia
    nunca passei por uma dor como essa, tenha 26 anos, sou perfeita tenho todos da minha família viva, sou casada e sou feliz! mas vivo os dias a pensar que qualquer dia, sem pensar algo trágico pode acontecer e afinal estamo TODOS sujeitos! Tento me colocar em seu lugar mas jamais conseguirei, todavia, penso que compreendo a sua vontade de estar aqui ( na net)! não acho que vc estaeja expondo vc ou sua filha desnecessariamente, penso que, ao contrário, além de levar ao conheicmento isso tb te ajuda, como uma forma de terapia, de colocar um pouco dessa dor pra fora, de relatar a sua "nova" vida, o seu novo cotidiano, assi como tantas outras pessoas o fazem! SE um adolescente feliz, sente necessidade de compartilhar suas alegrias, porque vc não haveria de querer compartilhar sua dor! ESpero q vc tenha forças paranão se importar com gente quem vem aqui dar PITACO, te JULGAR e até tentar te humilhar como esse cara aí que manda vc FACILITAR a partida de sua filha! OU!!!! pe´ra lá, vc a ama, quer viver pra ouvir nem que seja uma última palvar sair d aboca dela, um pequeno abraço!
    Tb a credito que o sorriso dela reflita o amor que ela recebe de vc todos os dias e o reconhecimento por sua doação! os humanos estão muito "prepotentes" de si e muito arrogantes, achando que sabem de tudo! ninguém sabe o mundo que ela vive na cabeça dela.. o que querem q vc faça? a deixe morrer de fome como aquela mulher nos estados unidos? indo contra toda e qualquer filosofia espiritual?
    sinceramente, desejo que vc obtenha sucesso na sua empreitada e que um dia possa ouvir sua filha falar de novo! certamente a incluirei em minhas orações!
    fique com Deus
    Ana Leila

    ResponderExcluir
  9. Cheguei aqui através do Barão.

    Nestes momentos não existem palavras que descrevam a minha tristeza ao ter conhecimento da situação da Flávia.
    Só te posso dizer para nunca desistires e acreditares sempre.

    A justiça brasileira parece que está em consonância com a portuguesa. Parece que em ambos casos temos a sensação de impunidade e que o crime, afinal, compensa.

    Cabe-nos, também, a não menos importante tarefa de denunciar o que está mal. É preciso que se saiba e que a nossa voz, ainda que anónima mas incómoda, vá longe.

    Um abraço para ti e para a Flávia.
    Persistência é a palavra de ordem.
    Nunca desistas!

    ResponderExcluir
  10. Justiça cega, lenta e BURRA!

    um abraço a ambas.

    ResponderExcluir
  11. As vezses não basta só a inteligencia....
    beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem ? Tentei copiar seu post para colar em meu blog, e claro, linka-lo e dar os devidos créditos e não consegui. Estou verdadeiramente chocada, pois algo assim jamais passou pela minha cabeça. Tenho um menino e uma menina, fico a imaginar o tamanho de sua dor.
    Não feche o blog, isso não é se expor e nem expor sua filha, isso é uma lição de vida e um aprendisado, deve ao menos te aliviar um pouquinho que seja, saber que poderá servir de alerta. Veja, a gente coloca os filhos na natação mas evitar algo assim seria totalmente possível, isso foi de uma total negligência e insensibilidade agora da partes envolvidas.
    Faço votos sinceros para que sua dor seja atenuada.

    ResponderExcluir
  13. passei ...

    fica um beijinho terno e amigo

    ResponderExcluir
  14. Buen día!
    Soy de Argentina y acabo de conocer este caso.
    Deseo que la justicia... quite la venda que tapa los ojos en estos casos y ustedes, como famili, puedan hallar PAZ
    luego de tantos años de
    tristeza.

    Dios los bendiga!
    Deus abenÇoe susas vidas!
    Um abraÇo, forte!!!!!

    ResponderExcluir
  15. Mi apoyo. Si es ciega la justicia hay que hacer que tenga luz a través de muchas voces..

    ResponderExcluir
  16. "Justiça cega" "Justiça lenta".
    Não só no Brasil, em Portugal também (como já deu nota Isabel Filipe). Apetece dizer que mais do que cega e lenta a "Justiça" é, sobretudo, IMORALMENTE INJUSTA.

    Boa semana

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails