Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

HIPERTONIA.

- 6 de abril de 2007
A saída de Flavia da UTI não significou, infelizmente, uma melhora sensível em seu quadro clínico e de Fevereiro a Maio de 1998, vivemos dias e noites muito difíceis, com ela em febre constante, principalmente à noite. Para baixar a temperatura, além da medicação, davam banho nela ou usavam compressas de tecido, embebidas em álcool.

Apesar do quadro acima, eu me mantinha esperançosa, eu queria acreditar que ficaríamos pouco tempo no hospital. Para mim Flavia teria alta logo e a enfermeira já contratada, tomaria conta dela enquanto eu estivesse no trabalho e Flavia, pensava eu, iria se recuperando. Mas o tempo passava e eu não via melhora alguma. Flavia dormia quando sentia sono, independente se fosse dia ou noite, e dava para perceber que ela havia perdido essa referência – não sabia quando era dia e quando era noite. Quando acordada, tinha crises fortes de hipertonia, ficava agitada e com muita sudorese. Para quem não sabe, hipertonia é uma hiper atividade do tônus, onde contorções involuntárias, causadas por dano cerebral sofrido, levam a deformidades diversas. Hipertonia é também uma rigidez muscular, desencadeada por um comando cerebral desordenado, comum em quem sofre acidentes cerebrais. As conseqüências da hipertonia são muito agressivas. Demonstrando grande sofrimento, Flavia transpirava, gemia e erguia o corpo da cama, se curvando para o lado esquerdo. Por conta dessas contorções, ela adquiriu uma escoliose que se acentuava a cada dia. Para controlar essas crises de hipertonia, Flavia tomava tanta medicação, que o suor dela tinha cheiro de remédio.

Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

2 comentários

  1. Li muitos dos artigos que escreveste e, naturalmente, não fiquei indeferente.
    Deixa que te diga o quanto admiro a tua coragem e tenacidade.

    Gostaria que me autorizasses a adicionar o teu endereço à minha página.

    Num próximo artigo escreverei sobre a Flávia, se não vires inconveniente.

    Peço-te que dês um beijinho meu à Flávia.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  2. Um Poema, (J.Vitor)

    Ficarei honrada em ter o BLOG de Flavia como link de sua página, pois pude ver através de seus escritos, que você é pessoa inteligente e sensível. Fique à vontade para escrever um artigo sobre Flavia e publicar em sua página.
    Com meu carinho,
    Odele

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails