Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

TRAÇOS E LAÇOS

- 31 de dezembro de 2007

O desenho que ilustra este post  é de autoria do blog Adesenhar. (Portugal)

O autor do blog Adesenhar, do qual sou leitora assídua, propôs lá no blog dele, uma brincadeira, um desafio. Teríamos que olhando para este seu desenho, escrever um texto, um poema, uma frase ou mesmo algumas palavras. Olhei para o desenho, pensei em Flavia, e escrevi o texto abaixo. Adesenhar, também pensando em Flavia, e em solidariedade e receptividade para com este blog, principalmente no dia da Blogagem Coletiva, 17.12., fez um slide com meu texto. Eu adorei o resultado do slide de Adesenhar. Para ver, clic AQUI. É lindo.

TRAÇOS E LAÇOS

Está escuro aqui ...
Mas sigo o som de teus passos
E me agarro a teus braços
Para não cair.

Meus olhos, já quase sem expressão
De tanto olhar para o nada
Se fixam agora em teus traços
Que me alçam como laços
Vou levantar, vou andar, vou voar.

Odele Souza
10.12.2007

Desejo a todos vocês que nos visitam, um FELIZ ANO NOVO. E intensamente desejo que possamos, todos nós, transformar simples traços em fortes laços. De amor, afeto, carinho, respeito, amizade e solidariedade.

Muito obrigada a todos vocês pela presença constante e carinhosa neste blog, durante o ano que termina hoje. Esperamos contar com vocês também neste ano que está prestes a começar. Em meu nome e em nome de Flavia, FELIZ 2008.

Até o próximo post.

Negligência e impunidade: eu e vocês, estamos denunciando!

- 26 de dezembro de 2007
Muito obrigada por todas as manifestações de carinho e desejos de um bom Natal que eu e meus filhos recebemos. Foi muito bom sentir esse carinho.

A periodicidade com que escrevo no blog de Flavia, gira em torno de 5 dias, tempo que considero suficiente para que nossos leitores leiam nossas mensagens. Nesta época, em que muitos viajam por causa das festas de fim ano, pensei em aumentar esse tempo, mas não posso, pois escrever é preciso, e palavras como protestar e denunciar, principalmente no caso de Flavia, não rimam com descansar.

Neste momento em que escrevo estou tentando encontrar um termo adequado para lhes descrever o que estou sentindo pelo resultado da Blogagem Coletiva de Flavia, acontecida dia 17 de Dezembro, e conseqüentemente pelo aumento da visibilidade de sua história. Vaidade? Nenhuma. Felicidade...? Como senti-la com minha filha há tantos anos inconsciente, em coma....?. Mas consigo sentir, de forma intensa, além de gratidão por vocês que nos prestigiam com suas visitas e comentários, com seus posts sobre Flavia, uma enorme satisfação por vir alcançando ao longo do ano de 2007, o objetivo deste blog: Protestar contra a lentidão da Justiça brasileira e alertar para o perigo dos ralos de piscinas.

A participação de vocês nesta luta é fundamental. Fiquei comovida quando no dia da Blogagem e mesmo em dias anteriores, muitos de vocês escreveram sobre o tema deste blog, de forma contundente sobre o acidente e de forma carinhosa sobre Flavia. Simbolicamente vocês abraçaram Flavia, dando a ela uma atenção que os réus, CONDOMÍNIO JARDIM DA JURITI, AGF BRASIL SEGUROS e JACUZZI DO BRASIL, ao longo desses 10 anos, não deram. Todos, continuam brigando na justiça para fugir às suas responsabilidades no acidente que deixou Flavia em coma irreversível.

Sobre formas de expressão: Este blog não tem a moderação de comentários ativada, - isto me tomaria um tempo que uso para cuidar de Flavia, já que conto com pouquíssima ajuda para isto. - mas reservo-me o direito de apagar as mensagens inconvenientes ou de pessoas que se refiram aos réus com vocabulário inadequado, em nada colaborando e até prejudicando minha luta por Flavia. São bem vindos e desejados os comentários de todos que além de abraçar a causa de Flavia, se dão conta da importância e da gravidade dos temas aqui tratados.

Na impossibilidade de transcrever aqui todos os posts apoiando esta causa, mostro a vocês alguns trechos dos posts escritos por:

APOIO FRATERNO - de Mário Leal – Post do dia 17.12.2007
"...A menina Flavia nadava na piscina do prédio onde residia quando seus cabelos foram sugados pelo defeituoso sistema de aspiração do ralo. Desde aquele dia de triste lembrança ela permanece em coma e, neste estado, passou de menina a mulher, tendo completado 20 anos de vida no dia de ontem. Casos semelhantes ocorrem com freqüência, esta a certeza que se extrai de atenta leitura do blogue editado pela Sra. Odele, a genitora de Flavia"

ANDRÉ WERNNER - Post do dia 16.12.2007
".... Ficou implícito também a responsabilidade da empresa JACUZZI do Brasil, a partir do momento em que vendeu os equipamentos – motor e bomba de sucção – ao Condomínio Edifício Juriti – sem especificar detalhadamente, inclusive em manuais, como manda o Código de Defesa do Consumidor – em que condições tais equipamentos podem ser usados, segundo critérios técnicos indispensáveis...”

ESCRIVINHAÇÕES - Saramar – Post do dia 17.12.2007
."..No caso desta menina, imagino que seria dever da empresa (ir) responsável ajudá-la, independente de qualquer ação judicial, de qualquer determinação legal. Para mim, trata-se, antes, de humanidade e responsabilidade.Entretanto, os responsáveis pela tragédia de Flávia lutam de todas as formas para se furtar ao seu dever. E assim, demonstram que são menores que as feras porque estas cuidam de suas crias. Assim, mostram que um tanto de dinheiro enriquecendo os bancos é .mais importante que uma vida transformada em pesadelo e dor..."

FÊNIX AD ETERNUM - Sam - Post do dia 17.12.2007
".....O seu blog é o espaço que, com média de visitas superior a 200, visa, sobretudo, fazer com que “o exemplo de Flavia, possa servir para evitar novas tragédias e que a solidariedade de vocês possa acordar nossa Justiça em coma. Este, profundo”.
O que se pretende fazer é aquilo que Frankl dizia: encontrar o sentido, onde ele parece não querer ser encontrado, encontrar o sentido na prevenção de novas tragédias e no despertar da Justiça...."


CLÍNICA DA PALAVRA – Maristela Bairros – Post do dia 16.12.2007
"...Hoje, estamos juntando os gravetos das vozes individuais de cada blog para tentar, acima de tudo, fortalecer o todo e, quem sabe, falando em coro, sensibilizar os que detêm o poder de dar uma decisão favorável a uma garota que completou, neste domingo, 20 anos sem ao menos poder retribuir os votos de parabéns que tantos lhe mandaram.
O que não acho normal é o silêncio das mídias diante de um fato que, evidentemente, é notícia. Seria um acovardamento diante de uma empresa capaz de pagar espaços e anúncios? Seria uma incapacidade editorial de enxergar o assunto não só como capaz de gerar ibope mas também de cumprir a tão propalada responsabilidade social de cada conglomerado que vive do que acontece com a vida alheia e que genericamente chamamos de informação?
O caso de Flavia merecia, sim, muitas grandes matérias. O perigo que ronda uma piscina, a irresponsabilidade dos que cuidam deste equipamento de lazer, a negligência interesseira de quem fabrica e vende sem se preocupar com o pós-venda e suas conseqüências
na vida das pessoas. Tudo isso seria motivo mais que suficiente para virar notícia."

Quero também agradecer a meus amigos portugueses,- tantos - que desde abril de 2007, vêm assiduamente visitando e comentando no blog de Flavia. São muitos e me perdoem por não poder citar todos aqui, - Este post ficaria extenso por demais - mas além dos amigos já por mim mencionados em posts anteriores, entre outros, tem também:

J. Vítor Silva – UM POEMA DE VEZ EM QUANDO.
Poeta e escritor português que em Abril de 2007, publicou o primeiro post de Flavia em Portugal. Os amigos de Vítor, tornaram-se amigos meus e de Flavia. Vítor, não ficou só no primeiro post. Continuou ao nosso lado ao longo do ano de 2007. Os poemas e textos escritos no blog de Vítor são impecáveis e uma verdadeira aula de história. Pela qualidade do que escreve no seu blog e por sua postura como ser humano, tenho por Vítor, um carinho imenso.

Mário Relvas – AROMAS DE PORTUGAL.
Pai presente (literalmente) de Bruno, um jovem autista de 20 anos. Mário escreve em seu blog principalmente sobre o autismo e nos fornece uma quantidade impressionante de informações sobre essa deficiência, pensando não só em seu filho, como nos demais portadores de autismo. Sem dúvida, o blog Aromas de Portugal, é de utilidade publica. Confiram. Mario, a exemplo de Vítor, volta e meia publicava posts sobre Flavia. É de Mário esta frase que gosto de repetir:
- A solidariedade não pode ser uma palavra vã.

A todas as outras pessoas de Portugal que ao longo do ano de 2007, foram presença assídua no blog de Flavia, nosso MUITO OBRIGADA.

Mas se me é impossível ser feliz com Flavia em coma, minha satisfação é grande pelos números que passo a lhes mostrar e que signficam a resposta de vocês à esta causa.

- Blogagem Coletiva de Flavia em 17.12.2007 – Participações: 191 blogs
- Blogs que têm Flavia nos seus Favoritos = 280
(conf.registro do Technorati no sidebar)
- Média de visitas diárias, conforme estatística do sitemeter: 300
- Flavia...está entre os 100 blogs de lingua portuguesa, mais visitados.
(Conf.atualização feita em 26.12.2007 - colocação nr.97) Clic no link ao lado para conferir.

Sei que devem existir mais alguns blogs que participaram da Blogagem Coletiva de Flavia e não estão aqui relacionados. Me desculpem, procurei o mais que pude, mas agora, preciso encerrar a contagem para continuar com os posts deste blog.
Quero deixar meu agradecimento a quem me ajudou na logística da Blogagem Coletiva, principalmente Lucy Lacey, do Blog Hippos. Luci, muito obrigada por sua bondade e paciência em me orientar a usar alguns recursos de informática que facilitaram meu trabalho na Blogagem.

É isso amigos. Peço que continuem a nos visitar e a deixar comentários durante o ano de 2008 prestes a começar. Juntem-se a nós para denunciarmos esta vergonha que é a lentidão, o descaso e a indiferença da Justiça que tem deixado não só Flavia, mas tantas outras pessoas vítimas de acidentes graves causados pela negligência com ralos de piscinas, sem a assistência devida.

Muito obrigada e até o próximo post.

FLAVIA, RECEBENDO O CARINHO DE VOCÊS

- 21 de dezembro de 2007
Este trabalho com a foto de Flavia foi realizado por Vi Leardi a quem enternecida, agradeço.

Muito obrigada a todos que participaram da Blogagem Coletiva de Flavia. Muito obrigada pelo carinho com que trataram minha filha. Pela indignação mostrada nos posts escritos sobre o conteúdo deste blog, onde há quase um ano venho protestando contra a lentidão da justiça brasileira e alertando para o perigo dos ralos de piscinas, que fizeram e continuam a fazer vítimas em todo o mundo. Neste momento em que estou publicando este post, tenho confirmadas 170 participações. Além disso, os blogs que têm Flavia nos seus favoritos aumentaram de 189 para 269. A todos que fizeram posts e aos que linkan o blog de Flavia, meus agradecimentos. Como disse David Santos sobre esta blogagem, “nossa menina foi acarinhada” por muitas pessoas.

RALOS DE PISCINAS, NEGLIGÊNCIA e IMPUNIDADE foi o tema desta blogagem. Além de reunir muitas pessoas em torno de um mesmo tema, a Blogagem Coletiva oferece a oportunidade de se travar novos conhecimentos, novas conexões, novos links. Aproveitem a incrível lista de links abaixo para conhecer novas pessoas. Com tempo vá clicando em cada um dos links deste post. Veja quais os blogs cujo conteúdo tem algo a ver com você e faça novas amizades, troque conhecimentos e experiências, troque sentimentos e emoções. Troque.

Só Verdades, Adesenhar, Apoio Fraterno, Art&Design de Isabel Filipe, Andre Wernner, Blog do Ronald, Beezzblog, Hippos, Ricardo Rayol, sao, Instantes da Vida Leticia Coelho, De Cara Pra Lua, Le Jardim Èphémère, Memórias Vivas e Reais, Luz, Vi Leardi, Norte, Wind, As Minhas Romãs, Páginas, Sophiamar, Brancamar, Os Bigodes do Gato, O Sino da Aldeia, Sexta-Feira, Sobre Asneiras, Um Poema de Vez em Quando, Agulhas Coloridas, A Menina e as Montanhas, Sonhos de Uma Noite, Comadres Compadres e Companhia, Peciscas, Cheiro de Perfume no Ar, Fashion Family, Pobre Pampa, Espititizar, Colares & Co., Murilismo, Doce Croche, Dossiê Nonsense, A Minha Matilde & Cia, Campo em Flor, Todo Seu, Clinica da Palavra, A Fotografia, Devaneios, Lavanderia Virtual, De Tudo Um Pouco, Marginal Zambi, Elane Rebelo, Palomas de Papel, Maglia Rosa, Simples e Bela, Agulhas Fashion da Patty, Zé Povinho, Tô Doida, Oscar Luiz, Flainando na Web , Gente Sem Saúde. Blogueira, Eu?, O Meu Cantinho na Teia, Aromas de Portugal, Fênix Ad Eternum, Abrindo Janelas, Betty, Jornal da Lua, Rosa147, Quase Um Poema, Uma Simples Cubata, Chawca, Tricroche Tche!, Vilma, Quem Tecla Não Chora, Pinkareta, TK Bresani, Pedro Freire Filho, Mr.Vanderson Freizer, Wilson Resende, Tulipas , Minha Nada Mole Vida, Perfil Blogando, Criancices, Amor Infinito, Blog do zizas, Batuque na Cozinha, Pensamentos, Flor, Fabíola, Pata Irada, Blog da Meire, Galisivorg, Blog do Joseph, Bruxinha, Roccana, Flor de La Mafia, Saramar, Kafé Roceiro, Eu, Marlene, Lusófona, Aline Silva, Pégasus, Sombra do Sol, Everson, Coisas Minhas, Sopa de Letras, Faça Valer a Pena, Kakauzinha, Sidadania, Rosário, Decoração & Artes, Planeta da Luanna, Infinito Particular, Wonderfullife, Àguas da Vida, Paideleo, Uma Conta um Conto, Umbigo do Sonho, Meu Veneno, Simplesmente Maria, Magnetizmo, Nada de Novo, Leite quente com bolachas, Aliciante, Blog do Mangabeira, Tania Defensora, Irmãos Fraternos. Edusofando, SueLinhas, Adoro Crochê, Até que..., Palpiteira, Nylda, Helena, Antonio Castanheira, Escrito A Quente, A Recalcitrante, Blogueios, Casa 101, Blog do Osiris, Cristiane Croche, Mar Azul, Titina Fernandez, Insete, Winds of Change, Olhares de Stellinha, Colomalaleche, La Mascarada, Blog da Maya, Soñar com el alma, etc & tal, Cida Gomes, Elke Di Barros, A Papoila, Blog da Mary, Missangas, Manias da Mary, Belartesanato, Chaveirinho, La Ortiga, Chuvinha

Se você participou da Blogagem Coletiva de Flavia e seu blog ou nome não estão aqui, por favor, deixe um comentário nest post que com muito gosto farei sua inclusão.

E mais: 21

A TODOS UM FELIZ NATAL!

Até o próximo post.

Blogagem coletiva: A solidariedade entre os blogs

- 17 de dezembro de 2007
Foco desta blogagem: Ralos de Piscinas: Negligência e Impunidade!

Tenho visto crescer a cada dia, a visibilidade que a história de Flavia vem alcançando na blogosfera. O blog de Flavia, no início mais conhecido e divulgado em Portugal, agora também vem recebendo visitas, comentários e links de blogs do Brasil, aos quais sou muito agradecida.

A BLOGAGEM COLETIVA programada para hoje, 17.12, tem o objetivo de aumentar a visibilidade da história de Flavia, de forma a alertar para perigo dos ralos de piscinas que além de Flavia, conforme vem sendo documentado neste blog, tem vitimado muitas pessoas pelo Brasil e pelo mundo. Objetiva também mostrar que a lentidão da justiça em condenar os culpados por acidentes que deixam pessoas incapacitadas para uma vida produtiva, essa lentidão é injusta e desrespeitosa para com as vítimas.

A solidariedade de vocês me conforta. E me conforta não só porque sinto este apoio para comigo e minha filha mas porque espero que possamos dar à palavra SOLIDARIEDADE, o real sentido que ela deve ter: Diminuir distâncias, aproximar pessoas, amenizar sofrimentos e ousemos acreditar: Provocar mudanças em situações onde o ser humano é tratado com negligência, indiferença e desrespeito.

Agradeço a todos quantos estão hoje unidos nesta ação conjunta da Blogagem Coletiva em favor de Flavia. Muito obrigada pelo apoio, que nos faz mais fortes, e aumenta nossa esperança por dias melhores, não só para Flavia mas para todos aqueles que possam se beneficiar da palavra SOLIDARIEDADE.

Alguns exemplos de palavras solidárias: (trechos de posts ou comentários deixados neste blog)

André Werner - Brasil - (Sobre a necessidade da Justiça ser mais ágil)
“.....Conte com o meu blog não apenas para essa blogagem coletiva, mas para seguir na marcha da busca pela justiça que não pode faltar no coração do homem, e muito menos dos que se dizem, autoridades constituídas, e fala em nome do povo. Pois que então cumpram os seus desígnios e honrem suas missões. Porque a Justiça tem que prevalecer. Sempre! Porém, mais rápida e mais eficiente. ...”

Adesenhar - Portugal - (Também em Portugal ocorreram acidentes fatais com ralos de piscinas)
“....São já demasiados casos, para que quem de direito faça malhorar a qualidade e segurança dos utilizadores de piscinas, para que não voltem a acontecer e zelar pelo bem estar dos acidentados. Eu digo presente nesta luta que é de todos nós”

Apoio Fraterno - Brasil - (Sobre a reincidência de acidentes com ralos de piscinas).
...Flavia encontra-se em coma num mundo acelerado, cujos fatos sucedem-se uns aos outros como flashes de luz lusco-fusco na noite escura. Os flashes trazem novas vítimas da mesma negligência. Vítimas fatais. Maiores e menores de idade.

Clinica da Palavra - Brasil - (Sobre a falta de interesse da midia em divulgar a história de Flavia)
...O caso de Flavia merecia, sim, muitas grandes matérias. O perigo que ronda uma piscina, a irresponsabilidade dos que cuidam deste equipamento de lazer, a negligência interesseira de quem fabrica e vende sem se preocupar com o pós-venda e suas conseqüências na vida das pessoas. Tudo isso seria motivo mais que suficiente para virar notícia.

Beezzblog - Portugal - (Sobre a força e a persistência da solidariedade)
"...enquanto tu descansavas, não paramos de lutar..."

E meu agradecimento especial a DAVID SANTOS do blog SÓ VERDADES de Portugal, por seu trabalho intenso e focado na divulgação da história de Flavia pelo mundo.

170 blogs até agora confirmaram participação nesta Blogagem coletiva a favor de Flavia.

Se você também participa e o nome de seu blog não está aqui linkado, por favor, deixe um comentário neste post.

Só Verdades, Adesenhar, Apoio Fraterno, Art&Design de Isabel Filipe, Andre Wernner, Blog do Ronald, Beezzblog Hippos, Ricardo Rayol, sao, Instantes da Vida Leticia Coelho, De Cara Pra Lua, Le Jardim Èphémère, Memórias Vivas e Reais, Luz, Vi Leardi, Norte, Wind, As Minhas Romãs, Páginas, Sophiamar, Brancamar, Os Bigodes do Gato, O Sino da Aldeia, Sexta-Feira, Sobre Asneiras, Um Poema de Vez em Quando, Agulhas Coloridas, A Menina e as Montanhas, Sonhos de Uma Noite, Comadres Compadres e Companhia, Peciscas, Cheiro de Perfume no Ar, Fashion Family, Pobre Pampa, Espititizar, Colares & Co., Murilismo, Doce Croche, Dossiê Nonsense, A Minha Matilde & Cia, Campo em Flor, Todo Seu, Clinica da Palavra, A Fotografia, Devaneios, Lavanderia Virtual, De Tudo Um Pouco, Marginal Zambi, Elane Rebelo, Palomas de Papel, Maglia Rosa, Simples e Bela, Agulhas Fashion da Patty, Zé Povinho, Tô Doida, Oscar Luiz, Flainando na Web , Gente Sem Saúde. Blogueira, Eu?, O Meu Cantinho na Teia, Aromas de Portugal, Sam, Abrindo Janelas, Betty, Jornal da Lua, Rosa147, Quase Poema, Uma Simples Cubata, Chawca, Tricroche Tche!, Vilma, Quem Tecla Não Chora, Pinkareta, TK Bresani, Pedro Freire Filho, Mr.Vanderson Freizer, Wilson Resende, Tulipas , Minha Nada Mole Vida, Perfil Blogando, Criancices, Amor Infinito, Blog do zizas, Batuque na Cozinha, Pensamentos, Flor, Fabíola, Pata Irada, Blog da Meire, Galisivorg, Blog do Joseph, Bruxinha, Roccana, Flor de La Mafia, Saramar, Kafé Roceiro, Eu, Marlene, Lusófona, Aline Silva, Pégasus, Sombras do Sol, Everson, Coisas Minhas, Sopa de Letras, Faça Valer a Pena, Kakauzinha, Sidadania, Rosário, Decoração & Artes, Planeta da Luanna, Infinito Particular, Wonderfullife, Àguas da Vida, Paideleo, Uma Conta um Conto, Umbigo do Sonho, Meu Veneno, Simplesmente Maria, Magnetizmo, Nada de Novo, Leite quente com bolachas, Aliciante, Blog do Mangabeira, Tania Defensora, Irmãos Fraternos. Edusofando, SueLinhas, Adoro Crochê, Até que..., Palpiteira, Nylda, Helena, Antonio Castanheira, Escrito A Quente, A Recalcitrante, Blogueios, Casa 101, Blog do Osiris, Cristiane Croche, Mar Azul, Titina Fernandez, Insete, Winds of Change, Olhares de Stellinha, Colomalaleche, La Mascarada, Blog da Maya, Soñar com el alma, etc & tal, Cida Gomes, Elke Di Barros, A Papoila, Blog da Mary, Missangas, Manias da Mary, Belartesanato, Chaveirinho, La Ortiga, Chuvinha

Muito obrigada.

FLAVIA, 20 ANOS, METADE DOS QUAIS EM COMA VIGIL

- 16 de dezembro de 2007
Hoje, 16 de Dezembro de 2007, é aniversário de Flavia. – 20 anos, metade dos quais em cima de uma cama hospitalar, desde que entrou em coma vigil, por ter quase se afogado quando teve seus cabelos sugados por um ralo de piscina, mal vendido, mal instalado e nunca fiscalizado.

O estado em que fica uma pessoa após sofrer um acidente que deixe seu cérebro lesionado, nunca é igual ao outro, cada caso é diferente, pois isto vai depender da extensão da lesão cerebral sofrida. No caso de Flavia por ela ter ficado, não se sabe quantos minutos presa ao ralo da piscina pelos cabelos, ela sofreu quase afogamento e teve morte dos neurônios e de acordo com o neurologista que a acompanha desde que há quase 10 anos ela, já inconsciente, deu entrada na UTI do Hospital Santa Isabel em São Paulo, Dr.Fernando Norio Arita, a extensão da lesão causada ao cérebro de Flavia é de grandes proporções e seu estado de coma, é considerado irreversível.

Flavia, ficou apenas com a audição preservada. Percebi isso quando ao ouvir os latidos de Michele, nossa poodle, Flavia estremecia na cama como se tivesse levado um susto. Notei que o mesmo acontecia quando uma porta batia ou um trovão se ouvia. A expressão de seu rosto também muda quando ela sente dor. Embora sutilmente, reaje a sensações agradáveis, como um carinho, um beijo no rosto, um afago em seus cabelos. Sempre que lhe faço massagens, percebo na expressão de seu rosto que Flavia sente o toque de minhas mãos.

Fora isso, Flavia ficou completamente dependente de tudo e de todos para toda e qualquer atividade. Não fala, não se move, não responde e nem reage a estímulos verbais. Ficou com uma severa disfagia que é a incapacidade de engolir, e por isso precisa receber aspirações traqueais várias vezes ao dia, para evitar que venha a ter problemas respiratorios. A disfagia faz com que ela tenha que ser alimentada por uma sonda gástrica introduzida cirurgicamente em seu estômago.

Outra seqüela debilitante do acidente é a hipertonia, uma hiper atividade do tônus, que se não forem feitas fisioterapias diárias, a pessoa vai ficando deformada. A fisioterapia é fundamental, mas dependendo da condição em que ficou a pessoa, mesmo recebendo tratamento fisioterápico diário, ela vai adquirindo deformidades ao longo dos anos. Infelizmente é o caso de Flavia que tem as mãozinhas e os pés sempre rígidos e crispados, como se estivessem o tempo todo sob forte e constante tensão. Presenciar isto dia após dia é doído. Sinto uma impotência tamanha, que me faz pequena diante do grande sofrimento de minha filha. Amor de mãe deveria ter mais poder.

Com este relato não pretendo absolutamente despertar pena ou piedade em quem quer que seja. Pena merecem as pessoas que por medo de se expor, não exercem a cidadania para si ou para seus entes queridos. Minha intenção é mostrar em quão dolorosa pode se transformar a rotina de vida das vítimas que sofreram acidentes parecidos com este de Flavia. Conforme venho documentando em posts anteriores, acidentes com ralos de piscinas são mais comuns do que se pensa.

Por favor, leiam os casos documentados no blog de Flavia e precavenham-se. Se você mora em um prédio de condomínio, exija que o síndico providencie, por empresa devidamente habilitada, vistoria técnica no sistema de sucção da piscina. E se você é responsável pela compra e instalação de qualquer equipamento de sucção de piscinas, exija que o fabricante desse sistema, ( no caso de Flavia, a JACUZZI DO BRASIL ) efetue a venda com todas as informações necessárias à correta instalação desse sistema. Precavenham-se.

Fiquem com nossos sorrisos e nossos agradecimentos pela divulgação que possam fazer da história de Flavia, que representa UM CASO, DE TANTOS QUANTOS SABEMOS EXISTIR DE NEGLIGÊNCIA E IMPUNIDADE.

Que o exemplo de Flavia, possa servir para evitar novas tragédias e que a solidariedade de vocês possa acordar nossa Justiça em coma. Este, profundo.

Muito obrigada e até a BLOGAGEM COLETIVA DE AMANHÃ, dia 17.12. Contamos com sua participação.

PS: Isabel, muito obrigada por seu trabalho com nossas fotos, um lindo presente de aniversário para mim e Flavia.

17.12.2007 - BLOGAGEM COLETIVA PARA FLAVIA!

- 12 de dezembro de 2007
Procedimentos para a blogagem coletiva do dia 17.12.2007 - 2a.feira

Atendendo à solicitação de algumas pessoas que têm dúvidas sobre como participar desta blogagem coletiva, segue orientação:

- Copie o selo acima e cole antes de seu post. Se souber fazer a foto com link, por favor faça, mas para quem não souber, faça da forma mais simples, apenas copie o selo e leve-o para o início de seu post. Nesse caso, por favor, mencione em seu texto, o endereço/link deste blog.

- O TEXTO-
Fique à vontade para escrever um texto sobre o tema do blog de Flavia, constante no selo acima, mas se preferir, e apenas se preferir, faça uma pequena introdução e copie o texto deste blog do dia 05.12 (o segundo post antes deste) sob o título: RALOS DE PISCINAS – EXIJA FISCALIZAÇÃO!. É um texto que não é longo e dá uma boa idéia da história de Flavia. Importante: Neste caso, por favor, mencione que o texto é de minha autoria.

Até agora 64 blogs confirmaram adesão à Blogagem Coletiva de Flavia:

Só Verdades, A Desenhar, Art&Design de Isabel Filipe, Aromas de Portugal, Clinica da Palavra, Hippos, Páginas, Murilismo, Uma Simples Cubata, Peciscas, Norte, Pinkareta, Fragmentos de Mim, Apoio Fraterno, Brancamar, Agulhas Coloridas, Sam, Bruxinha, je vois la vie en vert, As Minhas Romãs, Aguas da Vida, Beezblog, Flainando na Web, Leticia Coelho, Sexta-Feira, A Minha Matilde & Cia, Instantes de Vida, Lusófina, Blogueira,Eu?, Filhos de um Deus Menor, Blog do Ronald, Rosa, Blog do Joseph , Sophiamar, Por Entre Montes e Vales, O Sino da Aldeia, Galisivorg, Chousa da Alcandra, Gente Sem Saúde, Espiritizar, Lavanderia Virtual, Meu ouvido não é penico, Quem tecla não chora, Fragmentos, Blog da Mary, Blogs de Qualidade, Coisas Minhas, Sopa de Letras, Meu Veneno , De Cara Pra Lua, Pobre Pampa, Faça Valer a Pena, A Menina e as Montanhas, Memórias Vivas e Reais, Dicas Blogger, Ms. TPM, Pata Irada, Tô Doida, Oscar Luiz, Aguas da Vida, André Wernner, Webclub, Memórias Vivas e Reais, Pégasus.

Se você confirmou adesão e não está vendo seu nome relacionado aqui, deixe um comentário. E se você ainda não confirmou, por favor, faça isso e deixe um comentário neste post.
Muito obrigada.

Importante
: Lamento ter que novamente falar sobre este assunto, e quero que saibam que visitas e comentários, são desejados e muito bem vindos neste blog, mas como têm sido deixado aqui alguns comentários com termos inadequados ou ofensivos aos réus e juízes, e não querendo ativar a moderação dos comentários por que isto me tomaria mais tempo, peço aos visitantes que estão usando termos ofensivos aos juízes ou réus do processo de Flavia, que por favor não usem esse tipo de linguagem que em nada nos ajudaria, muito pelo contrário.
Muito obrigada.

TRAGÉDIAS HUMANAS - CADÊ A MÍDIA?!

- 9 de dezembro de 2007

Sintonizada com a ação de vários blogs na Blogagem Coletiva deste 10 de Dezembro sobre os Direitos Humanos, gostaria de abordar este tema fazendo uma cobrança: Maior atenção da mídia para com as tragédias humanas, que não podem ser relegadas como são, ao esquecimento. A mídia deveria assumir a importância que tem na divulgação de crises humanitárias e tragédias humanas. Uganda, Somália, Darfur...A mídia deveria fazer-se presente onde quer que fosse preciso chamar a atenção do mundo, para situações que vergonhosamente vão contra os Direitos Humanos.

É comum ver o interesse dos meios de comunicação por qualquer coisa na qual uma celebridade esteja envolvida, não sendo assim, o fato em si, por mais importante e digno de visibilidade que seja, não consegue suscitar o interesse dos profissionais de comunicação para DIVULGAR, e jogar luz sobre o assunto. A mídia deixa de cumprir assim, sua importante função pública e social.

Os Blogs têm demonstrado um impressionante poder de comunicação, principalmente quando se unem para fazer uma Blogagem Coletiva sobre determinado assunto ou tema, preenchendo desta forma, mesmo que parcialmente, essa lacuna deixada por jornais, radios, TVs, revistas.....

MÍDIA, É SUA FUNÇÃO, MAIS ATENÇÃO PARA TODO E QUALQUER ASSUNTO QUE ENVOLVA Direitos Humanos.

AOS MEUS VISITANTES:
Por favor, não esqueçam da Blogagem Coletiva para Flavia, dia 17.12, próxima segunda-feira. Copiem o selo de participação no post anterior e deixem um comentário aqui, confirmando adesão, nome e endereço de seus blogs.
Muito obrigada.

RALOS DE PISCINAS - EXIJA FISCALIZAÇÃO!

- 5 de dezembro de 2007
Copie o selo acima e participe da blogagem coletiva programada para o dia 17.12.2007.

Este blog existe, porque minha filha Flavia, que em poucos dias completará 20 anos de idade, está em coma vigil há quase 10 anos, desde que um acidente com RALO DE PISCINA lhe interrompeu a infância saudável. Este blog existe porque o acidente acontecido com Flavia já havia acontecido com outras crianças e continuou a acontecer, no Brasil, em Portugal, nos Estados Unidos, Na França, na Rússia... E este blog existe porque apesar da ação devastadora dos acidentes causados por ralos de piscina, locais e empresas responsáveis pela venda, instalação e manutenção desses ralos que compõem os sistemas de sucção de piscinas, continuam indiferentes à sorte das vítimas, continuam na impunidade, mesmo muitos anos depois da ocorrência das tragédias.

É preciso urgência na fiscalização da venda, instalação e manutenção dos sistemas de sucção de piscinas. É preciso punição exemplar para quem cometeu ou venha a cometer negligências com a segurança dos sistemas de sucção de piscinas. É preciso cobrar agilidade da justiça na proteção das vítimas.

Como eu disse no post anterior, sozinhos fica difícil, mas juntos, somos poderosos. Por isso, peço a adesão de vocês na blogagem coletiva que estará acontecendo no próximo dia 17 de Dezembro, para aumentar a visibilidade da história de Flavia que é apenas um exemplo, não só no Brasil mas no mundo, da negligência, da impunidade e do desrespeito aos direitos humanos de todos nós.

Muito obrigada.

EM TEMPO: A empresa fabricante do ralo de piscina que causou o acidente que deixou Flavia em coma irreversível e que até hoje não foi condenada pela justiça brasileira a indenizar Flavia, conforme venho mencionando em posts anteriores, é a JACUZZI DO BRASIL.

Sozinhos fica difícil, mas juntos, somos poderosos

- 2 de dezembro de 2007
Hoje transcrevo aqui, trechos de dois comentários deixados neste blog, de pessoas que lendo o que venho escrevendo, sentem – assim como eu - INDIGNAÇÃO - pela indenização concedida à minha filha, pela justiça paulista, - cinco anos após o início do processo - indenização esta, insignificante, frente a um acidente de proporções tão devastadoras na vida de Flavia.

Sou agradecida a quem lê os posts e a quem deixa comentários, pois isto me serve de parâmetro para saber se a mensagem que estou tentando passar, está sendo assimilada, e se está acontecendo a conscientização que espero conseguir despertar, sobre o perigo dos ralos de piscinas e sobre a necessidade de não nos calarmos diante de injustiças. Melhor seria, claro, que não precisássemos expor uma situação dolorosa, na tentativa de conseguir justiça, mas se vivemos em um país que não respeita nossos direitos ou de nossos entes queridos, GRITEMOS. Peço a ajuda de vocês para aumentar o eco de meu grito, que este grito deixe de ser só meu e passe a ser nosso, e que nosso grito ecoe tão alto e tão forte que atravesse fronteiras, e onde for preciso, que nosso grito desperte a justiça adormecida. EM COMA. Façamos isto, por Flavia, por Lucimeire, Marlei, Tiago, Abigail, Sergei, Yago,.....todos com as vidas ceifadas ou inutilizadas por ralos de piscinas, mal vendidos, mal instalados e mal conservados.

Peço apenas que ao deixarem comentários, por favor, não usem adjetivos ou palavras ofensivas, nem para com os réus nem para com os juizes. Que fique sempre registrado no que escrevemos, que nossa intenção não é ofendê-los, mas deixar claro, que o comportamento dos réus e a forma como a justiça brasileira tem conduzido o processo de Flavia, ao longo desses quase NOVE ANOS, isto sim, é OFENSIVO.

Os comentários abaixo foram deixados no post deste blog do último dia 26.11 - A INDENIZAÇÃO DA PRIMEIRA SENTENÇA, quando após cinco anos de luta na justiça paulista, a juíza entendeu que R$ 100 mil reais, seriam suficientes para eu cuidar de Flavia pelo resto da vida, devendo esta indenização ser paga apenas pelo condomínio. A AGF BRASIL SEGUROS e JACUZZI DO BRASIL ambas, empresas multinacionais riquíssimas, foram liberadas de qualquer pagamento à Flavia. Como já informei, recorri dessa sentença. A segunda, não muito diferente desta, é assunto para um próximo post.

Ana b disse
Odele,É uma crueldade essa sentença...achar q cem mil reais seriam suficientes para indenizá-las é uma ofensa impensável!! uma juíza, q deve ter gastado para estudar, q mora numa metrópole com sp, deve conseguir imaginar o tanto de dinheiro q vc precisa para poder manter sua filha flávia... é tão vergonhoso isso, não? Como pode a Justiça, eximir as empresas de responsabilidade, permitir q a jacuzzi e a seguradora continuem isentas de pagar pela manutenção da [nova] vida de sua filha, permitir q essas empresas estejam numa posição mais confortável q a de vcs, não enxergar a briga de sansão e golias q é essa situação... ora, francamente, nossa justiça é o fim da feira!! eu, sinceramente, não acho q seja uma questão de leis... acho q é uma questão de poder.acho q a intenção é q seu processo se arraste por anos e anos, até sua desistência. acho q deve ser assim q a jacuzzi pensa, q é assim q a seguradora pensa, eventualmente deve ser assim q a juíza pensa, sei lá! será q ela realmente LEU seu processo inteirinho???.........”

Monday, 26 November,2007-12-02

"Catarina Raposo disse
Olá Odele,
Encontrei este site por acaso e fiquei muito triste , não só por ver tudo o que aconteceu com a sua filha, mas ao ler o desenvolvimento do caso e tomar consciência - mais uma vez - de que o poder "move montanhas", principalmente o da justiça...É irónico também pensar-se que se isto se tivesse passado nos Estados Unidos e a sua filha tivesse apenas partido uma perna, seria provável que a indenização a receber fosse de largas dezenas de milhões de dólares...De qualquer forma, senti que tem aqui na blogosfera um grande grupo de amigos e acho que devia aproveitar esta força para demonstrar à Jacuzzi, por exemplo, que eles só serão uma grande empresa enquanto nós deixarmos, enquanto nós comprarmos os seus produtos...os lucros deles poderão ser diminuidos drasticamente de um dia para o outro, tal como as capacidades da sua filha...Lance uma campanha mundial, para que ao tomar conhecimento desta história, mais ninguém adquira nem um parafuso à dita empresa...eu estou aqui para ajudá-la e aposto que todos estes bloggers....

Friday, 30 November,2007

Ana e Catarina, obrigada pelos seus comentários.

Até o próximo post.

Abuso sexual de crianças?! - NÃO!! Por favor, assine a petição

- 1 de dezembro de 2007
Solidária com alguns blogs de Portugal, em meu nome e em nome de Flavia, estou assinando a petição em Prol das Crianças Vítimas de Abusos Sexuais.

O ABUSO SEXUAL DE CRIANÇAS DEVE SER COMBATIDO ALÉM DE QUALQUER FRONTEIRA.

Leia mais nos blogs: Art& Design e Do Portugal Profundo.

Leia, assine e divulgue a Petição em Prol das Crianças Vítimas de Abusos Sexuais
(http://www.petitiononline.com/criancas/petition.html).

Muito obrigada.

Um Simples Chamado. DE ATENÇÃO!

- 30 de novembro de 2007
Eu e Flavia temos recebido muitas demonstrações de afeto e solidariedade. O poema abaixo é uma dessas demonstrações que me fez sentir emocionada, não só pela beleza e sensibilidade do texto, mas pela conscientização que se percebe nas palavras do autor, sobre o perigo dos RALOS DE PISCINAS, que instalados de forma inadequada e sem a devida manutenção, fizeram podem continuar a fazer vítimas por todo o mundo.

Devidamente autorizada por Ramon de Alencar do Blog VOCÀBULAH, transcrevo o poema que ele fez para Flavia. Por favor, alternem sua leitura com o post anterior.
"
Ramon de Alencar
has left a new comment:

' ...-Estejas a vontade Odele. As palavras são de todos, e em especial, aquelas são de vocês... E obrigado pelos comentários... ...E isso, foi apenas uma forma singela de contar o que eu aprendi com vocês. Eu que lhes sou grato... '

Um Simples Chamado

(À menina Flávia, por tudo aquilo que ela nos ensina, ali deitada em sua cama)

Quando o sorriso de uma criança se cala
Enquanto os sonhos escorrem pelo ralo,
E a dor da mãe é de um silêncio tão alto
Que grita mais que a dor do próprio parto;

Quando o viver passa a ser na lembrança
Daquilo que foi ou que poderia ter sido:
O primeiro passo, a primeiro dente caído
O dia de debutante, o dia da formatura...

E que agora foi para sempre apartado
Pelo descaso de uma triste fatalidade,
Pela imprudência de um mal terceiro
Que impunemente negligencia a vida.

Quando tudo isso ocorre dia após dia
Com José, Flávia, Pedro ou Maria...
É para que se aprenda alguma verdade,
Seja de solidariedade ou mesmo justiça:

Temos mãos que podem criar mudanças,
Coração e sentimentos capazes de unir,
E uma mente com a sabedoria necessária
Para aceitar aquilo que nos foi confiado.

Postado por Ramon de Alencar às 7:41 PM

Ramon, muito obrigada por sua sensibilidade e pela delicadeza de seu gesto.

Até o próximo post.

A INDENIZAÇÃO DA PRIMEIRA SENTENÇA

- 26 de novembro de 2007
Venho dizendo em alguns posts deste blog que desde que deu entrada na Justiça Paulista, no início de 1999, o processo de Flavia teve dois julgamentos. E venho dizendo também que nessas duas sentenças ocorreram indenizações que considerei pequenas e incoerentes com a gravidade do acidente e com as seqüelas deixadas em Flavia, entre elas a mais grave – Coma Vigil irreversível.

Transcrevo abaixo trechos do documento que gerou a primeira sentença de indenização a mim e à Flavia. Processo nr. 000.99.029810 – Cadastramento e recebimento na Justiça Paulista na data de 18/03/1999. Esta sentença foi dada em Julho de 2004, portanto, seis anos após o acidente e cinco anos após o ingresso do processo na Justiça Paulista.

“...o condomínio, enquanto consumidor, não foi informado pelo fabricante (JACUZZI) *de eventual potencialidade lesiva dos componentes instalados na piscina..." * parêntese meu.

...a perícia de engenharia constatou a existência no local do acidente de um ralo (ou dreno) de fundo Jacuzzi, modelo antiturbilhão VWD150, além de bomba Jacuzzi, modelo 15B-M, com motor de 1,5cv de potência e filtro Jacuzzi 30 TP5. O modelo adquirido pelo condomínio (Filtro Residencial 30 TP5) de acordo com a tabela constante no folheto trazido pelas autoras era condizente com piscinas de 103m3 de volume, ou seja, superior à dimensão da piscina do condomínio, de apenas 43m3.

...Assim a perícia de engenharia constatou que o condomínio réu substituiu o conjunto motor/bomba/filtro por equipamento de potência de 1,50 cv, quando o mais adequado seria de apenas 0,50 cv........bem como a velocidade no interior das tubulações de sucção e de recalque mostraram-se acima do admitido em normas de segurança relativas a piscinas...

....ademais a perícia oficial não descartou ainda a possibilidade de cabelos poderem se emaranhar e embaraçar, prendendo-se em grelhas, parafusos e sapatas de apoio que compõem os sistemas de sucção, na hipótese de aproximação do ralo,
sendo este, segundo o perito, o motivo mais provável do acidente...

...O médico que atendeu a autora Flavia na UTI do Hospital Santa Isabel, logo após ter sido atendida no Pronto Socorro, Dr.Cid Eduardo de Carvalho, confirmou que havia sinais de arrancamento capilar na região próxima à nuca da vítima. Segundo informações colhidas no momento do atendimento, a vítima estava dentro da piscina, roxa, tendo havido dificuldade no momento de sua retirada, pois seus cabelos estavam presos ao ralo da piscina....

....Assim é evidente que os cabelos de Flavia ficaram presos ao ralo de fundo da piscina, sendo mais provável que tenham sido arrancados, no momento em que a vítima foi retirada piscina.

..É inegável que houve arrancamento dos cabelos de Flavia no ralo de fundo da piscina, o que somente pode ter sido causado, pelo fato dos cabelos da vítima terem se aproximado do ralo associado à vazão de água do ralo em velocidade superior ao previsto nas normas técnicas de segurança...

A DECISÃO DA JUIZA para o processo de Flavia de nr.000.99.029810-8 :

- INCABÍVEL o pedido de pagamento de pensão vitalícia, uma vez que a autora menor não exercia atividade remunerada.

- IMPROCEDENTE a ação quanto à condenação da seguradora AGF Brasil Seguros S/A ao pagamento de danos morais.
- IMPROCEDENTE a ação em relação co-ré JACUZZI DO BRASIL. IND. E COMÉRCIO LTDA.
- PARCIALMENTE PROCEDENTE a ação para o fim de condenar o CONDOMÍNIO EDIFÍCIO JARDIM DA JURITI, a pagar às autoras o valor dos danos materiais consistente na metade do valor mensal das despesas necessárias ao tratamento clínico da autora FLAVIA SOUZA BELO, incluindo honorários médicos, internações hospitalares em clínicas especializadas, preferencialmente no Brasil, além de despesas de transporte e de hospedagem, inclusive de um acompanhante, cirurgias, colocação de próteses, exames, medicamentos, e em especial os equipamentos apontados pela perícia, ou seja, cadeira de posicionamento, cadeira para banho, cama hospitalar, colchão apropriado para evitar escaras, aspirador, inalador, oxigênio e aparelho tipo “no break” bem como as despesas com equipe multidisciplinar, consistente em auxiliar de enfermagem, e fisioterapia diariamente, fonoterapia duas vezes por semana, odontologista trimestralmente, médicos fisiatra e gastroenterologista semestralmente e médico ortopedista anualmente e eventualmente médico clinico geral e exames complementares.

Considerando que tal verba é essencial à sobrevivência da co-autora Flavia, o réu (CONDOMÍNIO) deverá pagar à autora mãe, danos morais equivalentes a R$ 52.000,00 (cinqüenta e dois mil reais)... e à autora FLAVIA SOUZA BELO danos morais equivalentes também a R$ 52.000,00 (cinqüenta e dois mil reais)


Pois é isto. Depois de seis anos do acidente, depois de cinco anos de batalha judicial, com apresentação de documentos emitidos pelas perícias técnica e neurológica, e mesmo tendo sido as necessidades de Flavia mencionadas no documento que gerou a sentença, a juíza responsável por esta sentença, indeferiu meu pedido de pensão vitalícia para Flavia, inocentou a Jacuzzi, e a AGF, e condenou o condomínio a pagar metade das despesas mensais com Flavia, Já a indenização para mim e Flavia, a juíza entendeu que 52 mil reais para cada uma de nós, seriam suficientes para pagar por todas as despesas de Flavia pelo resto de sua vida. Segundo a juíza, este valor e mais a metade das despesas mensais de Flavia que condenou o condomínio a pagar, cobririam, além de todas as despesas e custos com os profissionais e equipamentos de Flavia, os danos morais e estéticos causados a mim e à minha filha. Não concordei com a sentença e recorri. Oportunamente vou informar o valor que nos foi concedido de indenização na segunda sentença, dois anos depois desta e da qual também recorri. Status atual do processo de indenização por este gravíssimo acidente ocorrido com Flavia, causado por um ralo de piscina funcionando de forma irregular: Depois de NOVE ANOS na justiça paulista, há quase um ano o processo de Flavia, ainda em São Paulo, está "se preparando" para seguir para Brasília, onde será julgado em última instãncia.

Obs: São meus os negritos do texto.

Até o próximo post.

DIA MUNDIAL CONTRA A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

- 25 de novembro de 2007
A arte desta foto é de autoria de Isabel Filipe do blog Art&Design, de Portugal.

Dia 25 de Novembro é considerado o Dia Internacional contra a Violência Doméstica. 25 de Novembro foi eleito como o Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher, em homenagem às irmãs revolucionárias Mirabal - Patrícia, Minerva e Tereza, presas, torturadas e assassinadas em 1960 a mando do ditador da República Dominicana Rafael Trujillo.

O que as estatísticas têm mostrado que é preocupante e até alarmante, é que as mulheres agredidas dentro de casa pelos seus maridos, nem sempre dão queixa. Por medo de represália dos próprios, por receio de ver o companheiro preso, e até por desinformação e inércia.

Você mulher, não deve calar diante da violência doméstica. Denunciar essa violência, essa barbárie, é a única maneira de dar um basta no problema. Denunciar é a única forma de fazer com o que seu agressor seja punido.

Se na sua casa, o lugar onde deveria ser o seu canto de paz, você estiver sofrendo algum tipo de violência por parte de seu marido ou companheiro, não tenha medo. Reaja. Liberte-se. Recupere sua auto-estima.

Talvez você tenha medo de ficar sozinha, mas lembre-se de que é melhor estar só do que com alguém que já não nos ama. Amor e carinho é algo fundamental, é essencial. Liberte-se de seu agressor, e quem sabe um dia, curadas as feridas da violência a que você foi submetida, lhe apareça um novo amor, que não precisa ser nenhum príncipe encantado, mas é imprescindível que como no poema de Cora Coralina, "basta ser

...Colo que acolhe,
Braço que envolve,
Palavra que conforta,
Silêncio que respeita,
Alegria que contagia,
Lágrima que corre,
Olhar que acaricia,
Desejo que sacia,
Amor que promove”

Violência doméstica? Não silencie. Denuncie.

INFORMAÇÃO E CONSCIENTIZAÇÃO

- 23 de novembro de 2007
Hoje transcrevo aqui, no blog de Flavia, um texto escrito por Maria Alice Miller, Designer de Interiores e moradora do Rio de Janeiro - Brasil. Este texto foi extraido do blog Casa con Design e tem o mérito, além de ter sido bem escrito, de mostrar o interesse de uma pessoa, que por conta de sua profissão, poderá opinar e alertar seus clientes no momento da compra e da instalaçao do equipamento de sucção de suas piscinas. Maria Alice, por ter lido os posts do blog de Flavia tomou conhecimnto de um perigo que não sabia existir, o dos ralos de piscinas mal dimensionados, mal vendidos, mal instalados. Informação e conscientização sobre o perigo existente nos ralos de piscinas, são de fundamental importãncia para que novas tragédias possam ser evitadas.

Com vocês, o texto de Maria Alice.

"Estamos num blog de design, decoração, interiores, tudo bonito e "pra cima". Mas creio que existem algumas coisas na vida que a gente não pode simplesmente deixar de lado e fingir que não existem. Principalmente em se tratando da história de Flávia, uma jovem de 19 anos que vive em estado de coma devido a um acidente que sofreu em uma piscina - um dos itens mais desejados por quem curte casa e interiores bonitos... Conheci a história de Flávia (e ainda a estou lendo, post a post), através do blog Querido Leitor, de Rosana Hermann, que visito diariamente. Rosana fez um post sobre o blog que a corajosa mãe de Flávia, Odele Souza, mantém desde janeiro deste ano, objetivando alertar para os perigos ocultos em ralos de piscinas, protestar e denunciar a lentidão da justiça brasileira em condenar os culpados.

Aos 10 anos de idade Flávia era uma menina bonita e saudável, como tantas outras em todo o país. Numa tarde, foi à piscina de seu edifício em São Paulo, no bairro de Moema - acompanhada de seu irmão, e seus cabelos foram sugados pelo ralo da piscina, pois a bomba do filtro estava superdimensionada para o tamanho da piscina. Ela ficou submersa, sem respirar, e teve uma parada cárdio-respiratória. Após ser retirada da piscina, foi levada a um hospital e não se recuperou do estado de inconsciência em que vive há quase 10 anos.Logo após o acidente, cheia de despesas médicas, Odele solicitou ao síndico do edifício onde morava o pagamento de seguro contra acidentes pessoais, e não foi atendida, pois tal pessoa alegava que, se fizesse isso, o condomínio estaria reconhecendo sua culpa. Neste ponto, Odele percebeu que o que aconteceu à Flávia não foi apenas um acidente, mas negligência.

 A bomba do filtro da piscina foi trocada pelo condomínio do edifício por um modelo mais potente que o indicado para o tamanho da piscina, e o fabricante, a Jacuzzi do Brasil, não tem nenhum alerta a respeito em seus manuais de produto. Foi então que ela decidiu começar sua luta, que dura até hoje. Foi um duro caminho até encontrar um advogado que aceitasse o caso, mas felizmente ela o encontrou, e a ação na justiça foi impetrada contra o condomínio do edifício - que instalou um mecanismo de sucção na piscina de forma indevida - contra a AGF Seguros - para receber o seguro contra acidentes pessoais, que acabou sendo pago, um ano e onze meses depois, sem juros nem correção monetária - e contra a Jacuzzi do Brasil - que vendeu o equipamento sem fazer constar em seus manuais nenhum alerta ou ressalva a respeito de sua potência.

O processo está na justiça de São Paulo desde 1999, onde já recebeu duas sentenças que não condenaram os réus a pagar a Flávia uma indenização condizente com a gravidade do acidente que sofreu. O processo está indo para Brasília, onde Odele espera que os juízes analisem os autos - onde constam vários laudos periciais indicando a causa do acidente - e condenem os réus de forma satisfatória.Estive no site da Jacuzzi, que já inclui pelo menos em duas páginas - aqui e aqui - a informação de que a configuração da grade de seus ralos "evita o entalamento de dedos, brinquedos e outros objetos". Há também um outro alerta na página sobre ralos, que diz o seguinte: "Por segurança, para que nenhum usuário corra o risco de ficar preso à grade sugado pela bomba do filtro, nunca se deve instalar um único ralo de fundo isoladamente. Deve-se adotar um dos seguintes procedimentos:(...)". Trata-se de um sinal de que a empresa reconhece que o perigo existe, mas não o destaca como deveria, nem menciona que cabelos compridos são mais fáceis de ficarem enroscados ao sistema de sucção, se ele não for bem dimensionado.

O blog mantido por Odele já correu o mundo, mas ainda é pouco acessado no Brasil. De Portugal vieram os maiores apoios e também notícias de outros acidentes ocorridos em todo o mundo, inclusive com mortes. São crianças e mesmo adultos, que têm partes de corpos sugados, e que sofrem mudanças trágicas em sua vida, que poderiam ser evitadas. Aqui no Brasil há o caso de duas mulheres que sofreram o mesmo acidente de Flávia (foram sugadas pelos cabelos), em uma piscina de um motel, e que vieram a falecer.

No blog de Flávia há diversos casos relatados e documentados. Acho importante divulgar a história de Flávia, tanto para que vocês visitem o blog e dêem seu apoio a Odele, quanto nós precisamos saber que aquilo que deve ser só prazer - uma bela piscina em casa, ou em seu condomínio - pode ter um lado sombrio pouco divulgado. É importante que a gente saiba que é necessário contar com profissionais para projetar ou reformar uma piscina, e que estes profissionais devem ser informados sobre inúmeros detalhes desta construção pelos fornecedores e fabricantes de equipamentos que fazem a piscina funcionar perfeitamente. Afinal de contas, a Jacuzzi, uma das maiores e mais respeitadas fabricantes de produtos para piscina no Brasil está sendo processada por não orientar corretamente sobre a adequação dos equipamentos que fabrica para piscina. Finalmente, creio que, como cidadãos, temos o dever de pressionar a justiça brasileira para que mude, e mude muito. É necessário mais que "apressar um processo": é preciso que a justiça sirva de fato a quem precisa. Flávia tem uma mãe esclarecida e obstinada, que está tentando garantir que os responsáveis pelo atual estado de sua filha paguem pelos cuidados médicos que ela necessita.

Mas quantos brasileiros não chegam nem perto da justiça, por se saberem fracos e totalmente despreparados para sequer atuar junto a uma defensoria pública num caso sério, que envolva pessoas ou empresas com poder? Quantos processos encravados no judiciário têm que permanecer desta forma até que a justiça brasileira seja reformada de modo a atender rapidamente pleitos corretamente elaborados e comprovados?

 PS.: O nome do blog de Flávia é o FLAVIA, VIVENDO EM COMA, onde há informações o completas sobre o caso, constando inclusive o número do processo, laudos periciais e várias notícias de acidentes parecidos em todo o mundo.
Publicado por Maria Alice 18:05:17"

DENGUE - DEPENDE DE TODOS NÓS

- 22 de novembro de 2007
EU e FLAVIA ESTAMOS PARTICIPANDO DESTA IMPORTANTE BLOGAGEM COLETIVA. PARTICIPE VOCÊ TAMBÉM.















Hoje, 22 de Novembro, aqui no Brasil, é o dia da BLOGAGEM COLETIVA sobre a DENGUE, uma doença que como muitos sabem, mas talvez nem todos, é causada por um mosquito que tem por hábito picar durante o dia e se desenvolve em ÀGUA PARADA e LIMPA. A DENGUE vem causando mortes e sofrimento a muitas pessoas

Visitando alguns dos blogs participantes desta blogagem coletiva, vejo que muito já foi escrito sobre esta doença, que não é difícil de evitar, bastando que se tome alguns cuidados básicos e simples, como por exemplo:

- Não deixar acumular água em pratos de vasos de plantas e xaxins.

- Substituit a água dos vasos de plantas por areia grossa umedecida.

- Pneus velhos também costumam ser lugar que atrai os mosquitos. Guarde-os sem água.

Tanta gente competente já escreveu sobre DENGUE neste dia de hoje que eu gostaria apenas de enfatizar uma coisa que considero de extrema importância. A UNIÃO DE PESSOAS EM TORNO DE UM TEMA, UM ASSUNTO, UM PROBLEMA, UMA LUTA, UM PROTESTO, UM ALERTA...

Por isso, além da importância de participar desta BLOGAGEM COLETIVA, converse sobre as formas de evitar a DENGUE com seus vizinhos, conhecidos, amigos, familiares, funcionários. Mostre a importância de se manter informado sobre a doença. Além disso, diga-lhes que a literatura sobre como evitar a DENGUE é farta na INTERNET. INFORMAÇÃO e CONSCIENTIZAÇÃO é tudo.

Sozinhos fica difícil. TODOS JUNTOS, somos invencíveis.

(Esta blogagem coletiva foi promovida e coordenada pela Meire. Visite todos os participantes que estão linkados no blogue da Meire )

UM MOMENTO DE TERNURA.

- 21 de novembro de 2007
Carlos Rocha, meu amigo Beezz, do blog Beezzblog, de Portugal, a exemplo de outros amigos portugueses, há meses tem sido uma presença constante e carinhosa neste blog. Carlos, linkou o blog de Flavia, faz posts, visita, comenta, e mesmo estando lá em Portugal, através de suas palavras, se torna muito próximo de nós. São atitudes com esta, tomadas por Carlos e por outros amigos portugueses, amigos que eu e Flavia fizemos ao longo desses meses, que me faz sentir que a amizade e a solidariedade, encurta distãncias, aproxima as pessoas e ameniza o sofrimento.

Não bastasse o tanto que trabalha na divulgação da história de Flavia, Beezz fez pra ela este poema, que me deixou emocionada e que certamente é um estímulo auditivo que chega aos ouvidos de Flavia como um carinho.
Devidamente autorizada, transcrevo aqui o poema de Beezz.

FLAVIA

Um dia quando acordares,
desse teu sono profundo
te intrigarão os olhares
Da história que correu mundo

Este poema te dedico
do fundo do coração
Na esperança eu fico
de vir a pegar na tua mão

Que alegria nos davas
Se nos presenteasses com um despertar
Pois enquanto descansavas
Não parámos de lutar

A justiça tarda e foge
Como enguia recém pescada
Mas jamais desistiremos
Quando olhamos para ti hoje

Mil batalhas se travarão
Sempre em busca da verdade
Sei que todas elas se vencerão
Com amor, persistência e solidariedade

Carlos Rocha


Escrevi este poema, em homenagem a esta menina de nome FLAVIA, pois está vivendo em coma há quase 10 anos, depois de um acidente com um ralo de uma piscina no condomínio onde vivia. A sua mãe, Odele Souza, uma mulher de enorme força, que luta por justiça, sensibilizou-me, e com isto quero sensibilizar também todos os quanto me visitam, a FLAVIA merece, a Odele merece, o ser humano merece. Veja aqui, em Flávia, vivendo em coma, esta história, e todo o calvário da Justiça Brasileira. Hoje é com essa família, amanhã poderá ser com a nossa.

PUBLICADO POR Beezzblogger Ás 22:54:00
Temas semelhantes: , ,

GRITANDO POR JUSTIÇA!!!

- 16 de novembro de 2007
A arte desta foto é de autoria de minha amiga Isabel Filipe do blog Art&Design - de Portugal

Todos nós sabemos que a INJUSTIÇA que há quase 10 anos vem sendo praticada com minha filha Flavia, não é, um caso isolado em nosso país. Infelizmente Flavia é apenas mais um exemplo da lentidão de nosso sistema jurídico e da indiferença dos que poderiam CONDENAR e NÃO CONDENAM, os culpados por acidentes que devastam vidas. Ninguém é punido, ninguém paga por nada e as vítimas, seguem entregues à própria sorte.

No ano de 2002, por determinação judicial, foi feita perícia neurológica em Flavia, pela neurologista Dra.Maria Luiza Giraldes de Manreza, CRM 17097. Dos profissionais necessários aos cuidados com Flavia, mencionados no laudo neurológico emitido por Dra.Maria Luiza, hoje, por falta de recursos, conto apenas com Fisioterapeuta diária e uma Auxiliar de Enfermagem que trabalha em dias alternados. Portanto, também em dias alternados, fico sozinha para cuidar da casa e de Flavia. Sem ter com quem deixá-la, em dias como hoje, não posso sequer ir até a esquina ou à padaria.

Baseados nas provas apresentadas nos autos do processo, pela perícia técnica realizada na piscina e neurológica em Flavia, no ano de 2003, portanto, cinco anos depois do processo ter dado entrada na justiça paulista, por solicitação de nosso advogado, foi concedido à Flavia, o pagamento mensal a titulo de ANTECIPAÇÃO DE TUTELA, do valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) sendo – 50% a serem pagos pelo condomínio e os outros 50% pela JACUZZI.

Aqui trechos do documento emitido pelo PODER JUDICIÁRIO – Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo que originou o pagamento desse valor mensal.

“......De fato ficaram demonstradas nos autos a existência do fato lesivo e as graves seqüelas apresentadas pela menor Flavia, fato este que quase lhe causou a morte, haja vista o parecer da perícia médica.......Flávia que antes do acidente era uma criança normal e saudável.."

“......a conclusão da perícia da engenharia é de que o conjunto motor/bomba/filtro utilizado pelo condomínio réu, é inadequado- tendo-se em conta a relação potência-velocidade-necessidade. Ou seja, a potência do motor ali instalado bem como a velocidade real na borda do dreno turbilhão, eram superiores às necessidades reais da piscina.....O projeto da piscina sugeria um equipamento de sucção de 0,50 cv (meio cavalo-motor) sendo que este equipamento foi substituído pelo condomínio por outro com potência de 1,5 cv (um e meio cavalo motor) adequado a uma piscina de 103m3 de água enquanto que a piscina onde Flavia nadava , objeto da presente ação, possui 43m3. Indicou ainda o perito como causa possível do acidente, o embaraçamento de cabelos da vítima nas grelhas, parafusos e sapatas de apoio do sistema de sucção. Ora, tal aparato foi adquirido e instalado pelo condomínio, fato este por ele não negado.”

“.......Diante disso, não consta do manual fornecido pela JACUZZI (o negrito é meu) com o produto posto por ela em circulação no mercado consumidor, qualquer ressalva quanto aos limites de velocidade do filtro no conjunto motor/bomba/filtro no que diz respeito à indicação e especificação técnica de seu uso pelos consumidores em geral. ...Tanto assim é verdadeiro que foi instalado equipamento hiperpotente para as dimensões da piscina.”

"....Ademais, considerando as próprias seqüelas de natureza neurológica, portanto, de caráter irreversível causados à menor Flavia, comprovado está que se faz mesmo necessário que lhe sejam ministrados tratamento e acompanhamento médico adequados, contínuos e especiais....Lembre-se a necessidade de fisioterapia, fisiatria, fonoaudiólogo, como coadjuvantes no tratamento da menor, além da presença constante de enfermeiras e acompanhantes ante o quadro neurovegetativo da qual a menor Flavia passou a ser portadora.....”.
======
Por conta desse parecer judicial, O valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) divididos meio a meio entre Jacuzzi e Condomínio passou então a ser creditado mensalmente na conta corrente de Flavia. Não demorou muito tempo e a JACUZZI entrou com um pedido na justiça para parar de pagar a parte que lhe cabia. Um juiz mais bonzinho do que aquele que havia entendido que seria justo que a fabricante da ralo participasse com 50% do pagamento da tutela antecipada para Flavia, aceitou o pedido do fabricante do ralo e a JACUZZI PAROU DE PAGAR os R$ 2.500,00 reais que vinha por pouco tempo pagando à Flavia.

Não tenho raiva de ninguém. Também não me considero uma pessoa amarga ou negativa como dizem que sou, em alguns e-mails que venho recebendo O que me faz escrever neste blog é uma grande INDIGNAÇÃO por ver os direitos de minha filha DESRESPEITADOS. A lentidão da justiça é um desrespeito aos direitos humanos não só de minha filha mas de todas as "Flavias" que sabemos existirem no Brasil e no mundo. Flavia precisa e tem direito a uma indenização, não insignificante como as que já lhe foram concedidas em duas sentenças, cinco e sete anos após o início do processo, mas a indenização por mim pleiteada, coerente e condizente com as graves seqüelas deixadas em Flavia. Essa indenização não me fará rica como já alegaram nos autos, os réus. Rica eu era senhores, quando Flavia era saudável e quando seu sorriso lindo iluminava tudo e todos. A indenização pleiteada é URGENTE e NECESSÁRIA para que eu possa pagar pelos cuidados com Flavia, cuidados esses, como sabem os juizes que já atuarem neste caso, estão mencionados no laudo neurológico da Dra.Maria Luiza. Mas os juízes que mantêm o processo de Flavia retido em suas mãos, sabem, que por essa indenização URGENTE e NECESSÁRIA venho lutando na justiça paulista HÁ QUASE NOVE ANOS.

Só para terminar este post:
Em Novembro de 2003, no documento – MEMORIAL DAS AUTORAS apresentado por nosso advogado à justiça paulista, no contrato social da JACUZZI estava escrito:‘...indústria e comércio, importação, exportação e fabricação de bombas hidráulicas, .....equipamentos de hidroterapia, filtros e equipamentos para piscinas seus acessórios (o negrito é meu) e pertences...bem como qualquer espécie de maquinário e materiais necessários à fabricação e montagem de ditos artigos, compreendendo toda e qualquer operação ou negócio que se prenda ao comércio e indústria dos maquinários supra referidos....com filiais brasileiras em Recife, Porto Alegre, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e S.Paulo, e no mundo com estabelecimentos na Ásia, no Chile, na Europa, no Reino Unido e nos Estados Unidos
....
E eu sem dinheiro para cuidar de Flavia.

Até o próximo post.

O OBSTÁCULO - ATÉ AGORA, INTRANSPONÍVEL

- 12 de novembro de 2007
Sei que tenho escrito muito neste blog desde Janeiro de 2007, quando publiquei o primeiro post e nem sempre as pessoas lêem tudo, já que a vida de todos é muito corrida. Por isso de vez em quando volto a comentar algo que considero importante para a compreensão dos que vão aqui chegando.

Os que se lembram, eu já relatei toda a dificuldade que foi encontrar um advogado que aceitasse assumir o processo de Flavia e provar na justiça que ela entrou em coma em decorrência do acidente causado pelo ralo da piscina onde nadava. Eu disse também que depois de meses consultando advogados, acabei por encontrar Dr.José Rubens Machado de Campos, nosso advogado desde o inicio de 1999, quando pelas mãos dele, o processo de Flavia deu entrada na Justiça paulista. Quero deixar claro também que nosso advogado não tem qualquer participação ou influência na existência deste blog que foi criado por minha total iniciativa e responsabilidade, e me sinto muito à vontade para continuar a ALERTAR para o perigo de ralos de piscinas mal instalados ou com problemas no seu funcionamento, a PROTESTAR e a DENUNCIAR a lentidão da justiça brasileira em CONDENAR os culpados pelo acidente com minha filha, porque tenho comigo mesma o compromisso de me manter fiel à verdade dos fatos, não me afastando dessa verdade, uma vírgula sequer. Além disso, como o processo é público, qualquer pessoa pode ter acesso às informações.

Que fique aqui registrado o meu reconhecimento e gratidão ao nosso advogado Dr.José Rubens Machado de Campos (extensivo à sua equipe) que além de ter aceitado defender Flavia na Justiça Paulista, foi também o único advogado por mim consultado, a concordar em receber seus honorários somente após o final do processo – se ganho. Portanto, há NOVE ANOS, nosso advogado vem trabalhando no caso de Flavia, sem receber honorários. Quero também dizer que a atuação de Dr.José Rubens na defesa de minha filha tem sido brilhante. Tão logo o contratei, correu e me fez correr atrás de todas as provas relativas às más condições do ralo da piscina. A meu convite, visitou Flavia, conheceu o local do acidente e estava presente às perícias feitas na piscina do prédio – esvaziada quatro vezes - a fim de se constatar – o que foi constatado - o que alegávamos nos autos, – problemas com o ralo que prendeu Flavia pelos cabelos. Nosso advogado “brigou” e conseguiu que a AGF Brasil Seguros pagasse o valor de R$ 100 mil reais, - um ano e onze meses após o acidente. A AGF recusava-se a me pagar o seguro de responsabilidade civil existente no condomínio, e só pagou, mediante ordem judicial e com ameaça de multa diária. A AGF continua figurando entre os réus no processo de Flavia para pagar os juros e correção monetária pelos quase dois anos que deixou de pagar o seguro quando por mim solicitada. Por falta desse dinheiro, me vi obrigada a fazer bingos e rifas para pagar as contas não cobertas pelo plano de saúde da empresa onde eu trabalhava na época, a HP Brasil. Empresa e colegas foram muito solidários comigo nessa fase.

Confesso que antes de me ver incluida no absurdo número de 62 milhões de processos que aguardam por julgamento na justiça brasileira eu me encantava com a profissão de advogado. Hoje, esse encanto se desfez. Os profissionais que trabalham para nos defender, após passarem por anos de estudo e cursos de especialização no Brasil e no exterior, vêm seu esforço de anos na defesa de um caso, se transformar num calhamaço de papeis, a aumentar as pilhas de processos que aguardam por julgamento no Brasil, pilhas estas maiores ainda no Estado de São Paulo, onde a justiça brasileira se mostra a mais lenta do país. (Conforme reportagem sobre a lentidão da justiça brasileira feita pela TV Record em 27.03.2007, e tendo o caso de Flavia como referência. - Post deste blog do dia 02.04.2007)

Portanto, para que um processo tenha uma sentença rápida e adequada não basta ter um bom advogado. O obstáculo, formado por essas pilhas de papéis e sobre elas, pessoas indiferentes aos dramas humanos, que poderiam, se mais ágeis fossem, diminuir o sofrimento das vítimas, esse obstáculo, é bem mais alto e difícil de se transpor. Há que tentarmos.

Obrigada e até o próximo post.
Related Posts with Thumbnails