Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

CORRENDO ATRÁS DE JUSTIÇA. AINDA.

- 11 de junho de 2007
Algumas pessoas, ao comentarem o post deste blog do dia 13 de Maio, onde menciono minha busca e dificuldade para encontrar um advogado que aceitasse assumir o processo de Flavia, gentilmente se ofereceram para me indicar um profissional conhecido. Agradeço a essas pessoas, mas quero esclarecer que este é um relato de algo que aconteceu há mais de oito anos. Terminei por encontrar sim um advogado excelente para cuidar do processo. Falarei sobre isto no próximo post.
=========

Na segunda tentativa que fiz em busca de um advogado para assumir o processo que eu abriria contra o Condomínio Edifício Jardim da Juriti, contra a AGF Brasil Seguros S/A, seguradora do condomínio e contra a Jacuzzi, empresa fabricante do ralo da piscina que sugou os cabelos de Flavia, contatei por telefone o Dr.Tales Castelo Branco, que na época cuidava de um caso de muita visibilidade aqui no Brasil. O Dr.Tales era advogado do Professor Leonardo Teodoro de Castro, acusado de ter colocado uma bomba que provocou a explosão e matou, em julho de 1997, o Engenheiro Fernando Caldeira de Moura, 38 anos, num Fokker 100 da TAN. Dr.Tales, gentilmente recusou meu pedido e me disse que o caso de Flavia estava fora de sua área de atuação.

Fui então encaminhada para uma jovem advogada que havia trabalhado na área jurídica da HP, empresa na qual eu ainda trabalhava. Dra.Neusa, agora exercia sua profissão juntamente com um colega, o Dr.João. Ela, muito gentil e prestativa, chegou a ir algumas vezes ao Hospital Santa Isabel, onde Flavia esteve internada, para obter informações adicionais sobre o acidente, mas sempre esbarrava na burocracia e pouca coisa de relevante ela conseguiu saber. Ele, também com a melhor das intenções, acredito, sugeriu que eu deveria expor minha situação em um programa de televisão, desses sensacionalistas. Recusei a idéia. Depois de pouco mais de um mês Dra.Neusa me disse que não se sentia capaz de assumir um caso tão complicado, e me devolveu a papelada. Pensei: - Pelo menos foi honesta e não me fez perder tempo.

Desta vez procurei o advogado Dr.Renato Arruda, que tempos atrás havia me atendido com muita competência, porém numa área bem diferente desta do acidente de Flavia, e por isso ele me indicou um colega seu. Dr.Renato teve que insistir para que seu colega aceitasse pelo menos conversar comigo. Mais uma vez expus a situação, deixei a papelada com o advogado e fiquei aguardando um telefonema que nunca chegava. Então, mais ou menos a cada 15 dias, eu mesma telefonava para saber se ele tinha uma posição. Em uma das vezes que telefonei o advogado me disse que decidira não aceitar o caso, primeiramente porque não gostava da idéia de só receber seus honorários após o término do processo e depois, me disse ele, porque me achou por demais ansiosa. De nada adiantou minha insistência e até minha promessa de daí em diante lhe telefonar com menos frequência, esse advogado não quis mesmo assumir o processo. Desolada, pedi a ele uma nova indicação e me foi dado o nome do Dr.Dilermando Ciganha, que ao ser por mim contatado, me disse de forma gentil, não ser área de sua atuação e me indicou dois outros nomes: Um homem e uma mulher. Dra.Priscila, a advogada que eu tentava agora contatar, não era pessoa de fácil acesso. Nunca consegui passar da secretária e após vários telefonemas sem retorno, decidi tentar a segunda indicação que me fora dada por Dr.Dilermando.

Nessa nova tentativa fui parar num escritório de advocacia no centro de São Paulo. Enquanto aguardava para ser atendida, eu me perguntava se minha procura acabaria ali. O advogado que me surgiu à frente era um homem idoso e sisudo, e caminhava com dificuldade, arrastando os pés. Pensei: - Coitado, tão velhinho, estaria doente? Tive vontade de me levantar e ir embora mas como já estávamos frente a frente, comecei meu discurso, àquela altura, já bastante repetido. Ao final, considerando a idade avançada daquele advogado e a frieza com que me recebeu, percebi que mais uma vez perdera meu tempo e que ainda não seria desta vez que eu encontraria alguém, que aceitasse assumir o processo que provaria que o gravíssimo acidente ocorrido com Flavia, aconteceu porque ela teve os cabelos sugados pelo ralo da piscina do prédio onde morávamos. E mais uma vez, com minha papelada embaixo do braço, voltei para casa naquele final de dia, pensando com quem mais eu falaria para obter uma nova indicação de advogado. Apesar de minhas tentativas fracassadas, eu precisava continuar correndo atrás de justiça. E eu continuaria.

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

6 comentários

  1. Querida amiga odele lendo seus posts sobre o caso de Flavia a gente nao tem como se comover, que luta a sua...Além do grande golpe que foi ver uma filha ser vitima de uma tragédia essa odisséia para tentar ver justiça nessa injustiça!
    Excelente seu blog creio que tudo isso ajuda e alerta muitas maes com seus filhos em piscinas.
    Uma excelente quinta-feira para ti querida.
    Big Kiss

    ResponderExcluir
  2. Vim ca parar atraves do blog com tomates... e estou emocionadissima!!!
    Não desespere.. ( facil falar nao é?) de certo k havera uma luz ao fundo do tunel...

    Nao sei bem o k dizer fikei mesmo emocionada...

    Um beijo e muita força

    ResponderExcluir
  3. Olá,,

    Sei que não passo por aqui a um tempinho, mas é a correria da vida..
    Você já deve conhecer os prêmios que estão rolando na blogosfera, e um deles é o Blog com Tomates que premia os blogs que lutam pelos direitos fundamentais do ser humano e eu humildimente acho que nenhum dos blogs que visitei até hoje merecem tanto quanto o seu...
    Por isso te citei na minha lista.,,,
    Qualquer coisa dá uma olhada lá no blog..
    Um beijo

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Envie-me o que lhe pedi. Já anotei o seu Mail.
    Abraços e bom fim-de-seman.

    ResponderExcluir
  6. Olá, venho aqui dar um grande beijinho á Flávia, e desejar-lhe as melhoras.

    Para a minha amiga "Guerreira" Odele, força! Continue a lutar, pois só assim se consegue o que se quer, e principalmente que se faça JUSTIÇA!

    Milhões de beijos ás duas, do outro lado do atlântico com carinho.

    Beezz (Carlos)

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails